quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Guiné 63/74 - P9021: História do BART 2917 (Bambadinca, 1970/72): Resumo dos factos e feitos mais importantes, por João Polidoro Monteiro, Ten Cor Inf (Benjamim Durães)


In: História do Batallhão  de Artilharia nº 2917, de 15 de Novembro de 1969 a 27 de Março de 1972.


Referência à História do BART 2917, Bambadinca, 1970/72 - documento classificado como "reservado" - , segundo versão policopiada gentilmente cedida ao nosso blogue pelo ex-Fur Mil Trms Inf, José Armando Ferreira de Almeida, CCS/ BART 2917, Bambadinca, 1970/72, membro da nossa Tabanca Grande; o excerto que hoje se publica consta de outra versão, em suporte digital, corrigida, aumentada e melhorada pelo Benjamim Durães.  Com a devida vénia e com o nosso apreço por todos os camradas do BART 2917. L.G. (*)






Guiné > Zona leste > Sector L1 > Bambadinca > BART 2917 (1970/72) >  Aspeto exterior do aquartelamento, frente ao complexo das instalações do comando, da messe e quartos dos oficiais bem como da messe e quartos dos sargentos.




Guiné > Zona leste > Sector L1 > Bambadinca > BART 2917 (1970/72) > População fula em traje festivo






Guiné > Zona leste > Sector L1 > Bambadinca > BART 2917 (1970/72) >  Transporte de obuses 10,5 




Guiné > Zona leste > Sector L1 > Bambadinca > BART 2917 (1970/72) >  Ponte dos fulas, ou ponte sobre o Rio Pulon, destacamento do aquartelamento do Xitole (CART 2716)




Fotos: © Benjamim Durães (2010) / Legendas: L.G. Todos os direitos reservados





CAPÍTULO IV > APRECIAÇÃO DO COMPORTAMENTO GERAL DAS COMPANHIAS > DOCUMENTOS DIVERSOS
(...)

20DEZ71
BART 2917
BAMBADINCA
281800DEC71
                                                                                                                        3332/302.0



RESUMO DOS FACTOS E FEITOS MAIS IMPORTANTES DO BART 2917 [Bambadinca, 1970/72]

REFª: NEP OP do QG/COMCHEFE - PRO 32 ACOPU
Circular nº 5024/C, Procº 39.80, 35.31.00, 31.31.1, de 24NOV71 do QG/COMCHEFE (REP OPER).



1 – GENERALIDADES

a) – Tendo por divisa P’LA GUINÉ E SUAS GENTES, o BART 2917 saído de LISBOA em 17MAI70, a bordo do N/M CARVALHO ARAÚJO, desembarcou em BISSAU em 25MAI70 e assumiu a responsabilidade do SECTOR L-1 em 08JUN70.

b) – Tendo como Unidades orgânicas além da CCS – sediada em BAMBADINCA, a CART 2714 – sediada em MANSAMBO, a CART 2715 – sediada no XIME e a CART 2716 – sediada no XITOLE.

O BATALHÃO recebeu em reforço a CCAÇ 12, o PEL MORT 2106, o PEL DAIMLER 2206, o PEL CAÇ NAT 52, o PEL CAÇ NAT 54, o PEL CAÇ NAT 63, o 20º PEL ART, a COMPANHIA DE MILÍCIAS nº 1, com os seus PELOTÕES nºs 241, 242 e 243.


Trabalhando em proveito de todo o Sector Leste mas apoiados disciplinar, administrativa e em viaturas pelo Batalhão encontram-se sediados em BAMBADINCA o DEPAE 1 e um destacamento de Intendência [PIAD 2189].

c) – Em 18DEC70 entra em Sector o PEL MORT 2268 indo sediar em BAMBADINCA, em substituição do PEL MORT 2106 que, por ter terminado o seu tempo de comissão na Província da Guiné, regressou à Metrópole.

Este Pelotão mantém destacadas 09 ESQ (-) colaborando na defesa dos aquartelamentos e destacamentos a seguir indicados.

- MANSAMBO
- XIME
- XITOLE
- ENXALÉ
- MATO DE CÃO
- PONTE DO RIO PULON
- TAIBATÁ
- CAMBESSÉ
- MISSIRÁ

d) – Em 05AGO71 é criado o CIMIL (Centro de Instrução de Milícias) de BAMBADINCA que fica à responsabilidade do Batalhão.

e) – Em DEC71 entrou em Sector o PEL DAIMLER 3085, em substituição do PEL DAIMLER 2206 que havia terminado a sua comissão de serviço no Província da Guiné regressando à Metrópole.

f) – Em 25OUT71, foram sediar em CANDAMÃ e ENXALÉ, os PMIL (Pelotões de Milícias) 308 e 309, respectivamente formados no Centro de Instrução de Milícias de BAMBADIINCA.

g) – Em 25DEC71 após o término do 3º Turno/71 da instrução de Milícias em BAMBADINCA foi sediar no ENXALÉ o GEMIL 310 (Grupo Especial de Milícias) formado no Centro de Instrução de Milícias de BAMBADINCA.


h) – O Centro de Instrução de Milícias de BAMBADINCA já formou, além dos GEMIL 309, 310 e PMIL 308 atribuídos, ao seu Sector, os seguintes para outros sectores:

                   os PMIL  315 e 316 para o SECTOR L-5;
                   GEMIL 323 para o SECTOR L-4.


- Em 17JAN72 iniciará a instrução de PELOTÕES DE MILÍCIAS para DEBA, CAMPADA e PONTA AUGUSTO DE BARROS.

i) – O BATALHÃO prestou o seu apoio ao Centro de Instrução de “COMANDOS AFRICANOS” quando em funcionamento em FÁ MANDINGA.

j) – É o seguinte o dispositivo actual do BART 2917:

- BART 2917                                                                                                 BAMBADINCA
– CCS (-)                                                                                                     BAMBADINCA
- 1 PELOTÃO                                                                                       NHABIJÕES 
– CCAÇ 12                                                                                                 BAMBADINCA
–CART 2714 (-)                                                                                         MANSAMBO
- 1 PELOTÃO                                                                                    XIME
– CART 2715 (-) REF C/ 1 PEL CART 2714                                          XIME
- 1 PELOTÃO                                                                                       ENXALÉ
- 1 PELOTÃO                                                                                       PONTE RIO UDUNDUMA 
– CART 2716 (-)                                                                                        XITOLE
- 1 PELOTÃO                                                                                       PONTE DO RIO PULON
- 1 SECÇÃO                                                                                         CAMBESSÉ
– PEL CAÇ NAT 52                                                                                   MISSIRÁ
– PEL CAÇ NAT 54                                                                                   FÁ MANDINGA
– PEL CAÇ NAT 63                                                                                   MATO DE CÃO
– PEL REC DAIMLER 3085                                                                     BAMBADINCA
– 20º PEL ART / GAC 7 (10,5 cm)                                                         XIME
– PEL MORT 2268 (-)                                                                               BAMBADINCA
- 1 ESQ (-)                                                                                          MISSIRÁ
- 1 ESQ (-)                                                                                           MANSAMBO
- 1 ESQ (-)                                                                                           XIME
- 1 ESQ (-)                                                                                           ENXALÉ
- 1 ESQ (-)                                                                                           TAIBATÁ
- 1 ESQ (-)                                                                                           XITOLE
- 1 ESQ (-)                                                                                           PONTE DO RIO PULON
- 1 ESQ (-)                                                                                           CAMBESSÉ
- 1 ESQ (-)                                                                                           MATO DE CÃO
– COMPANHIA DE MILÍCIAS DO CUOR (-)                                            MADINA BONCO
- PEL MILÍCIAS 201                                                                                FINETE
- PEL MILÍCIAS 202 (-)                                                                           MISSIRÁ
           - 01 SECÇÃO                                                                                    MATO DE CÃO 
- PEL MILÍCIAS 203 (-)                                                                           MADINA BONCO
- 1 SECÇÃO                                                                                        BISSAQUE
- 1 SECÇÃO                                                                                        SANSANCUTA 
– COMPANHIA DE MILÍCIAS DO XIME (-)                                            TAIBATÁ
- PEL MILÍCIAS 241                                                                               AMEDALAI
- PEL MILÍCIAS 242                                                                               TAIBATÁ
- PEL MILÍCIAS 243                                                                               DEMBA TACÓ
- PEL MILÍCIAS 308 (-) / COMP MIL DO CORUBAL                            CANDAMÃ
- 2 SECÇÕES                                                                                     AFIÁ
– GEMIL 309 (COMP MIL DE PORTO GOLE)                                       ENXALÉ
– GEMIL 310 (COMP MIL DE PORTO GOLE)                                       ENXALÉ

k) – O BART 2917 será rendido na Província pelo BART 3973 cujo desembarque está previsto para 28DEC71.

A CCS / BART 2917 será substituída em Bambadinca pela CCS / BART 3873
A CART 2714 será substituída em Mansambo pela CART 3493
A CART 2715 será substituída no Xime pela CART 3494
A CART 2716 será substituída no Xitole pela CART 3492


2 – DOS FACTOS E DOS FEITOS

a) – Com o IN armado:

1 – O BART 2917 realizou inúmeras acções e operações procurando o IN armado afim de capturar ou destruir os seus elementos ou, ao menos criar-lhe insegurança nos seus redutos;

Dessa actividade ofensiva são de salientar as Operações:

“BACIA DESERTA”                                 [16 AGO 70]
“BOINAS DESTEMIDAS”                       [01 OUT 70]
“ABENCERRAGEM CANDENTE”         [25 e 26 NOV.70]
“TURRA”                                                 [ ?]
“ARRUAÇA DOURADA I”                     [18 e 19 FEV 71]
“ARRUAÇA DOURADA II”                    [21 e 22 FEV 71]
“RATO TRAQUINAS”                            [28 FEV 71]
“ESTRELA GALANTE”                         [14 MAR 71]
“CAÇADA EFICAZ”                              [19 e 20 MAR 71]
“CORRIDA ENTUSIÁSTICA”               [27 e 28 MAR 71 e 03 e 04 ABR 71]
“ESCALADA GIGANTE”                      [ 03 e 04 ABR 71 ]
“TRIÂNGULO VERMELHO                  [04 e 05 MAI 71]
“GATO IRREQUIETO”                          [18 MAI 71]
“TANTA VESPA”                                  [07 JUL 71]
“QUADRILHA SAGAZ”                        [11 e 12 JUL 71]
“AVANTE CAMARADAS”                    [ ?  ]
“BALADA DIURNA”                             [  ? ]
“DRAGÃO FEROZ”                               [02, 03 e 04 OUT 71]
“APANHA CHUVA”                              [23 e 24.OUT 71]
“TARECO VILÃO”                                [02, 03, 04, 05, 06 e 07 NOV 71]

2 – O INIMIGO

- Flagelou por 39 vezes os aquartelamentos e destacamentos das NT:

XIME                                                            11
MANSAMBO                                                06
XITOLE                                                        05
MATO DE CÃO                                            04
PONTE DO RIO PULON                              04
ENXALÉ                                                       04
NHABIJÕES                                                02
AMEDALAI                                                  01
DEMBA TACÓ                                             01
CAMBESSÉ / SINCHÃ MADIU                   01

- Reagiu à actividade de penetração das NT em operações ou acções 22 vezes.

- Colocou 22 engenhos explosivos, dos quais 13 foram detectados e levantados e 09 foram accionados pelas NT.

- Flagelou uma vez os trabalhos de construção da estrada BAMBADINCA – XIME em PONTA COLI.

- Flagelou por cinco vezes embarcações navegando no Rio GEBA “Estreito”.

- As suas acções causaram:

- 16 mortos e 89 feridos às NT.
- 03 mortos, 31 feridos e 01 desaparecido à população controlada pelas NT.
- estragos importantes num barco e ligeiros em dois outros.

3 – O BATALHÃO aos grupos armados IN:

- Causou 13 mortos confirmados, além de mais de 50 prováveis, e de inúmeros feridos confirmados.
- Apreendeu o seguinte material:

- 01 MET LIG DEGTYAREV
- 01 PM M-25
- 1 PM PPSH
- 02 ESP MOSIN NAGANT
- 11 MINAS A/P PMD-6
- 02 MINAS A/C
- 09 GR RPG-2
- 02 GR RPG-7
- 04 GR CAN S/R
- 01 GR MORT 61

- Retirou violentamente ao seu controlo 45 elementos da população.

- Obteve a apresentação voluntária nos seus quartéis e destacamentos de 87 elementos da população controlada pelo IN: [38 homens, 30 mulheres e 19 crianças].

- Emboscou-o repetidamente evitando, ou ao menos dificultando os seus movimentos.

b) – Com a população:

- Certo de que o progresso sócio-económico das nossas populações é a única arma capaz de conseguir a repressão da subversão o BART:

1 – Garantiu a segurança dos trabalhos da construção da estrada BAMBADINCA – XIME, apenas permitindo que o IN fizesse uma (01) única flagelação ao  pessoal e meios técnicos empenhados nas terraplanagens causando uma interrupção de uma (1) hora em cerca de um ano de trabalhos.

- Do tráfego da estrada XIMA – BAFATÁ dentro do seu Sector apenas permitindo em PONTA COLI a flagelação a uma (01) viatura civil sem consequências, e a flagelação a uma (01) manada de vacas, também sem consequências, movimentos estes que eram desconhecidos do BART.

- Da navegação no RIO GEBA “Estreito”, apesar de quase diariamente ali navegarem diversas embarcações, numa média diária que ultrapassa as três (03) unidades, o IN apenas conseguiu flagelar cinco (05) embarcações das quais apenas de uma (01) se conhecia a passagem.

- Das populações reordenadas apenas consentindo 02 flagelações ao Reordenamento dos NHABIJÕES, e uma (01) a cada uma das A/D seguintes: AMEDALAI, DAMBA TACÓ e CAMBASSÉ.

2 – Promoveu por sua iniciativa a ocupação de MATO DE CÃO a fim de aumentar a segurança da navegação no RIO GEBA, evitar as flagelações ao Reordenamento dos NHABIJÕES, e criar condições de segurança para os trabalhos agrícolas nas ricas bolanhas anexas, provocando a apresentação dos seus antigos habitantes quase todos ainda sob controlo IN.

3 – Manteve em funcionamento os P.E.M. (**) existentes quando da sua entrada em Sector (NHABIJÕES, FÁ MANDINGA, XIME, ENXALÉ, XITOLE e MANSAMBO) e impulsionou a criação e mantém em funcionamento mais dez (10) P.E.M.  (CANDAMÃ, MISSIRÁ, SINCHÃ MADIU, DEMBA TACÓ, MERO, GANHOMA, AFIÁ, SINCHÃ MAMAJÃ, DEMBATACOBÁ e SAMBA JULI).

No total de 16 P.E.M.  estão matriculados e frequentam as aulas

- 496 crianças na classe pré-primária;
- 249 crianças na 1ª classe;
- 050 crianças na 2ª classe, e;
- 027 crianças na 3ª classe.

4 – Reparou ou reconstruiu abrigos e redes de arame farpado nas tabancas em A/D.

5 – Construiu grande parte do Reordenamento dos NHABIJÕES (elevou as paredes de 287 casas a abertura de 106 abrigos para a população e sua ulterior cobertura encontra-se praticamente concluída;) levantou as paredes da Escola da Administração, etc. etc. etc.).

6 – Edificou 4 escolas definitivas para P.E.M. e construiu 08 provisoriamente.

c) – Como Órgão Logístico:

- O BATALHÃO garantiu:

1 – Descarregar e transportar para os locais de armazenagem em BAMBADINCA de todos os reabastecimentos e materiais destinados às Unidades do Leste e manuseados os Portos do XIME e BAMBADINCA.

2 – Armazenar e garantir o correcto encaminhamento de todos os materiais e a reabastecimentos referidos em 1) – com excepção de alguns materiais de engenharia (a cargo do DEPAE1) e de todos os géneros e artigos de cantina (a cargo do Destacamento de Intendência local – PIAD 2189).

3 – Carregar nos portos do XIME e BAMBADINCA todo o material evacuado do SECTOR LESTE.

4 – O pronto embarque e desembarque de todas as Unidades que desde 08.JUN.70 entraram ou saíram do SECTOR LESTE por via fluvial.

5 – Encaminhar para os seus destinos todo o pessoal militar não enquadrado que embarque ou desembarque no XIME e em BAMBADINCA.

6 – Adquirir, retirar da mata e embarcar no XIME rachas de cibo destinadas em BENG 447.

7 – Reabastecer não só as suas Companhias mas também, com excepção de um curto período, a CCAÇ 2701, (no SALTINHO, do BCAÇ 2912) do vizinho Sector L-5.


    O COMANDANTE
JOÃO POLIDORO MONTEIRO (***)
         TEN COR INF
_______________


Notas do editor:


(*) Vd. poste anterior, com excertos deste documento > 16 de Junho de 2010 > Guiné 63/74 - P6601: Elementos para a caracterização sociodemográfica e político-militar do Sector L1 (6): Povoações sob controlo IN; Recursos; Clima e meteorologia; Dispositivo e actuação da guerrilha (Benjamim Durães / J. Armando F. Almeida / Luís Graça)


(**) P.E.M. = Postes Escolares Militares, segundo creio...  Os PEM fazem referência a tabancas em autodefesa, com programas de desenvolvimeno socioeconómico, e onde há crianças que frequentam o ensino primário (ministrado por militares).  


(***) Último comandante do BART 2917. Oficial superior da confiança do Gen Spínola, corajoso, competente, desassombrado, truculento, usando e abusando da linguagem de caserna. O único, de resto, que vi, de arma na mão, a meu lado, no Sector L1, no tempo em que lá estive (Julho de 1969 / Março de 1971)... Já morreu. O  Jorge Cabral e o Paulo Santiago privaram com ele… Há vários postes publicados, fazendo referência ao Ten Cor de Infantaria João Polidoro Monteiro.


O BART 2917 foi mobilizado pelo RAP 2. Embarciou para a Guiné em 17/5/1970 e regressou à Metrópole em 24/3/1972. Foi colocado no Sector L1, em Bambadinca, substituindo o BCAÇ 2852 (1968/70). O seu primeiro comandante foi o Ten Cor Art Domingos Magalhães Filipe. Unidades de quadrícula:  CART 2714 (Mansambo);  CART 2715 (Xime; teve 5 comandantes); e CART 2716 (Xitole). 

5 comentários:

Luís Graça disse...

1200 homens em armas, só do nosso lado pelas minhas contas, para um máximo de 20 mil habitantes, assim divididos - pelo próprio comando do BART 2917: 15 mil sob controlo das NT; 5 mil sob controlo do PAIGC... Estou-me a referir apenas ao sector L1 (Bambadinca).A zona leste estava dividida em 5 sectores, se não me engano.

Luís Graça disse...

326 crianças frequentavam a escola primária (até à 3ª classe) nos 16 PEM (postos escolares militares) que o BART 2917 mantinha em funcionamento no Sector L1... A que se somavam mais meio milhar de crianças no "ensino pré-primário" (que eu não sei o que era)...

Só em Bambadinca é que havia escola primária oficial... Desconheço o número de crianças matriculadas...

Luís Graça disse...

Os dados retirados da História do BART 2917 (Bambadinca, 1970/72) apontavam para cerca de 6 mil o nº de elementos da população sob controlo no PAIGC, no Sector L1 (incluindo a região de Madina/Belel, a norte do Geba)... Estes números tendiam a ser sobreestimados, pelos comandos de batalhão, tal como os efetivos da guerrilha... LG
_____________

(...) Os aglomerados populacionais que a seguir se indicam são os que, existindo antes do início de subversão, se localizam na área sob controlo IN e são os de maior população, o número de habitantes que para cada um se indicam foi estimado com base em relatórios de notícias, relatórios de interrogatórios e RVIS.

- MADINA

-Localizada em (MAMBONCÓ 8G-1), estima-se possuir 1.500 habitantes

- CANCODEA BEAFADA

-Localizada em (XIME 1G-2) com uma população estimada em 500 habitantes

- CANCODEA BALANTA

-Localizada em (XIME 1F-3) com uma população estimada em 500 habitantes.

- MINA

-Localizada em (XIME 1I-6) com uma população estimada em 100 habitantes.

Há referências de ali se localizar o Comando do Sector 2.

- PONTA JOÃO DA SILVA

-Localizada em (FULACUNDA 8I-5) com uma população estimada em 1.000 habitantes.

- PONTA LUÍS DIAS

-Localizada em (FULACUNDA 8G-3) com uma população estimada em 1.000 habitantes.

- SATECUTA

-Localizada em (XIME 4E-1) com uma população estimada em 300 habitantes.

- MANGAI

-Localizada em (FULACUNDA 7G-8) com uma população estimada em 700 habitantes.

- BANIR

-Localizada em (MAMBONCÓ 8H-9) com uma população estimada em 400 habitantes. (...)

Luís Graça disse...

A expressão "sob controlo IN" sempre foi usada pelos comandos de batalhão que eu conheci em Bambadinca (BCAÇ 2852 e BART 2917):


(...) "Na área do SECTOR DO BART [2917] existem muitas bolanhas ricas, verificando-se no entanto que estas, com excepção das do ENXALÉ, NHABIJÕES e FINENTE, ou estão abandonadas (SAMBA SILATE, SÃO BELCHIOR, SALIQUINHÉ, etc.) ou são exploradas por populações sob controlo IN (todas as bolanhas da margem direita do RIO CORUBAL e margens do RIO MALAFO)" (...).

armando pires disse...

O Ten. Cor. João Polidoro Monteiro veio, em 1970, directamente de Moçambique, onde comandava a Guarda Fiscal, para Bissorã, comandar o B.CAÇ 2861, em substituíção do Ten. Cor. Cesar Cardoso da Silva. Em Dezembro de 1970 o 2861 regressou a Portugal, terminada a comissão. Foi nessa altura que JPM foi comandar o BART 2917.
armando pires