quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Guiné 63/74 - P5575: O meu Natal no mato (31): A minha mensagem de 1968 na RTP: Um 69 em grande para os meus amigos (Jorge Félix)

1. Texto do Jorge Félix, também publicado no blogue Especialistas da Base Aérea 12, Guiné 65/74. Aproveito para saudar, na pessoa do Victor Barata, seu fundador e editor, e nosso tertuliano de longa data, todos os camaradas da FAP que estiveram na Guiné, durante a guerra colonial, e que passaram por Bissalanca...

Para o Jorge Félix, o Victor Barata e os demais bissalanquenses, membros ou não do nosso blogue,  vão as nossas melhores saudações bloguísticas, com uma menção especial ao Jorge Caiano que teve a gentileza de me telefonar do Canadá, nas vésperas de Natal... E já que estamos em maré de amores & humores, que o 2010 não seja um annus horribilis para nenhum de nós... É uma mensagem defensiva e conservadora, mas é que se pode arranjar... (LG)


As mensagens de Natal eram um momento de TV muito visto nos anos da guerra do Ultramar. Centenas de militares enviaram a sua. Uns a desejarem "muitas propriedades" e outros a rematarem com o "nós por cá, todos bem"...

Eu também falei na RTP. Vou contar...

Naquele tempo, 1968, os Canibais residentes não estavam interessados em aparecer na televisão. Não havia voluntários, logo, foram os mais periquitos que tiveram que representar a classe de Pilotos da Esquadra. Por tal motivo tive que ser eu e recordo-me que também gravou mensagem o Sargento Piloto Marta. Eu por ser o mais novo, ele porque iria partir em breve.

.Não estava nada interessado em falar e arranjei uma maneira de ser censurado.Então que fiz eu? Debitei uma laracha que não fosse transmitido e disse o seguinte:

" Um beijo para os meus pais e um sessenta e nove em grande para os meus amigos".

O Operador, Serra Fernandes, homem que vim a encontrar passados anos na RTP, disse logo:
- tem que dizer outra mensagem que isso não vai para o ar.

E eu respondi:
- Ou vai isto ou não vai nada.

Sempre fiquei com a ideia que não iria passar nos ecrãs da TV mas a verdade é que passou. Na altura, 1969, contaram-me alguns amigos que foi uma barraca muito comentada.

Há dias a falar com o nosso Amigo, Belarmino Gonçalves, alferes Piloto em Bissalanca nos mesmos anos que eu, recordou-me esta história, quando lhe desejei um Bom Natal ele atirou o "um 69 em grande para os meus amigos".

Votos de um Bom Ano Novo a todos os que terteluem nesta excelsa página da Guiné-Bissau.

Abraço

6 comentários:

Luís Graça disse...

Quero dizer-te, Jorge, aqui no "downstairs" do blogue, ou seja, na cave da nossa caserna, que achei uma finíssima peça de humor a tua mensagem televisiva para a RTP...

Quem se lembraria, no final do regime de Salazar (abalado também pelo escândalo sexual do abuso de menores, que ficou conhecido como os 'Balet Rose', em 1967), de desejar no final de 1968 aos seus amigos, "from Bissau with love"..."um ganda 69"!

Jorge, não foi só a irreverência dos teus verdes anos que te inspirou... Ou foi ? E repara com os próprios profissionais da cinzenta RTP tinha perfeitamente interiorizado a "censura", não apenas político-ideológica, como "moral"...

O país dos brandos costumes e do repeitinho-que-é-muito-bonito iria depois "desbundar", como acontece em todos os sistemas e regimes que nos privam dessa coisa tão essencial - como é o ar que se respira - e que se chama liberdade...

Se calhar, os teus votos de um grande 69 para os amigos também foram uma pedrinha na engrenagem, só possíveis com a tua irreverência e a cumplicidade do pessoal mais constestatário ou simplesmente arejado da RTP... Sem essas e outras pedrinhas, nunca teria havido experiências ousadas e inovadoras, para a época, como o Zip-Zip...

Vinte valores, meu "canibal"!

Henriques, ex-Fur Mil Apontador Armas Pesadas de Infantaria (especialidade que, felizmente, mnunca exerceu...)

CCAÇ 12 (Contuboel e Bambadinca, Junho de 1969/Março de 1971)

Hélder Valério disse...

Caro Jorge Félix

Se em boa hora o pensaste, em boa hora o fizeste.
Afinal passou e ficou para a história...
São estas pequenas preciosidades que vão 'encorpando' o nosso Blogue.
E, como se diz no comentário anterior, se passou foi porque 'aconteceram vontades' nesse sentido, sinais de oposição que já iam notando aos poucos...
Um abraço
Hélder S.

Portojo disse...

Caríssimos Camaradíssimos Velhíssimos:Vocês repararam que já passaram 40 depois do nosso 69 ? Como dizem aquelas mensagens por email, é para refletir...
Um Bom Ano

Torcato disse...

Jorge Amigo: ainda,madrugada dentro, li ou tentei ler. Não dava bem a leitura, ri do sessenta e nove e comecei a ver as letras esfumadas. Do riso? Talvez não. Creio mesmo que foi das "bolhas de gás". Deram-me uma bebida e aquilo tinha gás e o dito vagueou dentro de mim...baralhava o limpa vidros,estreitou a rua e o carro não coube e eteceteras...que raio de gás! Abri o blogue, li e ri. Quem de tal se lembrava? Assim terminei o Ano em beleza...e em pensamento de 69 me fui...terminou bem. Hoje, sem o dito gás, (que raio será aquilo?)escrevo a abraçar-te, a desejar-te o melhor para 2010.
Fica para a próxima uma pergunta de um desastre de um héli em Bafatá. Podia perguntar ao Gouveia das Info mas o homem foi para Madina Xaquili,boa terra e, se dúvidas houver o Luís Graça parece que conhece,está preocupado, não com 69 mas com 16 granadas de morteiro...logo trato disso.

Parabéns pelo escrito, pela frase e por teres mandar "bugiar" os mandantes deste rectângulo...

Abraço do Torcato

Anónimo disse...

Foi uma frase dita com "...muitas propriedades...e até ao teu regresso".
Desejo-te, também, "muitas propriedes" durante o Novo Ano.

Alberto Branquinho

Anónimo disse...

EH Pá não se consegue escrever nada que não seja politizado.Já cansa.
José Neto