terça-feira, 25 de abril de 2017

Guiné 61/74 - P17282: Em busca de... (275): duas crianças do Oio, levadas durante a guerra, uma para Mansabá, Saliu Seidi, e outra para o Olossato, Malam Cissé, e depois para Portugal... Parece que os dois rapazes se encontraram uma vez com [o sueco] Lars Rudebeck em Portugal... Pede-se encarecidamente notícias do seu paradeiro (Manuel Bivar / Sadjo Turé, INEP, Bissau)



Guiné-Bissau: regiões, o Óio a amarelo


1.  Mensagem do nosso leitor Manuel Bivar: 

Enviado: 21 de abril de 2017 13:41

Assunto: crianças do Oio em Portugal

Caro Luis Graça,

Meu nome é Manuel Bivar e há alguns anos que faço pesquisa na Guiné. Recentemente, Sadjo Turé, um amigo com quem estou a fazer um livro e é arquivista nos Arquivos Históricos Nacionais (INEP) pediu-me para transmitir uma mensagem no vosso blog. A mensagem é a seguinte:

"Uma criança chamada Saliu Seidi, natural da tabanca de Candjadja, região do Oio, foi levada para Mansabá, em 1968 ou 1969. Teria estado com um alferes em Mansabá que foi transferido para Ingoré e que daí voltou a Portugal e que levou Saliu Seidi com ele.

"A mãe de Saliu Seidi está em Mansabá e parece que todos os dias chora e pergunta pelo filho e diz que não gostaria de morrer sem o voltar a ver.

"Também Malam Cissé, filho de Mamadu Ba Cissé, natural de Candjadja, durante a guerra e quando tinha 8 ou 9 anos, foi apanhado no mato e levado para o quartel de Olossato, e daí um oficial tê-lo-á levado para Portugal.

"Parece que os dois rapazes se encontraram uma vez com Lars Rudebeck [, da universidade de Uppsala, Suécia,] em Portugal."

Sadjo Turé pede encarecidamente que alguém que saiba do paradeiro destas duas pessoas que entre em contacto com ele que fará chegar as notícias às famílias.

Assim termina a mensagem de Sadjo Turé.

Muito obrigado pela atenção, cumprimentos,

Manuel Bivar

2. Comentário do editor LG:

Caros Manuel Bivar e Sadjo Turé:

Vamos ver como podemos ajudar!... Para já, divulgamos a vossa menagem, aqui e na nossa página do Facebook. Vamos também ver quem estava na época em Mansabá e quem paasou pelo Olossato.  Com sorte, haveremos de poder aliviar a angústia da pobre mãe do Saliu Seidi e dar uma alegria à família do Malam Cissé. Ambos eram naturais de Candjadja (Mandinga), no Oio,é isso ?

Temos um caso parecido,  uma odisseia extraordionário, a de um míudo guineense, também do Óio, que é hoje membro da nossa Tabanca Grande: o José Manuel Sarrico Cunté. A história dele merece ser lida e relida. Vive em Portugal, onde ganhou uma família, mas voltou a reencontrar a família biológica guineense, já na juventude.

____________

Nota do editor:

Último poste da série > 15 de março de 2017 > Guiné 61/74 - P17140: Em busca de... (274): uma foto do tenente-coronel de cavalaria António Valadares Correia de Campos, comandante do COP 3 e um dos bravos de Guidaje... Precisa-se, com urgência, para documentário sobre o 25 de Abrilm, a realizar pelo cineasta António Pedro Vasconcelos

4 comentários:

Anónimo disse...

Helder Ferreira Lopes (na página do Facebook da Tabanca Grande) (é de Souselas, Coimnra)

25 abril 2017, c. 15h30


Em 1968 um menino guineense veio com o Batalhão de Cavalaria 1897. Penso que foi internada na Casa Pia. Salvo erro foi-lhe dado o nome de João Mansabá e Caquebo.

Tabanca Grande disse...

Hélder, essa pista é muito importante. Vê se sabes mais qualquer coisa... Será vivo ? E onde é que reside ? Tem contactos com a malta do batalhão ? Vai aos encontros ? Tu pertencias a esse batalhão ?,,,

Abraço, Luís Graça

Tabanca Grande disse...

Temos 7 referências a esse batalhão, o BCAV 1897. E temos pelo menos 2 camaradas dessa unidade:

(i) Armandino [José de Jesus] Oliveira, ex-fur mil da CCS / BCAV 1897, Mansoa, Mansabá e Olossato (1966/68); vive no Brasil há 40 anos, e é membro da nossa Tabanca Grande desde 8 de maio de 2011:

(ii) José Ferreira de Barros (ex-Fur Mil At Cav, CCav 1617/BCav 1897, Mansoa, Mansabá e Olossato, 1966/68), menbro da nossa TG desde 14/3/2011.

https://blogueforanadaevaotres.blogspot.pt/search/label/BCAV%201897

Anónimo disse...

Armandino Oliveira (Brasil)
27 abril 2017 00:05


Meu amigo Luis Graça

Me lembro , em Mansabá , de 2 colegas furrieis
que adotaram meninos em operação no Oio
e os levaram para Portugal , um desses furrieis , era da
Figueira da Foz , o outro não me lembro .
Até gostaria de saber o destino .
Abraços