terça-feira, 4 de julho de 2017

Guiné 61/74 - P17545: Convívios (816): encontro da Tabanca de Porto Dinheiro... em Porto das Barcas, com o nosso tabanqueiro nº 1, o João Crisóstomo (, sempre a correr: Timor, Nova Iorque, Portugal, Eslovénia...) e sem o nosso régulo, o Eduardo Jorge Ferreira... Foi no passado sábado, dia 1, com o mar do Serro em frente... e Timor no coração!


Foto nº 1 > João Crisóstomo, o luso-americano que gosta de abraçar causas sociais,  neste caso trata-se de vestir de novo a camisola, pôr o boné e arregaçara as mangas... por  Timor, pelos meninos de Timor, pela lusofonia (, como veremos em próximo poste, da série "Ser solidário").


Foto nº 2 >  Um lutador de causas sociais que até há pouco tempo preferia usar apenas as tecnologias  mais convencionais: o telefone, o fax... Hoje é vê-lo com o seu "Mac", desembaraçado que nem um puto... Aqui ao lado da Alice mostrando a sua "fotogaleria" da recentíssima e empolgante viagem a Timor onde teve honras de (quase) Chefe de Estado,,, Ele mais a sua Vilma!


Foto nº 3 > O jornal da sua terra, o "Badaladas",  de Torres Vedras, na sua edição de 9 de junho de 2017, dedicou-lhe um artigo de 3/4 de página... O enfoque foi o seu livro recente, sobre a origem, o desenvolvimento e a ação  do LAMETA,  o movimento luso-americano em prol da autodeterminação de Timor-Leste, criado em 1996 e ativo até 2002...


Foto nº 4 > Timor leste, Dili > 25 de maio de 2017 > 15º aniversário da independência >  Cerimónia da entrega do dossiê LAMETA ao Museu da Resistência, presidida pelo 1º ministro, dr. Rui Maria Araújo, e na presença dos "históricos" Xanana Gusmão e Mari Alkatiri... Ao fundo vê-se, pendurado na parede, o grande painel “Timor 1975” (4,50 X 1,20 metros) , da autoria do artista luso-americano Fernando Silva, usado frequentemente em frente às Nações Unidas, em Nova Iorque e que, pelo telefone, o dirigente do LAMETA fez questão de oferecer a Xanana quando este saiu da prisão. Para o João Crisóstomo, é a nossa "Guernica". (Imagem fotografada, a partir do ecrã do PC do João.)


Foto nº 5 > Porto das Barcas > Restaurante da Associação dos Amigos do Porto das Barcas 1 de julho de 2017 > Mexilhões como entrada, seguidos de umas belas sardinhas assadas, tudo acompanhado com um refrescante vinho branco leve...e com o mar a bater na rocha...



Foto nº 6 > Lourinhã > Porto das Barcas > 1 de julho de 2017 > Encontro da Tabanca de Porto Dinheiro > Da esquerda para a direita: João Crisóstomo, Alice Carneiro, Dina. Jaime Bonifácio Marques da Silva e Luís Graça... Houve quem tivesse falta (justificada), a começar pelo régulo, o  Eduardo Jorge Ferreira que se anda preparar para pedir meças ao Junot, nos próximas dias 14, 15 e 16, na "batalha do Vimeiro"... (Ao fundo, do lado esquerdo, a praia de Porto Dinheiro, sede da Tabanca de Porto Dinheiro.)


Fotos (e legendas): © Luís Graça (2017). Todos os direitos reservados. [Edição: Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné]


1. Em trânsito para a Eslovénia (aonde se irá juntar à sua Vilma,  lá na terra a cuidar do seu património familiar...), o João Crisóstomo foi recebido com a proverbial hospitalidade, carinho e calor da gente da Tabanca de Porto Dinheiro, convocada, em cima da hora, para um almoço-convívio, no sábado passado, dia 1. 

Por sugestão do secretário "ad hoc", Luís Graça, a escolha recaiu no Porto das Barcas, com o Porto Dinheiro à vista, já que todo o mundo queria comer sardinhas assadas à beira mar...

João Crisóstomo é, como Deus, manda e o povo obedece... O régulo, Eduardo Jorge Ferreira, já tinha recebido na véspera o nosso ilustre tabanqueiro  que o inteirou das suas últimas andanças pelo mundo  fora, em prol de boas causas, e nomeadamente na sua ida  a Timor, por ocasião do 15º aniversário da independência, a convite do 1º ministro daquele país irmão.

Em mail que entretanto já nos tinha enviado dias antes, o luso-americano  João Crisóstomo não foi parco nas palavas de elogio:

(...) "A minha ida a Timor foi experiência grande para mim. Mesmo 'preparado', fiquei boquiaberto como que vi e senti. Por alguma razão tenho por vezes ouvido dizer que Timor é uma ilha enfeitiçante, que não podes mais esquecer depois de lá ires e a veres. Não conseguia compreender bem o que me diziam, mas agora compreendo. Se antes me interessava por Timor agora o meu interesse redobrou e , embora ainda sem saber como prosseguir, sei que tenho mesmo de tentar fazer algo mais." (...)

As fotos acima documentam as duas horas e meia, descontraídas, que passámos no "porto lagosteiro mais antigo do mundo" (Jean Cousteau "dixit", segundo a Associação dos Amigos de Atalaia - Porto das Barcas).

Ainda se falou da audiência, privada,  que o nosso presidente da República concedeu, no  Palácio de Belém, ao casal João e Vilma Crisóstomo, que lhe foram mostrar  o dossiê original sobre o LAMETA,  agora entregue ao Museu da Resistência, em Dili. O João teve também ocasião de oferecer, autografado, um exemplar do seu livro, "LAMETA", ao prof Marcelo Rebelo de Sousa.

Se não erro, o João Crisóstomo parte amanhã para a Estónia. Ainda tivemos oportunidade de falar, por telemóvel, com a nossa tabanqueira Vilma que andava, atarefada, com obras lá em casa. Ao casal desejamos boa estadia e bom regresso, esperando voltar a ver, pelo menos o João, em agosto... de novo na Tabanca de Porto Dinheiro para a tradicional  caldeirada anual...

2. Esperemos que desta vez não faltem os restantes tabanqueiros, da fornada de 2015,  e que agora não foram convocados, dada a "emergência da situação": 

António Nunes Lopes (ex-fur mil, CCAÇ 1439), Maria Helena Carvalho (, filha do Pereira do Enxalé) e marido, Álvaro Carvalho (, das Caldas da Rainha), Alexandre Rato, presidente da junta de freguesia de Ribamar,  Horácio Fernandes (ex-alf mil capelão, de rendição individual, Catió e Bambadinca, 1967/69) e esposa, Milita, sem esquecer o nosso régulo Eduardo Jorge Ferreira... Naturalmente que qualquer um dos nossos membros da Tabanca Grande pode integrar a Tabanca de Porto Dinheiro, e participar no próximo almoço-convívio...

E a propósito, tomem nota, na vossa agenda, da realização da 3ª edição do Festival do Peixe, de 7 a 16 de julho de 2017, na Praia do Porto das Barcas... Oferta variada, da tradicional caldeirada ao "gourmet" peixe seco... (LG).



Cartaz do Festival de Peixe, Praia de Porto Dinheiro, Ribamar, Lourinhã





(...) Deste nomes de fêmeas aos teus barcos
Que são machos,
Máquinas fálicas de lavrar e violar
O vento, a água, o ar,
Jessica, Mafalda, Sofia,
Inês, Patrícia, Maria. (...)

_____________

2 comentários:

Tabanca Grande disse...

Caríssimos tabanqueiros de Porto Dinheiro:

É a reportagem possível...Conto com o régulo EJF para convocar as tropas para a caldeirada de agosto... Com o Horácio, a Milita, a Lena Carvalho, o Álvaro, talvez o Lopes, o Alexandre Rato, etc., E quem mais ?

A nossa Vilma parece que este ano não virá cá mais... Ah!, temos um novo potencial tabanqueiro, o prof Rui Chamusco, que esteve em Timor, e que está associado ao João no apoio à construção de um escola lá nas montanhas de Liquiçá...Falaremos disso mais à frente, no nosso blogue...

E no próximo fim de semana, 14-16 de julho, lá estaremos, equipados, para o que der e vier, no Vimeiro. Para o João e a Vilma, muita saúde e longa vida.

Um xicoração. Luis

Anónimo disse...

Como a gente costuma dizer, juntam-se três camaradas da Guiné à volta de uma mesa e fazem logo uma tabanca... É um fenómeno sociológico que mereceria ser estudado... LG