domingo, 19 de março de 2017

Guiné 61/74 - P17158: Blogpoesia (499): "Oração ao sol..."; "Viver é arte..." e "O camião do lixo...", poemas de J.L. Mendes Gomes, ex-Alf Mil da CCAÇ 728

Com a devida vénia a BE Castanheira de Pera


1. Do nosso camarada Joaquim Luís Mendes Gomes (ex-Alf Mil da CCAÇ 728, Cachil, Catió e Bissau, 1964/66) três belíssimos poemas, da sua autoria, enviados entre outros durante a semana ao nosso blogue, que publicamos com prazer:


Viver é Arte…

Sem a chama acesa,
Na arte de viver
A rotina.
O dia-a-dia.
Chega o desânimo.
Tudo escurece.

O sabor se perde.
O ter de ser.
Depois a inércia.

Uma só saída:
Estacar a marcha
E mudar de carruagem.
Outros rumos.

Subir ao monte,
Até suar.
Descer ravinas.
Fugir dos vales.

Arrostar o mar,
Saborear-lhe a brisa,
Olhar ao longe.
Esquecer o mundo.
Suas loucuras.

Fixar o céu.
O seu azul.
A vastidão.
Tão pequeninos.
Nosso segredo.
Somos alguém.
Temos um dom
Saber esquecer. Capaz de amar…

Sete Momentos, Mafra, 14 de Março de 2017,
9h32m
Jlmg

************

Oração ao sol...

Sol, cálido, terno e reluzente,
A emergir das copas tristes,
Eu te esperava,
Te saúdo veemente,
Sôfrego do teu calor.

Ascende e reina.
Em abundância.
Faz da terra teu trono em glória.
Jorrem as cores e a vida
‘Inda em semente.

Brotem flores de frutos
Por esses campos.
Se vistam as encostas e as ladeiras
Com o verde vinho a fermentar.

Haja alegria e festa,
Em toda a parte.
Pelas praias e pelas ermidas,
Em devotas orações.

Jorre a paz em cachoeiras.
Pelos povos e pelos lares…

Mafra, 15 DE Março de 2017
8h25m
Dia de sol
Jlmg

************

O camião do lixo…

Vou longe e volto.
Aqui permaneço por uns três meses.
À mesma hora,
Sensívelmente,
A mata em frente,
O sol nascendo,
Frente à janela,
Ele ali passa,
Lesto, longo e recatado,
Guindaste às costas
E, nas ilhargas traseiras,
Os dois “capangas” feros,
De serviço ao lixo.

Se concentra à frente.
Acelera o motor.
O guindaste sobe.
Um cabo de aço desce
E saca do chão
Um caixotão gigante.

Um dia inteirinho,
Levou no ventre,
Sem deitar cheiro
Nem deixar rasto…

Que bom serviço!

Mafra, 17 de Março de 2017
8h01m
Jlmg
____________

Nota do editor

Último poste da série de 12 de março de 2017 > Guiné 61/74 - P17129: Blogpoesia (498): "Nomes e verbos..."; "Cabeleira farta de prata..." e "Nem a carvão... nem a gasolina...", poemas de J.L. Mendes Gomes, ex-Alf Mil da CCAÇ 728

2 comentários:

Adriano Lima disse...

Gostei de ler. Sem a poesia seriamos entes mais pobres.

Tabanca Grande disse...

Saúdo o nosso grã-tabanqueiro Adriano Lima... que não nos dava notícias há muito...

Será que o email dele está desatualizado ? Vou insistir...

Gostava que ele comentasse os postes que temos publicado sobre os expedicionários do RI 11, Setúbal, que estiveram nas ilhas do Sal e Santo Antão, entre junho de 1941 e dezembro de 1943....

Um abraço do Luís Graça