sábado, 21 de julho de 2018

Guiné 61/74 - P18862: Bom dia, desde Bissau (Patrício Ribeiro) (7): Os meus passeios pelo Boé - Parte I: 30 de junho de 2018: a travessia do Rio Corubal, de jangada, em Ché Ché


Guiné-Bissau > Região do Boé > Rio Corubal >  30 de junho de 2018.> Ché Ché  fica(va) do outro lado do rio, na margem esquerda. A jangada do Ché Ché,  puxada à corda, como há meio século atrás... Vídeo de Patrício Ribeiro (Impar Lda, Bissau), gentilmente cedido ao blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné. Em 6 de fevereiro de 1969, neste mesmo local e com uma jangada deste tipo, houve um trágico acidente: morreram, afogados, 46 militares e 1 civil, na sequência da retirada do quartel de Madina do Boé (Op Mabecos Bravios).

Vídeo (1´01'') > Disponível em You Tube / Luís Graça


Foto nº 2 > Guiné-Bissau >Região do Boé > Rio Corubal > 30 de junho de 2018 > Rampa de acesso, do lado do Gabu, na margem direita.


Foto nº 2A > Guiné-Bissau >Região do Boé > Rio Corubal > 30 de junho de 2018 > Rampa de acesso, do lado do Gabu... Do outro lado, na margem esquerda,  em Ché Ché (ou Cheche, como vem grafado no nosso blogue...),. vê-se a jangada que faz o transporte de viaturas, pessoas e bens...


Foto nº 1 > Guiné-Bissau > Região do Boé > Rio Corubal > 30 de junho de 2018 >  Rampa de acesso, na margem direita; lavadeiras (1)


Foto nº 1A > Guiné-Bissau > Região do Boé > Rio Corubal > 30 de junho de 2018 >  Rampa de acesso, na margem direita; lavadeiras (2)


Foto nº 4 > Guiné-Bissau > Região do Boé >  30 de junho de 2018 >   Estrada de Che Ché - Béli.

Fotos (e legendas): © Patrício Ribeiro (2018) Todos os direitos reservados. [Edição e legendagem complementar: Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné]


1. Mensagem de ontem, do Patrício Ribeiro, às 18h26

Assunto - Os meus passeios pelo Boé

Luís,

Quero enviar algumas fotos deste passeio [em 30 de junho e 1 de julho], mas como chove em Bissau há mais de 24h, a Net está muito difícil,

Vou enviar as fotos por diversas vezes, incluindo um vídeo.

Abraço
Patricio Ribeiro

IMPAR Lda
Av. Domingos Ramos 43D - C.P. 489 - Bissau , Guin?? Bissau
Tel,00245 966623168 / 955290250
www.imparbissau.com
impar_bissau@hotmail.com


2. Bom dia, desde Bissau (Patrício Ribeiro) (7) > Os meus passeios pelo Boé - Parte I: 30 de junho de 2018:  a travessia do Rio Corubal, de jangada, em Ché Ché  (*)


Há poucos dias, fui dar uma volta pela região do Boé. Nos finais de Junho, após as primeiras chuvas, como sempre gosto de fazer.

Nesta época podemos encontrar as encostas das colinas todas verdes, como se lá tivessem plantado relva, o terreno muito colorido com as primeiras flores a desabrochar, após a época seca. Com a falta de chuva nos últimos 7 meses, começando as chuvas, a relva cresce 2 a 3 cm por dia ...

Neste mês ainda se pode passar por todos os caminhos e picadas; os rios de água cristalina começam a correr, mas ainda os podemos ultrapassar com as viaturas todo o terreno.

Claro que em alguns locais já temos mais de um palmo de água nas entradas, durante muitas dezenas de metros (foto 4) mas como o solo é todo de pedra, não há o perigo de ficar atolado na lama.

Depois de sair de Bafatá, passamos em Gabú, a caminho de Ché Ché, estrada de terra batida, em muito bom estado até ao rio.

Lá chegamos ao primeiro obstáculo (fotos 1 e 2),  a travessia do rio Corubal.

Esperamos pela jangada que estava do outro lado e, depois de algum tempo de espera, lá apareceu ela para nos transportar! Estava a ser puxada à mão por diversos homens, porque o motor estava avariado. (Vd.vídeo, acima.)

(Continua)
_______________

7 comentários:

Tabanca Grande disse...

Obrigado, Patrício, a malta vai ficar sensibilizada com a tua bela fotorreportagem... É caso para dizer: que inveja!...Belíssimo passeio!... E o vídeo, com a aproximação da jangada puxada a força de braço, vai fazer chorar alguns dos nós... Impreesionante, dá para imaginar ou reconstituir a tragédia que aqui ocorreu, neste mesmíssimo local, há 49 anos...


Anónimo disse...

Seria um belo Poste juntar aqui a este, algumas das imagens de há 49 anos, só para comparação, do antes e do depois.
Fica a ideia.
VT/.

Tabanca Grande disse...

Virgílio, temos imensos postes sobre o desastre de Cheche. Vamos aproveitar a tua sugestão. Bom sábado, bebo uma Lourinhã DOC á tua saúde.

Anónimo disse...

Obrigado, mas ainda estou à espera de saber o nome dessa Lourinhã DOC e onde se encontra, quero também provar, à nossa saúde.
VT/.

José Marcelino Martins disse...

Obrigado Patrício, por este mimo.
Se na "rede viária", no acesso ao Corubal, há uma evolução brilhante (como não poderia deixar de ser), já na "rede fluvial tudo se mantém, para não dizer um pequeno retrocesso, pela ausência do barco com motor fora de borda, como existia até 6 de Fevereiro de 1969.
Pode ser que tenha interpretado mal o texto mas, Che che, é/era uma zona, já na parte do Boé, portanto na margem esquerda do rio.
O "Destacamento do Che Che" (esta é a grafia qe existe nos relatórios da CCaç 5), foi instalado na margem direita pois era a partir de Nova Lamego e Canjadude, que se acedia a Béli e Madina do Boé. De referir que estes destacamentos eram guarnecidos, no inicio, a nível de pelotão, por forças da 3ª CCI, antecessora da CCAÇ 5.

Anónimo disse...

Eu acho que, salvo outra opinião, que o destacamento do CHECHE fica na margem esquerda, ou seja, temos de atravessar o Corubal - de jangada com motor, agora a puxar uma corda! - a partir de CHECHE para o lado do Boé. Canjadude ficava a caminho do Cheche, conheço mais ou menos bem estes itinerários, pois passei lá 5 meses em Nova Lamego, e andei por muito lado. Mas posso estar agora baralhado. Tinha bons amigos na CCAÇ5, nunca mais os vi depois de sair de lá.
Pede-se um esclarecimento melhor a quem souber.
VT/.

Anónimo disse...

Rectificação.
Já vi no mapa, e realmente o CHECHE fica do lado de lá do rio, quem vem de Nova Lamego para Madina ou Beli. Tem de atravessar de jangada, por isso é a margem esquerda, embora estivesse sempre convencido que era do lado direito.
Fica a informação.
VT/,