domingo, 18 de maio de 2008

Guiné 63/74 - P2856: O Nosso III Encontro Nacional, Monte Real, 17 de Maio de 2008 (3): Quem vê caras, (também) vê corações

Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > Um convidado especial, que veio de Matosinhos, trazido pelo Álvaro Basto: o nosso tertuliano António Batista da Silva, a quem chamamos, com ternura, o morto-vivo do Quirafo... Pareceu-me um homem precocemente envelhecido. A verdade é que a Pátria lhe foi mais do que madrasta, uma megera...

Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > Um outro tertuliano, entrado recentemente: o Cor Art Ref Coutinho e Lima, que está a escrever um livro sobre a sua decisão de retirar as NT e a população civil de Guileje, em 22 de Maio de 1973... É aqui abraçado pelo ex-Fur Mil Op Esp J. Casimiro Carvalho, da CCAV 8350, que agradece em seu nome pessoal e da sua família ao então major, comandante do COP5, a decisão de abandonar Guileje, decisão essa que terá salvo a vida a muita gente... Recorde-se que o Casimiro Carvalho teve um comportamento heróico na defesa de Gadamael, para onde se refugiaram as NT e a população civil vindos de Guileje...

Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > Idálio Reis, o homem-toupeira e o herói de Gandembel CCAÇ 2317, 1968/69), trocando impressões com o nosso anfitrião, o calmeirão do Joaquim Mexia Alves...

Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > Um novo membro da nossa Tabanca Grande, Francisco Silva, com a esposa... Esteve connosco recentemente na Guiné-Bissau, por ocasião do Simpósio Internacional de Guileje (1 a 7 de Março de 2008). É ortopedista, nascido na Madeira, e trabalha no Hospital Amadora-Sintra. Antes de ser médico, foi pára-quedista, esteve por pouco na CART 3492 (Xitole / Ponte dos Fulas), tendo depois ingressado no Pel Caç Nat 51 (Jumbembém, no norte, junto à fronteira com o Senegal), onde foi subsituir o comandante, morto em plena parada por um dos seus soldados... Uma história, triste e exemplar, que ele irá em breve aqui contar... Pelo menos, prometeu-me.

Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > Dois recentes tertulianos, da direita para a esquerda: o José Manuel Lopes, da Régua, que trouxe com ele, além da esposa, Maria Luísa Valente, o vinho que ambos produzem e que é um vinho ganahador, um vinho que nos consolou o corpo e a alma, o Pedro Milhanos, Tinto, Reserva 2005, DOC Douro; a seu lado, o António Manuel Sucena Rodrigues (que veio de Oliveira do Bairro, acompanhado da esposa, Rosa Maria): foi Ful Mil Inf na CCAÇ 12, no período final da guerra (1972/74). Voltou já depois do 25 de Abril, em Agosto, se não me engano. Contou-me as peripécias que foi a ida da CCAÇ 12 para o Xime e a também as conversações entre a malta da CCAÇ 12, da CCAÇ 21 (comandada pelo Cap Comando Jamanca, que seria mais tarde fuzilado, em Madina Colhido) e o PAIGC, na zona leste.

Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > O Raul Albino que só pôde almoçar connosco, já que teve de regressar a casa por motivo de morte (já esperada) de uma velha tia que vivia num lar, e que decidiu morrer neste sábado... Acabou por levar com ele, no regresso a Lisboa, O Mário Beja Santos (que tinha uma festa de família), bem como o Maurío Esparteiro (tanto ele, como o Raul, pertenciam à CCAÇ 2402/BCAÇ 2851, , Mansabá e Olossato, 1968/70). Ainda tive tempo de trocar com ele impressões sobre o futuro do blogue e da nossa tertúlia. É um bnom camarada, com experiência informática, já que foi um colaborador da IBM. Está, além disso, a editar o segundo livro sobre a história da sua companhia.

Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > O Mário Fitas, ou melhor, Mário Vicente, o aclamado criador da Pami Na Dondo, a guerrilheira... Recorde-se que ele foi Fur Mil Op Esp da CCAÇ 763, os Lassas de Cufar (1965/66). É natural de Elvas e ainda tem muitas histórias para contar. O pai e o avô viveram, intensamente, as repercussões da guerra civil espanhola, ali às portas de casa. Como qualquer bom alentejano, o Mário é um excelente contador de histórias.

Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > O Coronel, ainda no activo, Pereira da Costa, e a esposa (que, muito sensibilizada, nos disse ter muitas e boas recordações da Guiné; desafiei-a a partilhar essa experiência connosco, no nosso blogue).


Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > Na mesa das senhoras, a Maria Fernanda Abreu (esposa do Antero Santos) e a Graciela Santos (esposa do António Santos, que estava desolado por não encontrar ninguém dos Morteiros, nem do Gabu....)

Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > Na mesa das senhoras, ds esquerda para a direita: a Zélia Neno (esposa do Xico Allen, e que eu gostei de rever), e Delinda Lobo (esposa do Silvério Lobo)... Tanto o Silvério como o Xico Allen foram dois bons companheiros de aventura na viagem recente à Guiné-Bissau...


Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > Ainda na mesa das senhoras, a Maria Alice (esposa do Luís Graça), tendo à sua esquerda a Isabel Coutinho.


Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > O Victor Vaz, ex-Fur Mil Vagomestre da CCAÇ 12 (1971/72), a meio, entre o Vitor Junqueira (que é médico e que organizou o ano passado o nosso II Encontro Nacioanl em Pombal, tendo apanhado recentemente um susto, de saúde, na Argentina aonde se deslocou em viagem de lazer e turismo), e o nosso sinólogo, tradutor e poeta António Graça de Abreu, autor de Diário da Guiné, publicado em 2007, pela Guerra e Paz Editores (Recorde-se que o nosso Graça de Abreu foi alferes miliciano no CAOP1 (Teixeira Pinto, Mansoa e Cufar, 1972/74).


Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > Da direita para a esquerda, sem qualquer conotação político-ideológica: Vitor Junqueira, Paulo Santiago, Mário Beja Santos e Henrique Matos. Em cima da mesa, duas garrafas do Pedro Milhanos, já vazias... E ainda estavamos nas entradas...

Quinta do Paul, Ortigosa, Monte Real, Leiria > 17 de Maio de 2008 > III Encontro Nacional da Nossa Tertúlia > O dono do medalhado Pedro Milhanos (Tinto, Reserva 2005, Doc Douro), o José Manuel Lopes, à direita, falando com o Carlos Vinhal, no meio, e o Torcato Mendonça, à esquerda.

Fotos e legendas: © Luís Graça (2008). Direitos reservados.


Continua
______


Notas de L.G.

(1) Vd. postes anteriores desta série:


18 de Maio de 2008 > Guiné 63/74 - P2854: O nosso III Encontro Nacional, Monte Real, 17 de Maio de 2008 (1): Foi bonita a festa, Joaquim e Carlos: Obrigados!

18 de Maio de 2008 > Guiné 63/74 - P2855: O Nosso III Encontro Nacional, Monte Real, 17 de Maio de 2008 (2): A estreia mundial do Fado da Guiné

2 comentários:

Anónimo disse...

Great blog right here! Additionally your site lots up very fast!

What host are you the use of? Can I get your affiliate link to your host?
I desire my web site loaded up as fast as yours lol

my blog post :: smash hit hack

Anónimo disse...

I am really impressed with your writing skills as well as with the layout on your blog.

Is this a paid theme or did you modify it yourself?
Either way keep up the nice quality writing, it's rare to see a
great blog like this one these days.

Feel free to surf to my blog post - Click The Following Article