sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Guiné 63/74 - P15360: A minha CCAÇ 12 - Anexos (V): Punições, louvores, mortos e feridos, ao tempo do BART 2917 (Bambadinca, 1970/72): éramos todos iguais, mas uns mais do que outros... A crueza dos números



 No cômputo das baixas, louvores e punições não se inclui a situação relativa ao período de julho de 1969 a maio de 1970, quando a companhia esteve ao serviço do BCAÇ 2852 (Bambadinca, 1968/70). Nesse período teve, por exemplo, diversas baixas (incluindo um morto, o sold at Iero Jaló, nº mec. 812117869, o primeiro morto em combate, da CCAÇ 12, em 8/9/1969, no meu batismo de fogo) que não são contabilizadas aqui.  (Dados recolhidos e tratados por LG)


Um grupo da CCAÇ 12 em operações no mato.
Foto de Arlindo Roda (2010)
1. É impressionante o nº de praças, da CCAÇ 12,  do recrutamento local, punidas ao tempo do BART 2917 (Bambadinca, 1970/72). seis vezes mais do que os seus camaradas da metrópole (Quadro  I)...

Embora representassem 64% % do pessoal, os meus camaradas guineenses da CCAÇ 12 tiveram proporcionalmente mais mortos, mais feridos e mais punições,  ao tempo do BART 2917...  Em contrapartida, receberam muito menos louvores do que os metropolitanos: apenas 8, num total de 27, sendo esperado que recebessem o dobro (17)...

Parece haver aqui um problema de equidade (ou seja, de igualdade de oportunidades)... É verdade que os militares do recrutamento local eram todos praças, ainda para mais de 2ª classe (!), e praticamente todos operacionais (*)...

Os graduados (capitão, alferes, sargentos e 1ºs cabos, de origem metropolitana) que enquadravam os 4 grupos de combate não ultrapassavam os 25, havendo secções sem sargento: dois do quadro, ficaram com funções de secretaria... Depois havia ainda os condutores auto, os operadores de transmissões e os cabos auxiliares de enfermagem (outros 25),  que também alinhavam na atividade operacional (, os condutores mais concretamente nas colunas logísticas; era sold cond auto o único metropolitano morto em combate no meu tempo, em 13/1/1971, em Nhabijões, . o Manuel Costa Soares)... Os restantes 25 eram pessoal de apoio. Total: 75 efetivos.

Todos as praças especialistas (,do cozinheiro ao corneteiro, do radioteleghrafista ao mecânico auto, do escriturário ao corneteiro, do cripto ao quarteleiro) eram, inicialmente (pelo menos no meu tempo, 1969/71), de origem metropolitana... A companhia foi-se entretanto renovando e "africanizando", até para compensar o nº elevado de baixas...

Verifico que, depois do meu regresso à metrópole (em março de 1971), houve complementos e recomplementos de pessoal africano (vd. ponto 6): por exemplo, no meu tempo não existiam nºs mecanográficos começados por 820, todas as praças do recrutamento local da CCAÇ 12 tinham nºs mecanográficos  começados por 821...

Nas listas abaixo, constato haver já mais primeiros cabos atiradores (além de soldados), do recrutamento local, oriundos provavelmnete de outras subunidades (talvez Pel Caç Nat, como o 54, 53, o 52, o 63...). Em finais de 1971 o nº total de praças guineenses ultrapa já a centena (n=105). (Infelizmente não tenho nenhuma lista nominal do pessoal dessa época) (Vd. ponto 6).

2. Delideradamente, omitimos os nomes dos 5 (cinco) graduados, especialistas e praças metropolitanas, que foram punidos no tempo do BART 2917 (1970/72). (Queremos, naturalmente, preservar a sua identidade; estão vivos e alguns são nossos leitores)...

1 alferes mil at (punido em 17/7/71 c/ 20 D/ PDA pelo Com-chefe);
1 fur nil at (punido em 7/5/71 c/ 08 D/D pelo cmdt do Dep Adidos);
1 primeiro cabo atirador (punido em 5/6/71 c/ 10 D/D pelo cmdt do BART 2917);
1 primeiro cabo atirador (punido em 17/4/71 c/ 10 D/D  pelo cmdt do BART 2917).
1 soldado atirador (punido em 28/12/70 c/ 10 D/PD pelo cmdt do BART 2917);

Em relação aos nossos camaradas guineenses,  publico excecionalmente os seus nomes, muitos deles já morreram, mas faço questão de honrar a sua memória... Não conheço (nem me interessa) a matéria fatual que terá sido invocada para os punir, tanto a uns como a outros...A lista é publicada, excecionalmente, a título meramente informativo e didático.

Punições ao tempo ao tempo do BART 2917 (Bambadinca, 1970/72): pessoal do recrutamento local (23) (sendo 7 punidos duas vezes), pelo que o total das punições das praças guineenses é de 30...

Recorde-se que em fevereiro de 1971 passou a comandar o BART 2917 o tenente coronel de Inf JOÃO POLIDORO MONTEIRO, nº mec. 51383111, já falecido, considerado um spinolista, disciplinado e disciplinador... O 2º cmdt continuou a ser  o major art  JOSÉ ANTÓNIO ANJOS DE CARVALHO,  e o adjunto o major art JORGE VIEIRA DE BARROS E BASTOS.


CCAÇ 12 > PRAÇAS (23 guineenses, 30 punições)

ADELINO COSTA FERREIRA SILVA,  1º Cabo Atirador nº mec. 82086569

- Em 06.10.71 foi punido c/ 10 dias de de detenção (D/D) pelo cmdt da CCAÇ 12.

AMADU TURÉ, Soldado Atirador nº mec, 82117369

- Em 08.06.71 foi punido c/ 15 dias de prisão disciplinar (D/PD) pelo cmdt do BART 2917.

ANDRÉ AQUILINO PINA, 1º Cabo Atirador nº mec. 82091469

- Em 17.10.71 foi punido c/ 06 D/D  pelo cmdt do DEP ADIDOS;

- Em 03.12.71 foi punido c/ 10 D/D  pelo 2º cmdt do BART 2917.

ANTÓNIO PEREIRA, Soldado Atirador nºmec, 82100371

- Em 15.10.71 foi punido c/ 20 dias de prisão disciplinar agravada (D/PDA) pelo  cmdt do BART 2917.

CHERNO BALDÉ, Soldado Atirador nº mec. 82109669

- Em 02.02.72 foi punido c/ 05  D/D pelo cmdt da CCAÇ 12.

CUTAEL BALDÉ Soldado Atirador nº mec. 82108669

- Em 27.09.71 foi punido c/ 08 D/D  pelo cmdt do BART 2917.

INÁCIO MANUEL RODRIGUES Soldado Atirador, nº mec. 82072969

- Em 03.02.72 foi punido c/ 15 D/PD  pelo cmdt do BART 2917.

JOÃO CORREIA DIAS GERÁ Soldado Atirador nº mec. 82129070

- Em 22.06.71 foi punido c/ 08 D/D pelo cmdt do BART 2917;

- Em 22.12.71 foi punido c/ 10 D/PD pelo cmdt  do BART 2917.

LUÍS ALBERTO CORREIA BARBOSA Soldado Atirador nº mec. 82077869

- Em 08.04.71 foi punido c/ 30 D/PD  pelo cmdt  do BART 2917;

- Em 06.07.71 foi punido c/ 20 D/PDA  pelo cmdt do BART 2917.

MAMADU BALDÉ Soldado Atirador nº mec. 82116569

- Em 08.06.71 foi punido c/ 15 D/PD pelo cmdt do BART 2917.

MIGUEL TOTALA BALDÉ Soldado Atirador, nº mec. 82008769

- Em 25.11.70 foi punido c/ 10 D/PD  pelo cmdt do BART 2917.

MUTARO BALDÉ Soldado Atirador nº mec.  82001568

- Em 05.10.71 foi punido c/ 05 D/D  pelo cmdt da CCAÇ 12.

SAILO SEIDI Soldado Atirador nº mec. 82106769

- Em 07.06.71 foi punido c/ 05 D/D  pelo cmdt BART 2917.

SAJO BALDÉ Soldado Atirador nº mec 82106069

- Em 18.02.72 foi punido c/ 20 D/PD  pelo cmdt do BART 2917.

SAMBA BALDÉ Soldado Atirador  nº mec. 82110969

- Em 07.06.71 foi punido c/ 08 D/D pelo cmdt  da CCAÇ 12;

- Em 22.06.71 foi punido c/ 10 D/D pelo cmdt da CCAÇ 12.

SAMBA JAU 1º Cabo Atirador nº mec. 82061269

- Em 07.06.71 foi punido c/ 05 D/D pelo cmdt do BART 2917.

SANUCHI SANHÁ Soldado Atirador nº mec. 82109469

- Em 22.06.71 foi punido c/ 10 D/D pelo cmdt da CCAÇ 12.

SHERIFO BALDÉ Soldado Atirador nº mec. 82109769

- Em 07.06.71 foi punido c/ 08 D/D pelo cmdt da CCAÇ 12.

- Em 03.02.72 foi punido c/ 20 D/PDA  pelo cmdt do BART 2917.

SITAFÁ BALDÉ 1º Cabo Atirador  nº mec. 82034669

- Em 27.07.71 foi punido c/ 10 D/D pelo cmdt da CCAÇ 12.

SORI BALDÉ Soldado Atirador nº mec. 82111069

- Em 08.06.71 foi punido c/ 15 D/PD pelo cmdt do BART 2917.

UMARO BALDÉ 1º Cabo Atirador nº mec. 82053467

- Em 05.06.71 foi punido c/ 05 D/D pelo cmdt do BART 2917.

- Em 22.06.71 foi punido c/ 10 D/D pelo cmdt da CCAÇ 12.

USSUMANE JALÓ Soldado Atirador nº mec. 82115369

- Em 07.06.71 foi punido c/ 08 D/D pelo cmdt da CCAÇ 12.

VITOR SANTOS SAMPAIO Soldado Atirador nº mec. 82106369

- Em 17.10.70 foi punido c/ 10 D/D  pelo cmdt da CCAÇ 12.

- Em 17.04.71 foi punido c/ 10 D/D  pelo cmdt da CCAÇ 12.


3. Em contrapartida, veja-se aqui o "preço de sangue" pago pelos bravos da CCAÇ 12 ao tempo do BART 2917 (Bambadinca, 1970/72):



CCAÇ 12 > Mortos em combate (1 metropolitano e 2 guineenses)

MANUEL COSTA SOARES Soldado Condutor nº mec 4853968 

- Morto em 13/01/71 no rebentamento de uma mina anti-carro no Destacamento de NHABIJÕES; sepultado em Oliveira de Azeméis.

USSUMANE SISSÉ Soldado Atirador nº mec 8210766

- Morto em 05/05/71 na Operação “TRIÂNGULO VERMELHO”; sepultado em Bambadinca.

CHEVAL BALDÉ Soldado Atirador  nº mec 82118869 

- Morto em 01/06/71 na Operação “TORDO VERMELHO”; sepultado em Bafatá.


CCAÇ 12  > Mortos por outras causas (2 guineenses)

ANTÓNIO MANJOR GOMES  Soldado Atirador
- Morto por acidente em 12/11/71; sepultado em Bijagós.

BUCAR BALDÉ 1º Cabo Atirador 

- Morto por doença em 04/07/71; sepultado em Bambadinca.


CCAÇ 12 > Feridos (6 metropolitanos e 37 guineenses)


 JOSÉ ANTÓNIO GONÇALVES RODRIGUES Alferes Mil. de Cav nº mec. 10548668 

- Ferido em 13/01/71 no accionamento de uma mina A/C junto ao Destacamento de NHABIJÕES.

ANTÓNIO FERNANDO RODRIGUES MARQUES Furriel Mil. Atirador  nº mec. 13951567 

- Ferido em 13/01/71 no accionamento de uma mina A/C junto ao Destacamento de NHABIJÕES.

FLORINDO GONÇALVES COSTA Alferes Mil Atirador 

JOAQUIM MARQUES FERNANDES  Furriel Mil. Atirador  nº mec. 15265768 

- Ferido em 13/01/71 no rebentamento de uma mina anti-carro no Destacamento de NHABIJÕES.

ADULAI BALDÉ Soldado Atirador  nº mec. 82117069 

ALFA BALDÉ Soldado Arv. Atirador  nº mec. 82100069 

AMADÚ CAMARÁ Soldado Atirador  nº mec. 82117669 

AMADÚ TURÉ Soldado Atirador  nº mec. 82117369 

ARMINDO REIS PIRES 1º Cabo Atirador  nº mec. 82042169 

ARUMA BALDÉ  Soldado Atirador  nº mec. 82103269 

BACARDENA BALDÉ  Soldado Atirador  nº mec. 82153771 

CABI NAFAMBA Carregador  Assalariado 

CHERNO BALDÉ Soldado Atirador  nº mec. 82115269 

- Ferido em 13/01/71 no accionamento de uma mina A/C junto ao Destacamento de NHABIJÕES.

DEMBA JAU Soldado Atirador  nº mec. 82115169 

IERO JUMA CAMARÁ Soldado Atirador  nº mec. 82116469 

JOSÉ CARLOS SULEIMANE BALDÉ 1º Cabo Atirador  nº mec. 82115569 

JOSÉ GARCIA PEREIRA Soldado de TRMS nº mec.  06833469 

- Ferido em 13/01/71 no accionamento de uma mina A/C junto ao Destacamento de NHABIJÕES.

JOSÉ MARIA DAYES Soldado Atirador nº mec. 82179370 

JOSÉ MATIAS G BARROS Soldado Atirador  nº mec. 82129769 

MALAN JAU Soldado Atirador  nº mec. 82109369 

MALAN NANQUI  Soldado Atirador  nº mec. 82109969 

MAMADU BALDÉ  Soldado Atirador  nº mec. 82119069 

MAMADU COLUBALI  Soldado Atirador  nº mec.  82116569 

MAMADÚ JALÓ  Soldado Atirador  nº mec.  82117969 

MAMADU JAU  Soldado Atirador  nº mec.  82108369 

MANUEL GONÇALVES ALVES 1º Cabo Atirador nº mec. 09983370 

MAURO BALDÉ  Soldado Atirador  nº mec.  82108969 

MUSSA SEIDI  Soldado Atirador  nº mec.  82118669 

QUECUTA COLUBAL  Soldado Atirador  nº mec.  82118369 

- Ferido em 13/01/71 no accionamento de uma mina A/C junto ao Destacamento de NHABIJÕES.

SAIDO SEIDI  1º Cabo Atirador  nº mec. 82015469 

SAJO CANDÉ  Soldado Atirador  nº mec.  82107069 

SAJUMA JALÓ  Soldado Atirador  nº mec.  82116069 

SAMBA JAU  Soldado Atirador  nº mec.  82106869
 

- Ferido em 13/01/71 no accionamento de uma mina A/C junto ao Destacamento de NHABIJÕES.

SAMBA SÓ Soldado Arv Atirador .  nº mec. 82115469 

SANA CAMARÁ  Soldado Atirador  nº mec.  82119069 

SHERIFO BALDÉ  Soldado Atirador  nº mec.  82115669 

- Ferido em 13/01/71 no accionamento de uma mina A/C junto ao Destacamento de NHABIJÕES.

SIDI JALÓ  Soldado Atirador  nº mec.  82116369 

SULEIMANE BALDÉ  Soldado Atirador  nº mec.  82042966 

SULEIMANE BALDÉ  Soldado Atirador  nº mec.  82110269 

SULEIMANE SEIDI 1º Cabo Atirador  nº mec. 82112964 

TENEN BALDÉ  Soldado Atirador  nº mec.  82115769 

- Ferido em 13/01/71 no rebentamento de uma mina anti-carro no Destacamento de NHABIJÕES.

TOTALA BALDÉ  Soldado Atirador  nº mec.  82108769 

USSUMANE BALDÉ  Soldado Atirador  nº mec.  82117169


4. E, por fim, veja-se a proporção de militares da CCAÇ 12, do recrutamento local, que foram objeto de louvor, ao tempo do BART 2917, por comparação com o pessoal metropolitano: 19 e 8, respetivamente... E dos 19 três eram oficiais e cinco sargentos...


CCAÇ 12 > Louvores 

OFICIAIS (3)

CARLOS ALBERTO MACHADO BRITO Cap Inf, cmdt da CCAÇ 2590 / CCAÇ 12 nº mec. 50156311

- LOUVOR do BRIGADEIRO CMDT-MILITAR do CTIG em 01.06.71.

ABEL MARIA RODRIGUES Alferes Mil Atirador nº mec. 01006868
- LOUVOR do CMDT da CCAÇ 12 em 13.03.71.

FRANCISCO MAGALHÃES MOREIRA Alferes Mil Op Especiais nº mec. 00928568

- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 12.03.71.

SARGENTOS (5)

JOSÉ MANUEL ROSADO PIÇA 2º Sarg. de Inf nº mec. 50349011

- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 11.03.71.

ANTÓNIO FERNANDO R MARQUES Furriel Mil. Atirador nº mec. 11941567

- LOUVOR do COR do CAOP 2 em 04.05.71.

HUMBERTO SIMÕES REIS Furriel Mil Op Especiais nº mec. 05293067


- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 08.03.71.

JOSÉ LUÍS VIEIRA SOUSA Furriel Mil nº mec. 06759968

- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 25.02.71.

LUÍS MANUEL GRAÇA HENRIQUES Furriel Mil. Arm Pesadas nº mec. 13151468

- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 25.02.71.

O fur mil Henriques [Luís Graça], o 1º cabo J. C.
Suleimane Baldé  e o sold ap mort 60 Umarú Baldé
(já falecido),, pertencentes à â ª seccção do 4º Gr Comb
da CCAÇ 12 (Contuboel e Bambadinca,
julho de 1969/ março de 1971)
PRAÇAS (11 metropolitanos e 8 guineenses)


ABIBO JAU Soldado Atirador nº mec. 82107469
- LOUVOR do GENERAL CMDT-CHEFE em 16.04.71. [Será mais tarde, depois da independência, fuzilado pelo PAIGC, jem Madina Colhido, untamente com o ten grad 'cmd' Abdulai Jamanca, cmdt da CCAÇ 21]

ABÍLIO SOARES 1º Cabo Atirador nº mec. 18998168
- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 02.03.71.

ANSUMANE BALDÉ Soldado Atirador nº mec.82117869

- LOUVOR do GENERAL CMDT-CHEFE em 16.04.71.

ANTÓNIO JOSÉ DAMAS MURTA 1º Cabo Op Cripto nº mec. 08069668
- LOUVOR do CMDT da CCAÇ 12 em 08.03.71.

BRAIMA JALÓ Soldado Atirador nº mec. 82107769

- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 01.03.71.

CARLOS ALBERTO ALVES GALVÃO 1º Cabo Atirador nº mec. 02920168

- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 24.02.71.

CARLOS ALBERTO M SIMÕES 1º Cabo nº mec. 06803070

- LOUVOR do CMDT da CCS/BART 2917 em 23.02.72.

EDUARDO VERÍSSIMO SOUSA TAVARES 1º Cabo Escriturário nº mec. 12951468
- LOUVOR do CMDT da CCAÇ 12 em 13.03.71.

FERNANDO ANDRADE SOUSA 1º Cabo Atirador nº mec. 05762767

- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 01.03.71.

GABRIEL SILVA GONÇALVES 1º Cabo Op. Cripto
- LOUVOR do CMDT da CCAÇ 12 em 08.03.71.

JOÃO FERNANDO R SILVA Soldado Básico nº mec. 09877768

- LOUVOR do CMDT da CCAÇ 12 em 08.03.71.

JOSÉ MANUEL PIMENTA QUADRADO 1º Cabo Ap. Ar. Pesadas nº mec. 18490968
- LOUVOR do CMDT da CCAÇ 12 em 08.03.71.

MAMADU BALÓ Soldado Arv. Atirador nº mec. 82107169

- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 01.03.71.

MANUEL ALBERTO FARIA BRANCO 1º Cabo Atirador nº mec. 18880368
- LOUVOR do CMDT da CCAÇ 12 em 23.02.71.

MANUEL MONTEIRO O VALENTE 1º Cabo Ap. Dilagramas nº mec. 17765068

- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 08.03.71.

SAJO BALDÉ Soldado Arv. Atirador nº mec. 82108469

- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 01.03.71.

SAJUMA JALÓ Soldado Atirador nº mec. 82116069

- LOUVOR do GENERAL CMDT-CHEFE em 16.04.71.

SAMBA SÓ Soldado Atirador nº mec. 82115469

- LOUVOR do CMDT do BART 2917 em 24.02.71.

SUCUBA EMBALÓ Soldado Atirador nº mec. 82030363

- LOUVOR do CMDT da CCS/BART 2917 em 03.02.72.


Fonte: Adapt. de História do BART 2917 (Bambadinca, 1970/72)


5. Os nomes com links (10) são de membros da nossa Tabanca Grande. No meu tempo (1969/71) a composição da CCAÇ 12 era a seguinte: cerca de 75 graduados e praças especialistas, de origem metropolitana (45,4%); e 90 praças, oriundos do recrutamento local (54,6%) (Quadro I).

Só havia, na altura, um 1º cabo guineense, o José Carlos Suleimane Baldé, que tinha o exame da 3ª ou 4ª classe,  E, se bem me recordo, eram todos fulas, dos regulados de Badora e Cossé, com exceção de 2 mandingas e 1 mancanhe, de Bissau, o Vitor Santos Sampaio, valente mas muito reguila... (Ao Vitor, só lhe conheci um momento de "fraqueza" (?), no decurso da Op Abencerragem Candente, em 26/11/1970, vai fazer agora 45 anos...  O Vítor recusou-se a acompanhar-me  à cabeça das NT que tinham acabado de sofrer uma tremenda emboscada (CART 2715 e CCAÇ 12); era preciso  resgatar 6 mortos e socorrer 9 feridos graves;  ainda hoje recordo a desculpa que ele me deu: "pessoal africano só ganhava 600 pesos" e as baixas mortais...  eram todas de "tugas", com exceção do novo guia e picador, o Seco Camará)...

O Vítor pertencia ao 1º Gr Combate e eu estava no 4º (, não tinha pelotão certo)... Terá sido o único gesto de "cobardia" (?) que testemunhei em 22 meses de comissão, na CCAÇ 12,,, Mas quem sou eu para julgar os meus camaradas guineenses ? Infelizmente, já não deve ser vivo, o Vitor Santos Sampaio, o único mancanhe que conheci...  (80% a 90% destes meus camaradas guineenses já morreram)... Quem poderia falar dele, seria o seu antigo comandante de pelotão, o Francisco Magalhães Moreira, alf mil op espec, mas infelizmente ele não deve conhecer sequer o nosso blogue...


6. Complementos (11) e recomplementos  (5) da CCAÇ 12 (ao tempo do BART 2917), entre junho e dezembro de 1971

JUNHO DE 1971

COMPLEMENTOS

 - Soldado Ap. Morteiro AMADÚ BALDÉ 82116671

- Soldado Ap Metralh. E/C SANTOS SAMA BALDÉ 82051771

- Soldado Atirador E/C MAMADÚ CANDÉ 82054171

- Soldado Atirador IDRISSA BALDÉ 82134071

- Soldado Atirador MAMA DJAM 82135370

- Soldado Atirador BACARDENA BALDÉ 82153770


AGOSTO DE 1971

COMPLEMENTOS

 - Soldado Básico MAMADU JALÓ 82001571

- Soldado Corneteiro MUTARO BALDÉ 82001568

SETEMBRO DE 1971

COMPLEMENTOS

- Soldado Condutor CURAEL DJAU 82052366

NOVEMBRO DE 1971

COMPLEMENTOS

 - Soldado Ap. Morteiro BABAGALE BALDÉ 82025769

RECOMPLEMENTOS

 - Furriel Miliciano Atirador ALCINO JOSÉ SOARES

- Soldado Ap. Metralh. SUMAI SILÁ 82174171

DEZEMBRO DE 1971

COMPLEMENTOS

 - 1º Cabo Aux. Enfermagem ALCIDES COSTA 13610771

RECOMPLEMENTOS

 - Soldado Transmissões JOÃO ADULAI CANDÉ 82099871

- Soldado Transmissões ARMANDO MANHÓ EMBALÓ 82000271 

- Soldado Atirador ADUL JALÓ 82054271



A ficha-resumo da CCAÇ 12, constante no Arquivo Histórico Militar... Entre 1969 e 1974, a CCAÇ 12 teve cinco capitães... E conheceu 4 batalhões, BCAÇ 2852 (1968/70), BART 2917 (1970/72), BART 3873 (1972//4) e BCAÇ 4616/73 (1974).

_______________

Notas do editor;



1º Gr Comb

Comandante Alf Mil Op Esp 00928568 Francisco Magalhães Moreira

1ª secção

1º Cabo 8490968 José Manuel P Quadrado (Ap dilagrama)
Soldado Arvorado 82107469 Abibo Jau (F) [, dado como fuzilado depois da independência]
Soldado 82105869 Demba Jau (F)
Sold 82107769 Braima Jaló (Ap LGFog 8,9) (FF)
Sold 82106069 Sajo Baldé (Mun LGFog 8,9) (FF)
Sold 82106869 Suleimane Djopo (Ap Dilagrama) (FF)
Sold 82105469 Baiel Buaró (F)
Sold 82106269 Mamadu Será (FF)

2ª Secção

Fur Mil 04757168 Joaquim João dos Santos Pina [, natural de Silves, onde ainda hoje vive]
1º Cabo 17765068 Manuel Monteiro Valente (Ap Dilagrama)
Soldado Arvorado 82106369 Vitor Santos Sampaio (Mancanhe)
Soldado 82106469 Mamadu Au (Ap Metr Lig HK 21)
Sold 82105969 Samba Camará (Mun Metr Lig HK 21) (FF)
Sold 82105269 Sherifo Baldé
Sold 82106669 Mussa Bari (FF)
Sold 82106969 Mamadu Jau (F)
Sold 82105369 Mamadu Silá (Ap LGFog 3,7) (F)
Sold 82107669 Ussumane Sisse (Mun LGFog 3,7) (M)

3ª Secção

Fur Mil 19904168 António Manuel Martins Branquinho [, reformado da Segurança Social, Évora, já falecido]
1º Cabo 18998168 Abílio Soares [, morada actual desconhecida];
Soldado Arvorado 82107169 Mamadu Baló (F)
Soldado 82106569 Mustafá Colubalii (Ap Mort 60) )(FF)
Sold 82106169 Sana Camará (Mun Mort 60) (FF)
Sold 82105669 Amadu Baldé (FF) [, mais tarde da CCAÇ 21, poderá ter sido fuzilado após a independência]
Sold 82106169 Saico Seide(F)
Sold 82107569 Gale Jaló (FF)
Sold 82105569 Sana Baldé (Ap Dilagrama) (F)
2º Gr Comb

Comandante: Alf Mil de Inf 13002168 António Manuel Carlão [, comerciante, vive em Fão, Esposende]

1ª secção

Soldado Arvorado 82107969 Alfa Baldé (Ap LGFog 3,7)
Soldado 18968568 Arménio Monteiro da Fonseca [, vive no Porto]
Sold 82118169 Samba Camará (FF)
Sold 82115369 Iéro Jaló (F)
Sold 82118869 Cheval Baldé (Ap LGFog 8,9) (F)
Sold 82103269 Aruna Baldé (Mun LGFog 8,9) (F)
Sold 82105169 Mamadú Bari (FF)
Sold 82116369 Sidi Jaló (Ap Dilagrama) (FF) [,dado como tendo sido fuzilado depois da independência]
Sold 82118669 Mussa Seide (F)
Sold 82117669 Amadú Camará (FF)
2ª Secção

Fur Mil Op Esp 05293061 Humberto Simões dos Reis [, engenheiro técnico, Alfragide / Amadora]
1º Cabo 17626068 José Marques Alves [, vivia em Fânzeres, Gondomar; já falecido]
Soldado Arvorado 82116569 Mamadu Baldé (F)
Soldado 82101469 Udi Baldé (FF)
Sold 82101069 Sajo Candé (F)
Sold 82108069 Alfa Jaló (F)
Sold 82116469 Iéro Juma Camará (Ap Mort 60) (FF)
Sold 82111969 Mamadú Jaló (Mun Mort 60) (F)
Sold 82111069 Adulai Baldé (F)
Sold 82117269 Adulai Bal (F)

3ª Secção

Fur Mil 17207968 Antonio Eugénio S. Levezinho [, reformado da Petrogal, vive em Sagres, Vila do Bispo]
1º Cabo 18880368 Manuel Alberto Faria Branco [, morada actual desconhecida];
Soldado Arvorado 82116969 Braima Bá (F)
Soldado 82116669 Gale Colubali (Ap Metr Lig HK 21) (FF)
Sold 82116769 Mamadú Uri Colubali (Mun Metr Lig HK 21) (FF)
Sold 82111369 Amadú Turé (F)
Sold 82117469 Demba Jau (Ap Dilagrama) (F)
Sold 82107869 Iero Jaló (FF)
Sold 82116869 Gale Camará (F)
3º Gr Comb

Comandante: Alf Mil Inf 01006868 Abel Maria Rodrigues [, bancário reformado, Miranda do Douro]
1ª secção

Fur Mil Luciano Severo de Almeida [, já falecido, era do Montijo]
1º Cabo 02920168 Carlos Alberto Alves Galvão [, vive na Covilhã]
Soldado Arvorado 82108769 Totala Baldé (F)
Sold 82108569 Sambel Baldé (F)
Sold 82108969 Mauro Baldé (Ap LGFog 8,9) (F)
Sold 82110369 Jamalu Baldé (Mun LGFog 8,9) (F)
Sold 82109169 Malan Baldé (F)
Sold 82109569 Iéro Jau (Ap Dilagrama) (F)
Sold 82110969 Samba Baldé (Ap Metr Lig HK 21) (F)
Sold 82109969 Malan Nanqui (M)

2ª Secção

Fur Mil 07098068 Arlindo Teixeira Roda [, natural de Pousos, Leiria; professor em Setúbal, reformado]
1º Cabo 17625368 António Braga Rodrigues Mateus [, vive em Guifões, Matosinhos, depois de regerssar de França onde esteve emigrado];
Soldado Arvorado 82108369 Mamadú Jau (Ap Dilagrama) (F)
Soldado 82109369 Malan Jau (Ap Mort 60) (F)
Sold 82100769 Amadú Candé (Mun Mort 60) (F)
Sold 82108869 Quembura Candé (F)
Sold 82109769 Sherifo Baldé (F)
Sold 82115369 Ussumane Jaló (FF)
Sold 82110169 Madina Jamanca (F)

3ª Secção

Fur Mil 06559968 José Luís Vieira de Sousa [, natural do Funchal, agente de seguros]
1º Cabo 12356668 José Jerónimo Lourenço Alves [, morada actual desconhecida];
Soldado Arvorado 82108469 Sajo Baldé (Ap Metr Lig HK 21) (F)
Soldado 82109669 Cherno Baldé (Mun Metr Lig HK 21) (F)
Sold 82109469 Sanuchi Sanhã (Ap LGFog 3,7) (F)
Sold 82109269 Sori Jau (Ap Dilagrama) (F)
Sold 82110569 Mamadu Embaló (F)
Sold 82110769 Chico Baldé (F)
Sold 82115169 Demba Jau (F)
Sold 82108669 Cutael Baldé (F)
4º Gr Comb

Comandante: Alf Mil Cav 10548668 José António G. Rodrigues [, já falecido, vivia em Lisboa]

1ª secção

Fur Mil 15265768 Joaquim Augusto Matos Fernandes [, engenheiro ténico, vive no Barreiro]
1º Cabo 18861568 Luciano Pereira da Silva [, morada actual desconhecida];
Soldado Arvorado 82115469 Samba Só (F)
Soldado 82109869 Samba Jau (Mun Metr Lig HK 21) (F)
Sold 82115269 Cherno Baldé (Ap Metr Lig HK 21) (F)
Sold 82117569 Mamai Baldé (F)
Sold 82117869 Ansumane Baldé (Ap Dilagrama) (F)
Sold 82118269 Mussa Jaló (Ap Dilagrama) (FF)
Sold 82118969 Galé Sanhá (FF)

2ª secção

Fur Mil 11941567 António Fernando R. Marques [, vive em Cascais, empresário reformado]
1º Cabo 17714968 António Pinto [, morada actual desconhecida];
1º Cabo 82115569 José Carlos Suleimane Baldé (F) [, vive em Amedalai, Xime, Guiné-Bissau]
Soldado Arvorado 82118369 Quecuta Colubali (F)
Soldadado 82110469 Mamadú Baldé (F)
Sold 82115869 Umarú Baldé (Ap Mort 60) (F) [, já falecido, vivia na Amadora]
Sold 82118769 Alá Candé (Mun Mort 60) (F)
Sold 82118569 Mamadú Colubali (FF)
Sold 82119069 Mamadu Balde (F)

3ª secção

1º Cabo 00520869 Virgilio S. A. Encarnação [, vive em Barcarena]:
Soldado 82116069 Sajuma Jaló (Ap LGFog 8,9) (FF)
Sold 82110269 Suleimane Baldé (Ap LGFog 8,9) (F)
Sold 82111069 Sori Baldé (F)
Sold 82115669 Sherifo Baldé (F)
Sold 82115769 Tenen Baldé (F)
Sold 82117169 Ussumane Baldé (F)
Sold 82117769 Califo Baldé (F)
Sold 82118469 Califo Baldé (F)

Observ.: o Fur Mil Armas Pesadas Inf Luís Manuel da Graça Henriques [, prof univ.,  vive em Alfragide / Amadora] era o "pião de nicas" (pau para toda a obra...) do capitão, passou por todos os grupos de combate, "tapando buracos", e nos últimos meses comandou uma das secções do 4º Gr Comb. 

O alf mil António Carlão, do 2º Gr Comb, e o fur mil Joaquim Fernandes foram desde cedo destacados para a equipa de reordenamento de Nhabijões, deixando de ser operacionais.

Os Gr Comb da CCAÇ 12 cedo ficaram desfalcados com as sucessivas baixas (incluindo graduados e praças metropolitanas e praças do recrutamento local].

Todos os guineenses eram, originalmente, dos regulafos de Badora e Cossé, com exceção do mancanhe Vitor Santos Sampaio, que veio de Bissau.
_____________
Legendas:

F= Fula
FF= Futa Fula
M= Mandinga
Mc=Mancanhe
Ap= Apontador
Mun= Municiador
Mort= Morteiro
LGFOg= Lança-granadas foguete
Met= Metralhadora
Lig= Ligeira

6 comentários:

Cherno AB disse...

«Rien n´est plus dangereux qu´un homme qui essaie de comprendre. » (Page 170)


Maryse Condé
In Traversé de la mangrove
Ed. Mercure de France, 1989


Caro Luis Graça,

Depois de mais de 45 anos, ainda continuas a reflectir e a fazer muitas perguntas, a maior parte das quais, ou na totalilidade, nunca terao respostas.

O que justificava a divisao das Pracas em categorias de 1a e de 2a conforme as origens e local de recrutamento... ou a cor da pele...???, mas claro e como havia de ser se como cidadaos ja eram de segunda, fosse o contrario talvez nao houvesse motivos para a revolta dos mais esclarecidos (Caboverdianos e Grumetes assimilados), o teu Mancanha (Vitor) deu uma explicacao bem clara sobre o assunto mas que, na altura, voces nao podiam compreender.

A nossa/vossa guerra colonial foi também uma guerra de incompreensões e de muitos equívocos e não podia ter um fim diferente do que teve, apesar dos enormes esforcos e sacrificios em vidas e recursos. Como dizia Amilcar Cabral nos seus discursos, o colonialismo estava condenado a desaparecer nos nossos paises por causa das suas proprias contradicoes internas.

Luis, o elevado n. de castigados com apelido « Baldé » faz pensar numa coincidencia feita de muitos azares ou entao numa clara conspiração contra os mesmos(?).

O Cutael Baldé (Curael em fula) foi meu mentor em Bafata, onde vivia com a familia entre 1975 e 1976, depois regressou para Bajocunda sua aldeia natal. Isto quer dizer que os soldados do CCAC 12 podiam ser, tambem, de outras origens no chao fula, para alem de Badora e Cosse.


Um abraco amigo,

Cherno A. Baldé

Anónimo disse...

Bem, meus caros amigos e camaradas
Publicam e dizem aqui no post:
“ 1 - Parece haver aqui um problema de equidade (ou seja, de igualdade de oportunidades)...
2. Deliberadamente, omitimos os nomes dos 5 (cinco) graduados, especialistas e praças metropolitanas, que foram punidos no tempo do BART 2917 (1970/72). (Queremos, naturalmente, preservar a sua identidade). Eram:”

1º A publicação de dados pessoais é punível por lei
2º Omitem deliberadamente os nomes dos europeus, querendo preservar a sua identidade, descriminando os africanos.
A omissão deve-se ao facto por terem receio de poderem ser accionados judicialmente?
Por outro lado, onde está a equidade, igualdade de oportunidades.
Um abraço
Carlos Silva

Luís Graça disse...

Meu caro Carlos Silva:

Tem todo o cabimento a tua chamada de atenção... Não foi uma decisão fácil, a minha, de omitir uns nomes e publicar outros... Tens razão, também há aqui um problema de equidade... Infelizmente mais de 80% dos militares da CCAÇ 12, do recrutamento local, já morreram. Mas nem por isso a sua memória merece menos respeito, da minha parte.

O objetivo deste poste é apenas informativo e sobretudo didático, querendo com ele chamar a atenção para a eventual existência de dois pesos e de duas medidas, nas mãos de quem tinha o poder de punir e de louvar... Não quero tirar conclusõe precipitadas, muito menos fazer juizos de valor, não conheço os fundamentos ou a matéria que deu origem às punições... Sei que nalguns casos envolveram situações delicadas...

Enfim, estes elementos, que recolhi, são puúblicos, constam da história do BART 2917 e da CCAÇ 12, e estão no Arquivo Histórico Militar. Não foram retirados de processos individuais (a que de resto não teria acesso)...

Todas as guerras são atos públicos. Não estou aqui a violar a reserva de intimidade de ninguém. Se algum camarada se sentir lesado, eliminarei o seu nome destas listas, nomeadamente os da lista das punições (, que publiquei a título excecional e exemplificativo), justamente para ilustrar a tese de "éramos todos iguais, mas uns mais do que outros"...

Um abraço. Luís

Luís Graça disse...

Meu caro Cherno, meu amigo e irmãozinho:

Sem dúvida que tem riscos a aventura do conhecimento humano... Há quem prefira põr uma pedra do passado. "Para quê chafurdar na merda" ?, já me têm perguntado, a propósito da existência, da singularidade e da continuidade deste blogue...

Tentar compreender e, se possível, explicar, é o que nos move... e não é preciso ser cientista. Fui ator de uma guerra, e quero compreender o que se passou nesses 3 anos da minha vida em que fui militar, pondo as questões clássicas, que os seres humanos põem, quando pensam e refletem sobre si e o que se passa à sua volta: Como e porquê ? Quem, o quê, quando, quantos ? E para quê ?

A tua ajuda, a tua contribuição, o teu olhar especial, as tuas memórias, as tuas pertinentes reflexões... têm-nos sido de muita valia... Este blogue não seria o mesmo sem ti ou pessoas como tu, que foram "marginais-secantes" em relação à guerra: tu estavas dentro e fora do arame farpado, intersetavas dois sistemas, o dominante e o dominado...

Passo por cima da tu observação sobre o número de "Baldés" nestas listas (pecando por excesso nuns casos e por defeito noutros), para te dizer que o Cutael Baldé não é do meu tempo (Contuboel e Bambadinca, junho 1969/março de 1971)... Apesar de ter um nº mecanográfico começado por 821...Deve ter entrado já no tempo da chamada "2ª geração" da CCAÇ 12, a que conheceu a mão pessada do(s) comandante(s) do BART 2917... Não me lembro desse nome nem ele vem na nossa lista inicial... Dizes que ele seria de Bajocunda, Gabu...

Originalmente, a CCAÇ 12 era compostam, de facto, no que diz respeito às praças do recrutamnento local, por gente de Badora e Cossé... Depois entraram outros, e não apenas fulas... Mas era intencionalmente uma companhia "etnicamente homogénea", capaz de defender, com unhas e dentes, o chão fula... E a verdade é que Bambadinca, por exemplo, nunca foi atacada no nosso tempo...

Tenho, pessoalmente, uma dívida de gratidão a esses bravos (fulas) da CCAÇ 12...Não tínhamos o mesmo entendimento sobre a guerra, e o futuro da Guiné, mas fizemos a guerra juntos, e demos o nosso melhor. Sempre com grande lealdade e confiança mútuas... Vivi 22 meses com eles, dormi nas suas tabancas, caí em emboscadas com eles, sofremos muito juntos, "sangue, suor e lágrimas", o fogo do IN, as minas, as abelhas, as formigas, os mosquitos, o tempo seco e o tempo das chuvas... Nunca tive nenhum conflito sério com nenhum dos meus soldados fulas... E muito aprendi com eles, se calhar muito mais do que eles aprenderam comigo...

Também por isso não posso esconder, Cherno, a hipocrasia do discurso do regime da época que garantia que éramos todos portugueses, cidadãos de primeira... Não éramos, bastava o facto de haver militares de 1ª de 2ª classe, com base no grau de escolaridade... Tanto quanto sei, militar de 2ª classe só podia ser um "ultramarino", um metropolitano analfabeto seria sempre de 1ª classe, desde que tivesse um dedo para dar ao gatilho... Por isso alguns amputaram o dedo...

Mantenhas!... Boa saúde, bom trabalho. Luís

Anónimo disse...

Respondendo
1 – No que se refere à equidade, eu compreendo o que pretendes demonstrar, mas na minha modéstia opinião as mesmas estão falseadas, porque fazes os cálculos na base dos 100% da Companhia, mas no meu entender o cálculo deveria ser feito com base nos 100% dos africanos e nos 100% dos europeus, pois estes são muito inferiores em número, pelo que, em termos comparativos a percentagem diminuiria.
2 – Quanto aos elementos que recolhestes são públicos, porque se podem consultar as denominadas Histórias das Unidades “que não são, mas sim resumos” existentes no AHM em Lisboa, que frequentei assiduamente, mas não são divulgadas.
Aliás, se pedires no AHM para te fazerem cópias das folhas correspondentes às punições, o pedido não é atendido, porque é proibido por lei a divulgação de dados pessoais tendo em vista a protecção dos indivíduos.
Uma coisa é consultar e outra é divulgar dados pessoais.
Eu tenho mais de uma vintena de Histórias de Unidades que camaradas me facultaram e nunca publiquei os dados referentes a punições no meu site quando este estava activo.
Um abraço
Carlos Silva

Anónimo disse...

Olá Luís

Assim inicio o meu comentário acima
CS