domingo, 3 de abril de 2016

Guiné 63/74 - P15931: Manuscrito(s) (Luís Graça) (81): Se de amor fosse essa pena, / P’la minha pátria encantada, /Teria valido a pena / De tanto penar por nada.

Glosando o tema 
"Castelo da Pena" (*)


por Luís Graça (**)








Que crime para tantas penas ?
Degredado, fui à guerra,
Eu e muitos, às centenas,
Soldados da minha terra.

A Guiné foi o nosso degredo,
Só bolanhas e picadas,
Muita dor, tudo em segredo,
Nas almas armadilhadas.

Se de amor fosse essa pena,
P’la minha pátria encantada,
Teria valido a pena
De tanto penar por nada. 

____________

Notas do editor:

(*) Vd. poste de 2 de abril de 2016 > Guiné 63/74 - P15927: Blogpoesia (442): "Castelo da Pena", de J.L. Mendes Gomes, ex-Alf Mil da CCAÇ 728

Valdemar Silva disse...

Com as minhas penas
voei, até à Pena.
Da Pena do D. Fernando
voei à pena do castelo dos mouros.
E fui voando, pra outras Penas.
Penaferrim, Penafiel, Penamacor,
Penalva, 

e voei até penhas e penhascos.
Penha Garcia, Penhascoso e cheguei.
Cheguei à Penha, em Guimarães,
terra do meu pai.
Há mais de sessenta anos que lá não ia.

Só os poemas (e as penas)
nos fazem voar.

Obrigado, J. L. Mendes Gomes.

5 comentários:

Juvenal Amado disse...

Da idade que tinha
Só as ficaram as minhas penas
que não servem de consolo
Antes enchem alma minha

Bom dia Luís e toda a Tabanca Grande

Tabanca Grande disse...

Valeu a pena, amigos e camaradas ? Claro que valeu a pena!... Ou serão os portugueses (e as portuguesas) masoquistas ? Mil anos de sangue, suor e lágrimas!...LG


http://www.portaldofado.net/component/option,com_jmovies/Itemid,336/task,detail/id,637/lang,pt/


VALEU A PENA

Autor da Letra: Moniz Pereira
Autor da Música: Moniz Pereira
Intérprete: Maria da Fé


Com voz serena, perguntaram-me ao ouvido
Valeu a pena, vir ao mundo e ter nascido?

Com lealdade, vou responder, mas primeiro
Consultei meu travesseiro, sobre a verdade

Tive porém, que lembrar o meu passado
Horas boas do meu fado, e as más também

Valeu a pena
Ter vivido o que vivi
Valeu a pena
Ter sofrido o que sofri
Valeu a pena
Ter amado quem amei
Ter beijado quem beijei
Valeu a pena

Valeu a pena, ter sonhado o que sonhei
Valeu a pena, ter passado o que passei

Valeu a pena, conhecer, quem conheci
Ter sentido o que senti, valeu a pena

Valeu a pena, ter cantado o que cantei
Ter chorado o que chorei, valeu a pena

Tabanca Grande disse...

X. Mar Português

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa, "Mensagem" (1934)

http://www.citador.pt/poemas/mensagem-mar-portugues-fernando-pessoa

Tabanca Grande disse...

pena | s. f.
pena | s. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de penar
2ª pess. sing. imp. de penar

pe·na |ê| 1
(grego poinê, -ês)
substantivo feminino
1. Punição ou castigo imposto por lei a algum crime, delito ou contravenção. = SANÇÃO
2. Grande sofrimento psicológico. = DESGOSTO, DÓ, TRISTEZA
3. Sentimento provocado por sofrimento alheio. = COMPAIXÃO, DÓ, LÁSTIMA
4. [Antigo] Espinho, pua.

meter pena
• Dar pena.
pena capital
• O mesmo que pena de morte.
pena de morte
• Sanção que condena à morte.
pena de talião
• Castigo que consiste em fazer sofrer ao delinquente o que ele fez sofrer à vítima.
penas eternas
• [Religião católica] Castigo dos condenados ao Inferno.
pena última
• O mesmo que pena de morte.
sob pena de
• Incorrendo no castigo de; sujeito a determinadas consequências.
ter muita pena
• Sentir muito (expressão de conforto, pêsames, etc.).
valer a pena
• Merecer o esforço, o trabalho. = COMPENSAR
Palavras relacionadas: ptero-, -pene, escrivão, penal, edredão, peniforme, cúmulo.

pe·na |ê| 2
(latim penna, ae)
substantivo feminino
1. Haste flexível, rica em queratina, que cobre o corpo da maioria das aves adultas.
2. Pluma.
3. Bico de escrever. = CÁLAMO, CANETA
4. Escritor.
5. Estilo de escrita (ex.: colunista de pena rebuscada).
6. Parte espalmada da bigorna.
7. Asa de rodízio de moinho.
8. Veio de água da grossura de uma pena de pato.
9. [Desporto] Bola leve, geralmente de plástico ou de cortiça e revestida com penas de pato ou material semelhante, usada no badmínton. = VOLANTE
10. [Marinha] O mesmo que penol.
11. [Antigo] Penha.

pena real
• [Ornitologia] Cada uma das penas mais compridas, junto das tesouras da ave.
Palavras relacionadas: penada, pluma, -pene, escrivão, empenar, cálamo, peniforme.

pe·nar - Conjugar
verbo transitivo
1. Causar pena ou dor a; desgostar.
2. Causar dor, fazer sofrer.
verbo intransitivo
3. Padecer, sofrer pena ou dor.
verbo pronominal
4. Afligir-se.
substantivo masculino
5. Sofrimento.
Palavras relacionadas: comutar, empenar, espenicar, doer, sofrimento, supliciar, penalizar.

"pena", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/DLPO/pena [consultado em 03-04-2016].

Valdemar Silva disse...

Também temos pena, do latim pinna ou penna, como sendo elevação de terreno,
rochedo, fraga.
As muitas localidades cujo nome é Pena...... ficam todas em locais elevados.
Também temos penha, ou peña, deve ter vindo do castelhano ou português antigo, ex.:
Penha de França, em Lisboa, as Penhas da Saúde (Serra Estrela), localidade de Penha Garcia, o Monte da Penha, em Guimarães, todas regiões elevadas e com grandes rochedos.
Valdemar Queiroz