quinta-feira, 27 de julho de 2017

Guiné 61/74 - P17624: Convívios (819): Estão convocados os camaradas e amigos da Tabanca de Porto Dinheiro para atacar a monumental "batatada tradicional de peixe seco" no dia 31 de julho, segunda feira, com concentração por volta das 19h, na Associação Cultural e Recreativa da Ventosa (do Mar), Lourinhã.... E, já agora, sabem porque é que as tropas de Junot perderem a batalha do Vimeiro em 1808 ? É porque não sabiam que o peixe seco da Lourinhã era um produto "gourmet"... (Eduardo Jorge Ferreira, o régulo)



Associação Cultural e Recreativa da Ventosa (ACRV), Lourinhã > Cabeçalho do programa das comemorações do 35º aniversário > Dia  31 de julho, segunda feira, o prato forte do jantar é a "tradicional batatada (peixe seco)"... Para quem só conhece o bacalhau (da Noruega) e o carapau (da Nazaré), este "restaurante gourmet", da ACRV, é um sítio a descobrir... Mas não é todos os dias que há "batatada"... Tomem nota na vossa agenda: Ventosa (do Mar),. Lourinhã, 31 de julho de 2017, 19h00...



1. Manda o régulo da Tabanca de Porto Dinheiro,  Lourinhã, Eduardo Jorge Ferreira [, sargento do RI 19m noutra encarnação], através do seu secretário e editor deste blogue, Luís Graça, convocar os tabanqueiros do costume, e mais outros camaradas e amigos da Guiné, atabancados ou não, que se queiram juntar, para no dia 31 de julho de 2017,  a partir das 19h, dar início à Operação " Batatada Tradicional de Peixe Seco", com que se encerram as cerimónias do 35º aniversário da sempre ativa e simpática Associação Cultural e Recreativa da Ventosa, Lourinhã, onde somos sempre bem acolhidos, acarinhados e tratados. As suas iniciativas são abertas ao público em geral.

Não há inscrições prévias... Há uma fila democrática para a inscrição no jantar, por ordem de chegada... A caixa deve abrir por volta das 19h30. A Tabanca de Porto Dinheiro vai ver se "reserva" uma mesa para os seus apreciadores deste produto "gourmet" da região atlântica da Estremadura (Oeste)... (Felizmente que o Junot não sabia da sua existência...).

A Ventosa (do Mar), que pertence à freguesia de Santa Bárbara, concelho da Lourinhã,  rivaliza com as vizinhas localidades da Marquiteira e do Porto Dinheiro, na confeção desta iguaria...

Esperamos por ti, camarada!  E divulga o evento!
______________

Nota do editor:

1 comentário:

Tabanca Grande disse...

Meu caro régulo Eduardo Jorge Ferreira (c/c a mais umas dezenas de grã-tabanqueiros):

as tuas ordens estão cumpridas!... O pessoal já está a preparar-se para o ataque... O horário oficial é às 19h30, mas podemos chegar às 19h...

O pessoal das outras tabancas também está automaticamente convidado... Temos que fazer algo mais (por ex., uma confraria) para salvaguardar este produto "gourmet" da nossa região, que era no antigamente comida dos camponeses e pescadores no inverno...muito antes de haver luz elétrica e frigorífico...

Os tipos da Nazaré estão a fazer um bom negócio com o carapau seco e já querem fazer um museu do peixe seco...Nós, que temos uma tradição fortíssima neste domínio (sem esquecer a batata "raiz de cana"...), temos a obrigação de, pelo menos, manter viva a tradição... Ainda há dias na Marquiteira juntaram-se, no clube local, mais de meio milhar de comedores de batatas e peixe seco...

De qualquer modo, o pretexto também é o convívio dos camaradas da Guiné, do Oeste (Lourinhã, Peniche, Cadaval...), atabancados ou não... E no dia 20 (ou até talvez 18, dia dos anos da Alice) a Tabanca de Porto Dinheiro fará a sua a anual caldeirada de peixe no restaurante O Viveiro, em Porto Dinheiro..

SEXA o régulo ira mandar publicar , na ordem de serviço, a data que melhor convier aos tabanqueiros que vêm de longe (caso do nosso mui estimado e ilustre João Cristósomo, e do nosso capelão Horácio Fernandes cujo email não tenho aqui à mão...).

Até 2ª, na Ventosa do Mar! ,,, LG

PS - Seria giro que houvesse representações de outras tabancas do nosso Tabancal... Mas a altura é má: anda tudo a águas...