domingo, 7 de junho de 2015

Guiné 63/74 - P14709: Os nossos seres, saberes e lazeres (98): A Ana Luísa Valente mais o José Manuel Lopes, a Quinta Senhora da Graça e o Pedro Milanos à vossa espera hoje, das 17h às 22h, nos jardins setecentista do Palácio do Marquês de Pombal, em Oeiras, no Festival de Vinhos Europeus e do Enoturismo


Oeiras > Jardins e Adega do Palácio do Marquês de Pombal > Festival de Vinhos Europeus e do Enoturismo, 6 de junho de 2015 > Aspeto parcial do recinto... Confesso que já não ia lá, ao palácio do marquês de Pombal, desde os tempos do INA - Instituto Nacional de Administração (que tinha aqui a sua sede, até â sua lamentável extinção; passou agora a ser uma obscura direção geral da qualificação dos trabalhadores da função pública; em contrapartida, o munícípio de oeiras ficou a ganhar a com o negócio; o palácio e os jardiins são visitáveis)...


Oeiras > Jardins e Adega do Palácio do Marquês de Pombal > Festival de Vinhos Europeus e do Enoturismo, 6 de junho de 2015 > A Luísa e a Alice


Oeiras > Jardins e Adega do Palácio do Marquês de Pombal > Festival de Vinhos Europeus e do Enoturismo, 6 de junho de 2015 > O produtor e nosso camarada, grã-tabanqueiro, José Manuel Lopes



Oeiras > Jardins e Adega do Palácio do Marquês de Pombal > Festival de Vinhos Europeus e do Enoturismo, 6 de junho de 2015 >  As marcas expostas


Oeiras > Jardins e Adega do Palácio do Marquês de Pombal > Festival de Vinhos Europeus e do Enoturismo, 6 de junho de 2015 > O Pedro Milanos Douro Doc Reserva, tinto 2011  (1)



 Oeiras > Jardins e Adega do Palácio do Marquês de Pombal > Festival de Vinhos Europeus e do Enoturismo, 6 de junho de 2015 > O Pedro Milanos Douro Doc Reserva, tinto 2011 (2)



Oeiras > Jardins e Adega do Palácio do Marquês de Pombal > Festival de Vinhos Europeus e do Enoturismo, 6 de junho de 2015 > Atuação do Rancho Folclórico Lavadeiras da Ribeira da Lage, Oeiras (1)



Oeiras > Jardins e Adega do Palácio do Marquês de Pombal > Festival de Vinhos Europeus e do Enoturismo, 6 de junho de 2015 > Atuação do Rancho Folclórico Lavadeiras da Ribeira da Lage, Oeiras (2) > Vídeo (2' 37''): o fandango... Santa ignorância minha, não sabia que também era dançado pelas mulheres, fora taberna... O fandango é uma dança, aos pares, que existe na península ibérica desde o séc. XVIII...Portanto, não é uma dança exclusiva dos homens nem sequer do Ribatejo...


Fotos (e vídeo): © Luís Graça (2015). Todos os direitos reservados


1. Foram três dias dedicados ao deus Baco, ao senhor Vinho. Havia teoricamente a possibilidde de provar mais de mil vinhos, previamente selecionados e classificados por um conjunto de 70 jurados. A gastronomia (desde o choco frito ao leitão e à chanfana) também marcou presença, a par da farta e variada animação musical... O festival, que termina hoje,  tem entrada gratuita.

A abertura oficial deste Festival teve lugar no dia 5 de junho, às 18h00, nos Jardins stecentistas do Palácio do Marquês de Pombal, numa cerimónia em que foram divulgados os vinhos premiados no XIV Concurso Internacional “La Selezione del Sindaco” (a escolha do Presidente) - que se realizou em Oeiras nos últimos dias de Maio (29, 30 e 31) - e foi feita feita uma prova de vinhos das grandes medalhas.

 Para além dos vinhos do concurso, os visitantes puderam (e podem ainda, até ao fim deste domingo)  provar vinhos e produtos regionais apresentados por uma dezena e meia de municípios presentes na vertente enoturismo. Regiões  portuguesas presentes: Arcos de Valdevez; Cartaxo; Coruche; Lagoa; Mértola; Nelas; Oeiras; Ponte da Barca; Ponte de Lima; Reguengos de Monsaraz «Cidade Europeia do Vinho 2015»; Santa Marta Penaguião; Seia; Viana do Castelo; Vidigueira e as Rotas de Vinho de Bucelas, Carcavelos e Colares e da Península de Setúbal  .

A organização do evento foi da AMPV- Associação de Municípios Portugueses do Vinho e da Confraria dos Enófilos do Vinho de Carcavelos, com o apoio da Câmara Municipal de Oeiras e da ERT – Lisboa, Casa Ermelinda Freitas, Água do Luso, Delta Cafés e CP.

Ontem, o festival esteve animado com diversos grupos de música tradicional portuguesa.


2. Eu e a Alice fomos lá de propósito para dar um abraço à Luísa e ao José Manuel Lopes, o nosso camarada e poeta Josema.  A Quinta Senhora da Graça lá estava bem representava, no pavilhão do município de Santa Marta de Penaguião.

Claro que tivemos a oportunidade de, além do abraço e de dois dedos de conversa, beber um copo do último "Pedro Milanos Douro Doc,  reserva, tinto 2011" (enólogo: Vasco Lopes). É uma "grande pomada", com 14,5º!... Aquece o corpo, conforta a alma!

"Pedro Milanos"  é o anagrama de Armindo Lopes, pai (já falec ido) do nosso Zé Manel. Na sua pequena herdade de 3 hectares com vista largas, para o Marão e o Douro, o nosso camarada produz cerca de 11250 litros de vinho / 15 mil garrafas.  Principais castas do "Pedro Milanos": Touriga Nacional,  Touriga Franca,  Tinta Roriz,  Tinta Barroca, Malvasia Fina, Códego e Rabigato.  

Aqui fica o contacto da Quinta Senhora da Graça: telef 254 811 609 | telem 91665 1639 ou 91 335 1640.  No dia 10 de junho va receber um grupo de 17 (, camaradas nossos e acompanhantes). Há página no Facebook.

____________

Nota do editor:

Último poste da série > 3 de junho de 2015 > Guiné 63/74 - P14694: Os nossos seres, saberes e lazeres (97): Tomar à la minuta (2) (Mário Beja Santos)

4 comentários:

Luís Graça disse...

Admiro o carinho, a dedicação, a persistência e a competência com que esta família (Luisa, Zé Manel, Vasco) trata os seus 3 hectares de xisto, vinhos e sol... O Zé Manel não tem muitas ilusõe sobre o futuro da vinha e dos vinhos... Destes mil vinhos aqui presentes quantos cá estraão daqui a 10, 20, 50 anos ? Será que a globalização vaio trucidar a maior parte dos pequenos produtores ?...

Depois há o problema do preço a que chega um bom vinho, num bom restaurante... 3, 4 ou 5 vezes mais do que o valor pago ao produtor... O mercado não conhece o valor da justiça e da equidade...

Luís e Zé Manel, bom regresso a casa!... Gostámos de estar convosco. E espero que hoje haja mais visitas de pessoal da Tabanca Grande. Afinal, Oeiras é aqui tão perto!...

Anónimo disse...

Para este casal, alargado a toda a família o meu abraço.
No convívio da Tabanca Grande deste ano, a Luísa tinha-me falado que este vinho estava uma coisa de estalo. Não o havia provado e fiquei-me por umas garrafas que levei para casa. Agora, depois de e bebido, posso assegurar que se trata de um vinho soberbo, falo do tinto evidentemente.
Estão de parabéns, que continuem a dar-nos esta qualidade a um preço apetecível.
Um abraço,
BS

Luís Graça disse...

O Vasco é um grande enólogo!... È pena que só trabalhe para dois pequenos produtores... E tenha de ser DJ para sobreviver... Enólogo "só trabalha um mês por ano"... LG

Anónimo disse...

O rapaz está bem fotografado como costuma acontecer quando o fotógrafo é o Luís. E está bem fardado embora me pareça com cara de esfomeado. Será que ao grão-tabanqueiros de Lisboa não lhe levaram um prato de sopa com umas fatias de centeio, pelo menos !?
Quanto ao Reserva de 2011, é pena que, segundo informação, já é pouco para as encomendas. Só os dois de Penafiel encomendaram-lhe 50 garrafas cada um.
Um abração
Carvalho de mampatá.