quinta-feira, 14 de abril de 2016

Guiné 63/74 - P15973: XI Encontro Nacional da Tabanca Grande, Palace Hotel de Monte Real, 16 de Abril de 2016 (5): Camaradas da diáspora: (i) Virgílio Valente, Macau (ex-alf mil, CCAÇ 4142, Gampará, 1972/74): manda-nos saudações; (ii) Vasco Pires, ex-alf mil art, 23.º Pel Art, Gadamael, 1970/72), Brasil, "aqui de longe, mas tão perto" : envia abraço fraterno; (iii) Zeca Macedo, EUA (ex-2º ten fuzileiro especial, DFE 21, Cacheu e Bolama, 1973/74): vai dar-nos o prazer da sua presença, dele e da esposa Goretti

1. Mensagem do nosso grã-tabanqueiro Virgílio Valente [Wai Tchi Lone, em chinês], que vive e trabalha em Macau, há mais de 2 décadas; foi alf mil, CCAÇ 4142, Gampará, 1972/74; é o nosso grã-tabanqueiro nº 709]


Data: 14 de abril de 2016 às 08:24

Assunto: XI Convívio da Tertúlia - Encontro da Tabanca Grande - 16 de Abril de 2016


Caro Luís, caros Tabanqueiros,

Não podendo participar no vosso Convívio, por estar ausente em Macau, onde trabalho, quero enviar um Grande Abraço para todos e desejar-vos um Bom e Saudável Convívio, repleto de partilhas e de boas histórias.

Um dia estarei fisicamente presente.
Saudações,
Virgílio Valente
Companhia de Caçadores 4142 - Gampará, Guiné-Bissau

1972-74

"A wise man makes his own decisions; an ignorant man follows public opinion." 
(Chinese proverb) |  "Um homem sábio decide por si próprio; um homem ignorante segue a opinião pública."  (Provérbio chinês



2. Comentário (*) de Vasco Pires [ex-alf mil art,  cmdt do 23.º Pel Art, Gadamael, 1970/72, bairradino, a viver no Brasil desde 1972; foto atual à direita]


Aqui de longe (mas tão perto) envio um fraterno abraço aos Camaradas, e os parabéns aos organizadores.

VP




3. Mensagem, de 29 de dezembro de 2915, do nosso camarada José Macedo [ou Zeca Macedo, , que antecipadamente preparou a sua viagem a Portugal para poder estar no nosso encontro;



[Zeca Macedo foi 2º tenente fuzileiro especial, DFE 21 (Cacheu e Bolama, 1973/74); nasceu na Praia, Santiago, Cabo Verde, em 1951; vive nos Estados Unidos, onde é advogado; é membro da nossa Tabanca Grande desde 13/2/2008; aqui na foto, no novio Escola Sagres, com a esposa Goretti].


Feliz Ano Novo.

Camarada Luís Graça, penso ir à reunião anual da Tabanca Grande, contudo gostaria que me confirmasse que será no dia 16 de Abril, pois necessito de planear com uma certa antecedência e mudar as datas de alguns julgamentos que possa ter. A minha mulher {Goretti] tambm terá de pedir umas férias. Também conto levar o meu irmão e a mulher que moram na Charneca da Caparica.

Um abraço amigo

Zeca Macedo

Jose J. Macedo, Esquire | Law Offices of Jose J. Macedo
392 Cambridge Street, Cambridge, MA 02141
Tel. (617) 354-1115 | Fax (617) 354-9955

________________

2 comentários:

Tabanca Grande disse...

É uma pena a gente ainda não poder encurtar as distâncias (físicas) que nos separam, apesar de dispormos este meio tecnológico, maravilhoso, que é a Internet, que nos permitir, pelo menos, comunicar uns com os outros, de maneira muitissimo mais rápida, eficiente, eficaz e conveniente do que no tempo em a gente andou pelas terras da Guiné...

Vamos finalmente poder conhecer, "ao vivo", o nosso "fuzo" Zeca Macedo (e a esposa) que atravessaram o Atlântico para estar connosco. O Vasco Pires, esse, está mais a baixo, no Brasil, mas é uma presença constante de há anos no nosso blogue... Um dia haveremos de encontra-nos. O mesmo se passa com o Virgílio Valente, em Macau!... Inshallah / Oxalá / Enxalé a gente se possa encontrar numa próxima oportunidade, aí ao virar da esquina... Para todos, um grande Alfabravo! Para o Zeca e Goretti, até sábado!... LG

Anónimo disse...

Caro Luís Graça, amigos e camaradas,
O problema muitas vezes nem são as distâncias. A verdade é que a SATA e a TAP esfolam-nos o couro. Sem me querer alongar muito, por vezes é mais barato ir de Boston ao Hawaii com sete dias de hotal do que viajar para os Açores ou para o Continete. Pior, temos que marcar as nossas passagens com muitos meses de antecedência e arcar com todos os imprevistos que daí possam advir.
Mais ainda, os nossos jovens viajam pouco para Portugal pois há muitos outros destinos mais baratos. As companhias acima referidas estão naquela situação a que se costuma dizer, quem tudo quer tudo perde.
Ficamos nós, os mais velhos, que sempre gostamos de visitar o nosso cantinho.
Abraço,
José Câmara