quinta-feira, 28 de abril de 2016

Guiné 63/74 - P16026: Na festa dos 12 anos, "manga de tempo", do nosso blogue (3): Imagens com história... separadas por 44 anos: Xime (1972) e Monte Real (2016) (Jorge Araújo, ex-fur mil op esp, CART 3494, Xime e Mansambo, 1972/74)



Mensagem do Jorge Araujo  com data de ontem,


Caro Camarada Luís,

Os meus melhores cumprimentos.

No âmbito da celebração do 12.º Aniversário do BTG [Blogue da Tabanca Grande], no qual se inclui a minha participação no seu XI Encontro Nacional, tome
i a iniciativa de escrever mais uma pequena narrativa histórica onde recordo, com algumas imagens, tempos passados na Guiné e tempos recentes separados por mais de quatro décadas.

PARABÉNS!

Um forte abraço de amizade a todo o colectivo da Tabanca

Jorge Araújo.
ABR 2016















___________________

Nota do editor:

2 comentários:

Tabanca Grande disse...

Obrigado, Jorge, bom amigo e camarada, pelo teu generoso (e mais um vez original) contributo para abrilhantar a nossa festa de aniversário. Realmente, 12 (doze!) anos é "manga de tempo", são 6 (seis!|) comissões na Guiné.. Imaginas aguentar lá este tempo todo sem dares (ou levares) umm tiro na cabeça?... Mas 44 (quarenta e quatro)!) é uma vida... No princípio do séc.XX, no nosso país, era mais do que a esperança de vida à nascença de um bebé do sexo masculino...

Boa continuação da tua marcha pela "picada" da vida... LG

Tabanca Grande disse...

Jorge, é incrível, fui tantas vezes ao Xime, em geral em operações, mas reconheço que nunca andei a explorar a tabanca e o antigo posto administrativo... Desconhecia por completo a existência de uma capela!... Um gajo quando lá ia, ia sempre com os "cornos enfiados" no Poindom / Ponta do Inglês e na porrada que ia dar e levar.... Como já aqui escrevi o asubsetor do Xime era uma autêntica ratoeira, sempre que saía do arame farpado, a partir de Madina Colhido sentia-me "encurralado"... E alghumas vezes tivemos que regressar a toque de caixa, com o apoio da artilharia, as granadas de obus 10.5, a suilvarem por cima das nossas cabeças... Arrepiante!... Ninguém como a CCAÇ 12 foi tantas vezes ao Poindom / Ponta do Inglês... A CCAÇ 12 esteve 5 anos na guerra... de julho de 1969 a agosto de 1974!... Houve 3 "gerações" de quadros e especialistas, de origem metropolitana... Eu sou "sócio fundador"... Apanhaeram 4 batalhões diferentes em Bambadinca!... Os meus pobres camradas guineenses deveriam ter ido ser todos condecorados no 10 de junho de 1974! Esses,sim, foram uns heróis e defenderam o seu "chão"...