sábado, 31 de dezembro de 2016

Guiné 63/74 - P16899: O nosso querido mês de Natal de 2016 e Ano Novo de 2017 (23): Que seja realmente um "Bom Ano Novo"... Se continuarmos a ser espectadores (e "reclamadores passivos") não vai acontecer nada, mais correctamente, vai acontecer o que 'os outros' determinarem para nós, por nós (Hélder Sousa)


Marco de Canaveses > Paredes de Viadores > Candoz > Quinta de Candoz > 27 de dezembro de 2016 > O sobreiro de Candoz... Em terra roubada à floresta de castanheiro, a 300 metros acima do nível do mar, o sobreiro  adapta-se bem; cresce em altura, mas não dá cortiça de jeito... Este tem 50 anos, ainda me lembro dele, pequeno mas com vontade de vingar, aproveitando as condições de clima favoráveis à vida vegetativa (calor e humidade no verão. temperatura não muito baixa no inverno)... Há alguma analogia com a mensagem do nosso camarada Hélder Sousa: não basta estarmos vivos e ativos, é preciso sermos...proativos! (Ativo= Que exerce ação, oposto de passivo; proativo=Que não se baseia na reacção a algo, mas toma iniciativa de acção.)

Foto (e legenda): © Luís Graça (2016). Todos os direitos reservados. [Edição: Blogue Luís Graça & Canaradas da Guiné]


1. Mensagem do nosso colaborador permanente Hélder Valério de Sousa (ex-fur mil trms TSF, Piche e Bissau, 1970/72, ribatejano a viver em Setúbal):

Data: 29 de dezembro de 2016 às 10:37
Assunto: Que seja um "Bom Ano Novo"

Meus caros amigos e amigas

Já passou o período do "Bom Natal". Aproxima-se rapidamente o momento de se brindar ao "Ano Novo"... Estão então quase a serem consumados os votos de "Festas Felizes", na esmagadora maioria dos quais esses 'votos' são mera formalidade e rotina.

Este ano não vos incomodei com as minhas más recordações de Natal mas também por isso não fui distribuidor de votos para os quais não me sentia motivado.

Mas agora estamos quase no despertar de um novo ano. É certo que a passagem de 31 de Dezembro para 1 de Janeiro é idêntica a tantas mudanças de mês no calendário, mas aqui a psicologia funciona
de tal maneira que nos impele a formular desejos, propósitos, 'determinações'.

Então, associando-me ao momento, também eu vos desejo saúde, sorte, prosperidade, longevidade, sucesso...
É claro que se não nos comprometermos com esses propósitos, tais votos não passarão de intenções ou mesmo até de simples 'palavras'. Será preciso que nos empenhemos de modo sério e activo na construção das nossas vidas: pessoais, familiares, profissionais, sociais, grupais.

Se continuarmos a ser espectadores (e "reclamadores passivos") não vai acontecer nada, mais correctamente, vai acontecer o que 'os outros' determinarem para nós, por nós.

Desejo-vos então um "Bom Ano Novo".

Abraços e beijinhos, conforme as circunstâncias.
Hélder Sousa
________________

3 comentários:

Carlos Vinhal disse...

Em bom português nos devíamos entender
Confesso que discordo muito, mas muito mesmo, da utilização cega da palavra espetadores. É que eu pronuncio "espequetadores" e quando se pronunciam as consoantes, estas devem ser mantidas.
Carlos Vinhal
Leça da Palmeira

Torcato Mendonca disse...

Meus Caros Camaradas e Amigos,

Boas Entradas e um 2017 com Saúde e Paz.

Tendes razão com a "nova maneira de escrever". Sempre e continuatei a ser contra. Mas sendo hoje

fim de Ano e inicio de outro...fica para depois.

Abraços a Todos com Votos de Bom 2017 e que nunca a voz nos falte. Ab,T

Tabanca Grande disse...

Meu querido amigo, camarada e coeditor Carlos Vinhal:

Antes de mais, bom ano de 2017, para ti e a tua Dina!... Que tenhas entrado, firme, com os dois pés bem assentes na terra... (Por que é que é que deveria ser só com o "direito" ?)...

Quanto à questão ortográfcia que levantas, tens razão,eu devia ter respeitado a opção do Hélder Sousa, no título do poste... Já corrgi... Eu sigo o acordo em vigor (1990) que admite, de resto, as duas grafias...

Mas o mais impoprtante da mensagem do nosso estimado e leal colaborador Hélder Sousa, não é a forma, é o conteúdo: sejamos mais proa(c)tivos este ano, e nomeadamente no nosso blogue... (LG)

______________

espectador | s. m.

es·pec·ta·dor |èt| ou |èct...ô|
(latim spectator, -oris)
substantivo masculino
1. Aquele que assiste a espectáculo.
2. Pessoa que presencia algo. = TESTEMUNHA
3. Aquele que observa algo. = OBSERVADOR
Confrontar: expectador.

• Dupla grafia pelo Acordo Ortográfico de 1990: espetador ou espectador.

"espectador", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/espectador [consultado em 01-01-2017].