quarta-feira, 13 de julho de 2016

Guiné 63/74 - P16302: Em busca de... (268): Alferes mil Serra, que esteve no Quartel General (Santa Luzia) em 1972/73, e que se reunia, no Café Império, com um grupo de jovens amigos guineenses, incluindo eu, Camilo Camussa, hoje com 62 anos, cofundador de várias ONGD, consultor independente, a viver em Bissau, amigo do Pepito e do Leopoldo Amado


Guiné > Bissau > Foto de grupo > O alf mil Serra, o único branco do grupo, com os seus amigos guineenses, que se costuimavam reunir no Café Império,  c. 1972/73 (*).

Foto: © Camilo Camussa  (2016). Todos os direitos reservados. [Edição: Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné]


1. Mensagem,  com data de 7 do corrente, de Camilo Camussa [, foto atual à direita]:



Nesta foto [ de grupo, acima, ]   é possível ver de esquerda para direita;

(i)  as pessoas que estão de pé,  pode-se identificar: Pedro Benvindo Gomes Araújo encontra-se em Argélia, Mamadu Candé,  médico,  encontra-se em Bissau, e Pedro Saido Moreira Embalo,  é ex-governador de Gabu;

(ii)  sentados,  Alferes Serra,  eu,  Camilo, e Armando Cherno Djaló,  hoje reformado nas finanças, 

A foto foi tirada ao lado do Café Império,  no Foto  Arco Iris, atual Orange. 

O Café Império ainda existe na Praça dos Heróis Nacionais, perto da Embaixada de Espanha com o mesmo nome, a vossa foto não reflete a imagem do Café Império (**). 

Almocei hoje em minha casa com o doutor Leopoldo Amado o qual me falou muito da vossa amizade, dado que ele é um amigo meu. 

O alferes Serra era um oficial lúcido, penso que ele fazia parte de um partido ou de um movimento de oposição ao regime de então, não o posso afirmar a 100%.  Assim que tiver mais dados enviarei, obrigado.

Camilo Camussa


Guiné-Bissau > Novembro de 2000 > Praça dos Heróis Nacionais > Café Império (**)

Foto: © Albano Costa (2016). Todos os direitos reservados  [Edição: Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné]


2. Comentário do editor LG:

Continuam a ser escassas as informações sobre o teu "tuga": sabemos que (i) era alferes miliciano; (ii) de apelido Serra (não era normal os militares portugueses serem conhecidos pelo nome prórpio); (iii) devia estar colocado no Quartel General, em Santa Luzia, mas não sabemos em que serviço ou repartição; (iv) reunia-se com vocês no Café Império; (v) falavam de política, de literatura; (vi) ele emprestava-vos livros "proibidos"; e (vi) deixaste de ter contacto com ele em finais de 1973.

Fico feliz por saber que estiveste com o nosso amigo e membro sénior da nossa Tabanca Grande, Leopoldo Amado, do qual temos cerca de 7 dezenas de referências no nosso blogue.Tivemos o privilégio e a honra de assistir na Reitoria da Universidade de Lisboa, em 28 de Maio de 2007, ás suas provas públicas de doutoramento em História Contemporânea

Enfim, eras também amigo do nosso saudoso amigo Pepito. E deves também, eventualmente,  ser amigo do Patrício Ribeiro, da empresa Impar Lda, mais conhecido em Bissau como o "pai dos tugas"... 

E parabéns pelo nosso Éder, ou Ederzito, que vai ficar na história do futebol como o menino de Bissau que marcou o golo da vitória (e que golo!) da seleção de Portugal, no campeonato europeu de futebol de 2016. 

Como sabes, estamos "proibidos" de falar aqui no blogue de política  (partidária...), de futebol (clubístico...) e de religião (igrejas...).  De qualquer modo o Éder e a sua história de vida e o feito (histórico) da seleção portuguesa de futebol (sénior) são razões fortes para abrir uma aceitável exceção. Pois, então, que o futebol seja também um valor acrescentado para os nossos dois povos, para a lusofonia e para o combate (universal) contra o racismo e a pobreza!... Ab. fraterno, LG.
______________



(***) Vd. poste de 9 de julho de 2016 > Guiné 63/74 - P16287: Memória dos lugares (340): Café Império, Praça dos Heróis Nacionais, Bissau, em novembro de 2000 (Albano Costa, ex-1.º cabo da CCAÇ 4150, Bigene e Guidaje, 1973/74, o fotógrafo de Guifões, Matosinhos)

2 comentários:

Tabanca Grande disse...

Mensagem que o nosso editor LG enviou ao Abílio Magro, ex-Fur Mil Amanuense da CSJD/QG/CTIG, 1973/74), com conhecimento ao José Martins:


Abílio, conheceste algum alf mil SERRA, no QG, em Santa Luzia, no teu
tempo ? Seria jurista ?

Frequentava o Café Império e emprestava livros "proibidos" a alguns jovens guineenses, com quem estabeleceu laços de amizade... Caso do Camilo Camussa Baldé, fula do Gabu, e ligado à
juventude do PAIGC... Este amigo de então anda à procura dele... mas não sabe mais detalhes, nome próprio, especialdiade, serviço ou repartição, etc. Terás alguma pista ? Vou também pôr em campo o nosso Sherlock Holmes, o José Martins...

Um abraço para ti e para os restantes manos. LG


https://blogueforanadaevaotres.blogspot.pt/2016/07/guine-6374-p16302-em-busca-de-268.html

Anónimo disse...

Camilo Camussa
14 jul 2016 23:00

Obrigado por este email e pela informação que recebi do [António] Ussumane [Baldé] e do Patrício [Ribeiro].

No que diz respeito ao Alferes Serra foi um grande oficial miliciano, vinha ter com a gente quando não tinha serviço no quartel e nós nos víamos uma ou duas vezes por semana sobretudo nos sábados.

O Alferes Serra era respeitado pelos praças, tou a pedir os meus colegas que me ajudem com mais informações. A foto mostra o CAFÉ IMPERIO.

Quanto ao Ussumane foi um grande monitor agrícola e depois especializou-se em apicultura de mangrove que é completamente diferente do sistema de planalto e trabalhamos junto durante 10 anos e foi também responsável pelos ensaios varietais e mais tarde responsável pela multiplicação de sementes que são vulgarizadas junto dos camponeses. Ele é muito bom técnico e acho que a sua chegada e posterior estadia em Caboxanque podera apoiar a Primeira Cooperativa denominada APROPAMACA ou seja Associação de Produção de Pas Malu (Lavoura de Arroz em Balanta) de Caboxanque.

Em relação ao Patrício é muito meu amigo assim como a mulher e o filho que ta cá neste momento. Fui varias vezes passar férias no Norte em sua casa e a nossa amizade é de + de 30 anos.

Um abraço e mantenha grande a familia.