terça-feira, 22 de novembro de 2016

Guiné 63/74 - P16747: Agenda cultural (516): No passado dia 17 de Novembro de 2016, foi apresentado no Porto, no Auditório da "Fundação Portugal África", o livro "Guiné Crónicas de Guerra e Amor" da autoria de Paulo Cordeiro Salgado, ex-Alf Mil Op Esp da CCAV 2721 (Carlos Vinhal)

Fundação Portugal África - Rua de Serralves - Porto
Foto: Carlos Vinhal

1 - No passado dia 17 de Novembro de 2016, foi apresentado no Porto, no Auditório da "Fundação Portugal África", o livro "Guiné Crónicas de Guerra e Amor"[1] da autoria de Paulo Cordeiro Salgado, ex-Alf Mil Op Esp da CCAV 2721, que teve como Comandante o então Cap Cav Mário Tomé, que prefaciou o livro.

No auditório, praticamente esgotado, via-se entre a assistência: médicos, colegas de profissão do autor, camaradas dos tempos do Olossato, guineenses e representantes da Tabanca Grande e Tabanca Pequena de Matosinhos, além de outras pessoas que se quiseram associar ao momento.

 Uma vista do auditório
Foto: Carlos Vinhal

Nesta foto reconhecem-se: João Rebola, José Teixeira e, de pé, o editor de serviço trocando algumas palavras com o ex-Alf Mil Médico, Amaral Bernardo.
Foto: João Rebola

Na primeira fila, ainda antes do início da sessão e da chegada do filho, netos e demais família do casal, Maria da Conceição Salgado.
Foto: Carlos Vinhal

José Teixeira com um dos guineenses presentes na sala
Foto: João Rebola, editada por Carlos Vinhal

Na Mesa, da esquerda para a direita: Paulo Cordeiro Salgado, o autor; Dr. José Manuel Pavão, o apresentador da obra, e António Lopes, o editor. 
Foto: Carlos Vinhal

A sessão teve início com a intervenção do editor António Manuel Lopes, também ele transmontano como o autor. Falou da sua editora, Lema d'Origem, e da aventura que é editar livros.
Teceu elogiosas palavras ao autor e enalteceu a qualidade da obra em apreço.

Seguiu-se a intervenção do Dr. José Manuel Pavão, cirurgião pediátrico, a quem cabia a apresentação de "Guiné Crónicas de Guerra e Amor", que além de ler algumas partes mais significativas da obra, prendeu a assistência e ajudou a conhecer melhor a personalidade do autor, que foi Gestor Hospitalar em diversos hospitais, no país, e cooperante durante anos na Guiné-Bissau.

Chegada a vez do autor, este agradeceu a presença de quem, àquela hora, teve a gentileza de se deslocar à Rua de Serralves para ouvir falar do seu livro de crónicas, pequenas histórias reais com ficção à mistura, que se destina a deixar aos mais novos algum conhecimento do que foi a guerra, que ele e os seus contemporâneos travaram em África. Concordando ou não com ela, o certo é que muitos milhares de jovens sofreram na pele, alguns mesmo perdendo a própria vida.

Seguiu-se uma concorrida sessão de autógrafos.

O autor, Paulo Cordeiro Salgado, quando se dirigia aos presentes
Foto: Carlos Vinhal

Sessão de autógrafos com João Rebola
Foto: João Rebola

************

2 - Nota pessoal do editor:

Em duas semanas consecutivas tive o prazer de reencontrar dois camaradas que não via há já alguns anos, o Dr. Paulo Salgado, Gestor Hospitalar, como atrás foi dito, e o Prof Dr. Amaral Bernardo, distinto médico e professor jubilado do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar.

Neste dia tive ainda o grato prazer de rever e abraçar o "meu" cirurgião, o Dr. Artur Cabanelas, para quem tenho uma enorme dívida de gratidão por ter retirado, com sucesso, um tumor maligno do cólon à minha mãe. 
E, por a mim remover uma parótida, também afectada por um tumor, não tendo eu ficado com qualquer efeito secundário, além da inevitável cicatriz e do ligeiro aprofundamento no pescoço.

O Dr. Cabanelas é familiar do Paulo Salgado, o que prova que o Mundo é mesmo pequeno, salvando-se a nossa Tabanca, que é grande e nos permite estes encontros "imediatos". 
____________

Notas do editor

[1] - Vd. poste de 26 de outubro de 2016 > Guiné 63/74 - P16639: Notas de leitura (895): "Guiné: crónicas de guerra e amor", de Paulo Salgado: texto da apresentação do livro, pelo poeta e jornalista Rogério Rodrigues

Último poste da série de 22 de novembro de 2016 > Guiné 63/74 - P16746: Agenda cultural (515): "Amílcar Cabral (1924-1973): vida e morte de um revolucionário africano", nova edição, revista, corrigida e aumentada (622 pp.): convite da embaixada guineense para o lançamento do livro do prof doutor Julião Soares Sousa, na Universidade Lusófona, Lisboa, sábado, dia 26, às 15h00

1 comentário:

Tabanca Grande disse...

O meu amigo Paulo (e a sua inseparável São, mais o resto da família, que está dispersa pelo mundo!) tive o grato prazer de o abraçar, aqui em Lisboa, na A25A, por ocasião do lançamento do seu livro... Só lá na família Salgado temos 3 grã-tabanqueiros, que beberam todos a água do Geba: além do nosso camarada, a esposa São e a filha Paula, que está em Inglaterra e é uma conceituada investigadora...

Quanto ao Amaral Bernardo, distinto médico e professor jubilado do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, já não o vejo há bastante tempo... Fogo em vê-lo por estas andanças tabanqueiras. Vai para ele um alfabravo fraterno com votos de bom Natal, melhor saúde e longa vida!... LG