quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Guiné 63/74 - P16756: Amigos para sempre (2): Tony Levezinho, boa continuação da viagem pela picada da vida fora, sempre com um olho, à esquerda, à direita, atrás e à frente, nas p... das minas e armadilhas em que podemos cair e "lerpar" (Luís Graça)



Guiné > Zona Leste > Setor L1 > CCAÇ 12 (1969/71> c. 1970 > 2º Grupo de Combate > Estrada Bambadinca-Xime > Destacamento da Ponte do Rio Udunduma

O Tony (Levezinho) e o Humberto (Reis) sentados na "manjedoura"... Era ali, protegidos da canícula, por uma chapa de zinco, à volta de uma tosca mesa de madeira, entre duas árvores,  com vista sobre o espelho de água do rio Udunduma, afluente do Geba..., era ali que tomavámos em conjunto as nossas refeições, escrevíamos as nossas cartas e aerogramas, jogávamos à lerpa, bebíamos um copo, matávamos o tédio e os mosquitos...

Na imagem, o Tony (Levezinho), à esquerda, segurando uma granada  de LGFog de 3.7.   À direita, o Humberto Reis, o nosso "ranger"... e fotógrafo. O 2º Gr Comb ficou, cedo, entregue aos dois furriéis, Levezinho e Reis... O alf mil António Carlão foi destacado... para a equipa de reordenamento de Nhabijões ( a gigantesca tabanca, ou aglomerado de tabancas, de maioria balanta, onde a rapaziada  do PAIGC se dava ao luxo  de entrar e sair quando lhe apetecia...).

Foto: © Humberto Reis  (2006). Todos os direitos reservados [Edição e legendagem: Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné]-



Guiné > Zona Leste > Sector L1 > Bambadinca > CCAÇ 12  (1969/71) > c. 1970 > Furriéis milicianos António Levezinho e Luís Graça Henriques, à civil... "enquanto a guerra seguia dentro de momentos"

Foto: © António Levezinho (2006). Todos os direitos reservados



1. Meu velho camarada e amigo Tony:

Sei que és mais “feicebuqueiro” do que “blogueiro”  (, este último vocábulo já está grafado nos nossos dicionários, tal como "blogue")… Se calhar é um bom sinal (ou uma melhor estratégia) de saúde mental… Para quê voltar atrás. perguntarás tu,  ao tempo e aos lugares onde sofremos, penámos e perdemos uma parte dos nossos verdes anos ?!...

No nosso blogue tens meia centena de referência e no Google Imagens muito mais fotos, que podes visualizar aqui, umas tuas, outras partilhadas por camaradas nossos: 


Da tropa (Campo Militar de Santa Margarida e da guerra (T/T Niassa e T/T Uíge, Guiné, CCAÇ 2590/CCAÇ 12, Contuboel e Bambadinca, maio de 1969/março de 1971) ficou, entre nós, uma bela e serena amizade, que se estendeu às nossas caras-metade, Isabel e Alice,  e filhos, Rita,  Nuno, Joana, João…

Como eu costumo dizer, a amizade é como um jardim, precisa de ser regada, nem que seja uma vez por ano, com um copo de bom vinho,   pela(s) festa(s) de aniversário natalício ou outros eventos sociais!...

De tempos a tempos lá nos vamos encontrando, aqui ou lá em baixo ( na tua Tabanca da Ponta de Sagres - Martinhal) ou falando ao telefone, mas não tantas vezes quanto as que gostaríamos… Desgraçadamente até o teu nº de telemóvel perdi, tve que ir  recuperá-lo,  naquelas velhas listas de papel que a gente tem o bom senso de não pôr no lixo (e que são o "back up" da nossa memória esburacada...), de modo a poder-te mandar ao vivo, como já o fiz esta manhã,  aquele xicoração fraterno e festivo que tu bem mereces no dia de hoje. 

Meu jovem idoso Tony, agora na terceira idade, desejo-te boa continuação da viagem pela picada da vida fora, sempre com um olho, à esquerda, à direita, atrás e à frente, nas p... das minas e armadilhas em que podemos cair e "lerpar"... E essas não são poucas, nesta fase das nossas vidas...

Bom, mas sejamos sempre ativos e proativos, como tu o tens sido, ao longo da tua vida, sabendo agora envelhecer com bom humor, sabedoria e gentileza: o caminho fez-se para caminhar,  e faz-se caminhando, e até aos 100 (5ª idade), é sempre em frente, não tem nada que enganar!…

Um bom “novo” ano, para ti, para a Isabel, para os teus filhos, para o teu neto, para todos nós, teus amigos  e camaradas, para todos nós, "tugas", e já agora para o resto do mundo, porque não podemos viver “apartados”… nem há "muros" que nos salvem... Ah!, sem esquecer a “nossa” Guiné , que também regámos com o nosso sangue, suor e lágrimas...(Ou foi ela que nos "regou" com a seiva dos seus mágicos poilões, cabaceiras e bissilões, ou nos  enfeitiçou com as mezinhas dos seus irãs?)

Amigos, para sempre!

Luís (+ Alice, Joana, João)

___________

Sem comentários: