segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Guiné 61/74 - P17089: Agenda cultural (543): Sessão de lançamento do livro de fotografia do nosso camarada Jorge Ferreira sobre Buruntuma, Gabu, 1961/63... Apresentação a cargo de Luís Graça, editor do nosso blogue.... Concerto de Korá com mestre Braima Galissá, nosso grã-tabanqueiro... Local e data: Galeria-Livraria Verney, Centro Histórico de Oeiras, sábado, dia 4 de março, às 15h00... Estamos todos convidados!







1.  Convite com data de 12 do corrente do nosso camarada Jorge Ferreira

[ Foto à direita: Jorge Ferreira, ex-alf mil da 3ª CCAÇ, tendo estado em Buruntuma com o seu pelotão (20 metropolitanos e 20 guinenses) entre novembro de 1961 e julho de 1962; a 3ª CCAÇ estava sediada em Nova Lamego, tendo mais tarde dado origem à CCAÇ 5, "Gatos Pretos", sediados em Canjadude]

Caros Amigos

Junto envio o "CONVITE" para a sessão de apresentação do "BURUNTUMA ... ".

Seria para mim um privilégio poder contar com a V/ Presença na Mesa fazendo companhia ao Prof. Luís Graça que se disponibilizou para apresentar o Livro e em reconhecimento pelo "papel relevante" que desempenha como dinamizador do Convívio entre a Comunidade dos "JOVENS" que estiveram mobilizados na Guiné.

Na expectativa de poder contar com a V/ presença, subscrevo-me com Amizade
Jorge Ferreira


2. Como chegar à Galeria-Livraria Verney, Oeiras

Na Av Copacabana, (Liv. Verney), a primeira rua à esquerda dá acesso ao Parque Estacionamento Municipal (Gratuito) que, por sua vez, dá acesso "a pé", ao ARCO ao lado da porta da Galeria (Liv. Verney1),. na Rua Cândido dos Reis, nº 90.



Galeria-Livraria Verney

3. Ficha técnica, dedicatória e apoios



Preço de capa:  12, 5 € + portes. Pedido ao autor  através do endereço de email: jorgeferr@netcabo.pt


Dedicatória aurtografada ao blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné



[pág. 06]

Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné
Mais do que um simples repositório de informação e conhecimento de um determinado tempo e espaço (Guiné e Portugal, 1961/74), o blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné é um ponto de encontro entre homens (e algumas mulheres) que fizeram a guerra e a paz, uma ponte de ligação entre dois povos  que têm muitas coisas em comum, a começar por  uma língua e uma história,  é sobretudo um espaço interativo de partilha de memórias e afetos entre combatentes da guerra colonial (ou do ultramar, como se queira), uma comunidade virtual a que puseram o nome de Tabanca Grande. Um espaço onde todos cabem com tudo o que os une e até com aquilo que os pode separar.  
Não têm a veleidade de fazer história, com H grande, mas também não querem ser meros figurantes do filme da história, reúnem-se muito simplesmente por que gostam (e sentem a obrigação de)  contar a “petite histoire” dos seus verdes anos na tropa e na guerra,  partilhando uns com os outros (e com os seus filhos e netos) os seus álbuns de fotografia e os seus escritos, em prosa e em verso. Como camaradas que foram no passado e que continuam a ser,  tratam-se hoje por tu, deixando de lado  títulos, postos, idade, convenções  ou outras barreiras à livre e espontânea comunicação entre eles.
Encontram-se todos os anos, pelo menos uma vez,  na primavera. Sabem que são um “espécie em vias de extinção”. E têm diversas "tabancas pequenas" espalhadas por aí, de norte a sul do país... Não haverá pelo mundo fora (incluindo a Web) muitas comunidades (virtuais e reais) como esta, de veteranos de guerra.
O Jorge Ferreira foi dos primeiros militares a ser mobilizado para a então província da Guiné, e é um dos mais recentes (o nº 728) a entrar para a Tabanca Grande. É um homem de muitos seres, saberes e lazeres, a começar pela paixão da fotografia. Com a sua inseparável câmara Konika, ele fixou, com rara sensibilidade socioantropológica, momentos únicos e irrepetíveis do quotidiana e da cultura das gentes de Buruntuma, no leste, no limite na região de Gabu, mas ainda em pleno  “chão fula”, quando os "bombolons" da guerra já começavam a tocar ao longe, no norte e no sul da Guiné…
[pág. 07]
______________________

3 comentários:

Tabanca Grande disse...

Olá, Jorge!...Parabéns pela iniciativa, parabéns pelo livro, parabéns pela ideia de convidar o mestre Braima Galissá, nosso grã-tabanqueiro, para abrilhantar, com o seu mágico Korá, a sessão de lançamento do teu livro de fotografia!...

Espero que a malta apareça, e em especial a malta da Tabanca da Linha, para te conhecer ou conhecer melhor, e poder testemunhar o teu entusiasmo e paixão pela vida, pela fotografia e pelas coisas e gentes da Guiné!...

Tu mereces porque és um bom camarada e amigo e um melhor ser humano!... Lá estarei, sábado|... LG

Anónimo disse...

‎Silverio Pires Dias‎ na Tabanca Grande Luís Graça, a nossa página no Facebook:

1 mar 2017


Ao ter conhecimento da apresentação de "Buruntuma" lá estarei na Vernay.
O "Pifas" IRÁ COMIGO!

Tabanca Grande disse...

Viva o nosso primeiro Silvério Dias!... Será uma excelemte oportunidade para a gente se conhecer pessoalmente... Até sábado!...


https://blogueforanadaevaotres.blogspot.pt/search/label/Silv%C3%A9rio%20Dias%20%281%C2%BA%20Srgt%29