quarta-feira, 25 de abril de 2018

Guiné 61/74 - P18558: Efemérides (275): O 25 de Abril de 1974... visto de Bissau, através de aerogramas enviados por Jorge Gameiro ( REP / ACAP / QG / CC) à sua esposa Ana Paula Gameiro e ao seu filhinho Nuno Gameiro... Documentação comprada no OLX, há 5 ou 6 anos (Carlos Mota Ribeiro, Maia) - Parte II

Carlos Mota Ribeiro... Foto da
sua página no Facebook.
1. Continuação da publicação dos aerogramas de Jorge Gameiro [ REP / ACP / QG /CC, Bissau, 1974],  relativos aos acontecimentos pós-25 de abril... Cópias desses aerogramas foram-nos enviadas pelo leitor (e futuro membro da Tabanca Grande, Carlos Mota Ribeiro, engenheiro, residente na Maia, filho do nosso querido amigo, camarada e coeditor Eduardo Magalhães Ribeiro; estes documentos foram comprados por ele há 5 ou 6 anos no OLX.

Os aerogramas (o primeiro datado de Bissau, 30/4/1974) (*) eram dirigidos à esposa do Jorge Gameiro, Ana Paula Gameiro. O casal tinha um filho de tenra idade, Nuno Gameiro, cujo paradeiro o Carlos Mota Ribeiro gostaria de poder descobrir para lhe poder oferecer esta correspondência que ele provavelmenmte nunca terá lido. Como nos ex0licou o Carlos Mota Ribeiro:

(...) Em relação aos aerogramas comprei-os a alguém no OLX, já foi há uns 5 ou 6 anos e não me recordo do nome da pessoa que mos vendeu, lembro-me que os comprei por terem o sentido histórico do 25 de Abril de 74 e os achei muito interessantes.

Como tenho um colega britânico que se interessa pela Revolução dos Cravos, enviei-lhe as fotos dos aerogramas com a tradução em inglês para ele dar uma leitura e compreender o sentimento que alguns jovens tinham naquela época e naqueles dias conturbados.

Quando estava a transcrever o mencionado no aerograma, fiquei a pensar no Nuninho (Nuno Gameiro) do aerograma e do carinho daquele pai pelo filho. Por isso entrei em contacto contigo para tentar encontrar o tal Nuninho e lhe fazer chegar a meia dúzia de aerogramas que tenho, enviados pelo seu pai, da Guiné Portuguesa para a Metrópole.

É claro que apenas lhos vou oferecer, se o Nuno Gameiro quiser esta recordação dos pais, pode nem querer saber deste assunto ou não dar qualquer valor sentimental aos aerogramas, mas como para mim este tipo de itens tem muito valor e são documentos que considero históricos, guardo-os religiosamente na minha coleção particular sobre o Ultramar Português. [...]




Primeira parte do aerograma datado de Bissau, 6 de maio de 1974

2. O segundo aerograma, datada de Bissau, 6 de maio de 1974, é a seguir reproduzido:

Bissau 06.05.74

Minha Paula, meu amor:

Ontem também não tive cartinha tua, estou morto por receber notícias tuas depois do dia 25 [de Abril], agora com este atraso até tenho medo que te tivesse acontecido alguma coisa,  ao seres por exemplo apanhada de imprevisto nalguma manifestação.

Não me sai da cabeça o que os Pides fizeram para culminarem a sua tão nojenta e porca atuação,  disparando uma rajada de metralhadora de uma janela da sua antiga sede [na] Rua António Maria Cardoso, rajada essa que foi ferir mortalmente 4 jovens e um trabalhador que ali se encontravam. Além disso ainda deixaram feridas 40 e tal pessoas.

Mas não,  também penso que,  se não tenho recebido cartinha tua,  é com certeza devido ao atraso dos correios normal que inicialmente [...] assim como os aviões chegaram a estar paralisados, mas amanhã talvez tenha mais sorte. 

Hoje pela primeira vez me chegaram às mãos jornais e um Século Ilustrado com imagens coloridas do que foi o primeiro 1.º de Maio Português e, palavra, ultrapassou toda a ideia que eu tinha. Já ouvi também ontem pela primeira vez o hino à libertação portuguesa do 25 de Abril,  “Agora o Povo unido jamais será vencido”. 

Acabei também agora de ouvir algumas declarações de Manuel Alegre para a Voz da Liberdade,  aliás BBC. Pois a Voz da Liberdade,  agora com o retorno de Manuel Alegre,  terminará os seus trabalhos já que agora os meios de informação e comunicação são totalmente livres,  deixa de ser necessária a presença de uma rádio clandestina. 

Li também uma notícia onde se adivinhava um congelamento das rendas de casa até se definir e resolver finalmente o problema da habitação, e é bom que essa exploração termine bem depressa pois assim, e assim será mais um grande beneficio, um enorme bem para o nosso inicio de vida. Não é,  amor querido? 

Quanto ao problema do ultramar continua a não ser bem definido,  ouvi a conferência de imprensa dada pelo General Gomes da Costa,  esperemos pois pela Assembleia Constituinte que será eleita até meados deste mês, vamos lá a ver, as opiniões divergem e deixam uma pessoa,  que está aqui,  totalmente confusa. Esperemos mais algum tempo.  pelo menos o cessar-fogo imediato já era um grande passo em frente, assim terminaria a morte estúpida e sem justa causa dos homens que...

(Continua)

Fotos (e legendas): © Carlos Mota Ribeiro (2018). Todos os direitos reservados [Edição e legendagem complementar: Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné]

[Revisão e fixação de texto: Carlos Mota Ribeiro / Luís Graça]

Translation to English:

Bissau 06.05.74
My Paula, my love:
Yesterday also I did not have your letter, I am dead to receive news of you after the 25th, now with this delay until I am afraid that something happened to you, for example, caught unexpectedly in some manifestation, I do not go out of my head what the PIDEs did to culminate his disgusting and sordid performance by firing a blast of machine-gun from a window of his former headquarters Rua António Maria Cardoso, a blast that was mortally wounded 4 young people and a worker who were there besides left 40 injuries and such people , but I also do not think that if I have not received your letter is certainly due to the delay of the normal post office that initially as the planes came to be paralyzed, but tomorrow may have more luck. Today, for the first time, newspapers have come to my hands and a century illustrated with colorful images of what was the first of May. Portuguese and word surpassed the whole idea that I had, I also heard yesterday for the first time the anthem to the Portuguese liberation of the April 25 "The united People will never be defeated." I also just now heard some statements from Manuel Alegre for the voice of freedom alias BBC. For the voice of freedom now with the return of Manuel Alegre will finish his work since now the means of information and communication are totally free is no longer necessary the presence of a clandestine radio. I also read a story where one could guess a freeze on household incomes until finally defining and finally solving the problem of housing, and it is good that this exploration ends very soon, as it will be a great benefit, a great good for our beginning of life. Is not that sweetheart? As for the problem of overseas continues to be not well defined I heard the press conference given by General Gomes da Costa hopefully then by the Constituent Assembly that will be elected until the middle of this month, let's see, opinions diverge and leave a person who is here totally confused, let's wait some more time at least the immediate cease-fire was already a big step forward, so would end the stupid death and without just cause of the men who...

[To be continued]

[Translation by Carlos Mota Ribeiro]
_____________

Nota do editor:

(*) Últiimo poste da série > 24 de abril de 2018 > Guiné 61/74 - P18557: Efemérides (274): O 25 de Abril de 1974... visto de Bissau, através de aerogramas enviados por Jorge Gameiro ( REP / ACAP / QG / CC) à sua esposa Ana Paula Gameiro e ao seu filhinho Nuno Gameiro... Documentação comprada no OLX, há 5 ou 6 anos (Carlos Mota Ribeiro, Maia) - Parte I

8 comentários:

Anónimo disse...

Carlos Ribeiro

25 de abril de 2018 01:02

Meus Caros,

Está cinco estrelas. Muito Obrigado.
Vamos ver se encontramos o Nuninho dos aerogramas.

Grande abraço aos dois, Carlos Ribeiro

Tabanca Grande disse...

Carlos,

Como já te disse, dou muita importância à documentação epistolar respeitante às nossas "comissões de serviço militar" no teatro de operações da Guiné (1961/74).

Ainda bem que "salvaste" ou "resgataste" estes aerogramas de um destino cruel... Independemente da leitura que cada um de nós possa fazer hoje dos acontecimentos aqui relatados, é um docuemto de um época, de uma geração, é um documento histórico.

Estes aerogramas (para já dois...) foram scritos por um camarada nosso, Jorge Gameiro, que estava no Quartel General, do Comando-Chefe, na famosa REP ACAP - Repartição de Assuntos Civos e Apoio Psicológica, por onde passaram "capitães de Abril" como o Otelo Saraiva de Carvalho e o Ramalho Eanes, entre outros... (Cito de cor.)

Tirando o PIFAS (ou PFA - Programa das Forças Armadas) temos falado pouco do missão e das atividades desenvolvidas pela REP ACAP... A minha intuição é a de que este nosso camarada, Jorge Gameiro, devia ser um alferes miliciano, provavelmente arquiteto, já casado e com um filho quando foi mobilizado para o TO da Guiné, sendo a última residência em Lisboa

A malta que passou pelo QG/CC, nesta época, é capaz de se lembrar dele. Pode ser que tu, Carlos, e nós, tenhamos sorte na tentativa de descobrir o paradeiro do Nuno Gameiro, o Nuninho de há 44 anos atrás, a quem fa<es questão de entregar os aerogramas do pai... É um gesto que revela grandeza e sensibilidade. Bem hajas pelo que estás a fazer.

Bom feriado, 25 de Abril de 2018. Luís Graça

Tabanca Grande disse...

Carlos, tu falas em "meia dúzia de aerogramas" que compraste no OLX, e cujo teor estaria realcionado com o 25 de abril... Não sei se todos foram escritos pelo Jorge Gameiro, da REP ACAP, Bissau, SPM 0348...

O Jorge Gameiro não era um "operacional", no sentido técnico do termo... Mas estava precoupado com o desfecho da guerra e a sorte dos seus camaradas de armas... Mesmo em Bissau havia apreensão quanto a ataques ou flagelações, devido à escala da guerra a partir de 1973...

Este parágrafo não deixa de ser revelador das suas preocupações:

(...) "Quanto ao problema do ultramar continua a não ser bem definido, ouvi a conferência de imprensa dada pelo General Gomes da Costa, esperemos pois pela Assembleia Constituinte que será eleita até meados deste mês, vamos lá a ver, as opiniões divergem e deixam uma pessoa, que está aqui, totalmente confusa. Esperemos mais algum tempo. pelo menos o cessar-fogo imediato já era um grande passo em frente, assim terminaria a morte estúpida e sem justa causa dos homens que..."

Falta-nos a cotinuação da transcriçãoo do teor do aerograma, que o teu pai nos há-de mandar.

Espero poder dar-te um grande abraço em Monte Real, no próximo dia 5 de maio. Luís

Tabanca Grande disse...

Acabei de mandar ao Abílio Magro (ex-Fur Mil Amanuense do CSJD/QG/CTIG, Guiné, 1973/74) o seguinte pedido (c/c Silvério Dias, Carlos Mota Ribeiro, e Eduardo Magalhães Ribeiro


Abílio:

Como vai essa bizarria ? A saúde, o bom humor, os manos, a grande família ?

Acabámos de publicar dois postes, com aerogramas escritos por uma camarada de nome Jorge Gameiro, da REP ACAP /QG / CC...Só sabemos que vivia em Lisboa, era casado e tinha um filho, de tenra idade, chamado Nuno, antes de ser mobilizado...

Começámos a publicar os aerogramas, um de 30/4/1974 e outro de 6/5/1974... "Cheira-me" que era arquiteto... ou estudante de arquitetura.

Temos falado pouco da missão, das atividades e do pessoal desta REP, tirando o caso do PIFAS... Será que tens alguma "pista" que nos possa levar a este camarada e/ou sua família ?...

Tu estavas lá no QG, nesta altura, embora noutro serviço...

O Carlos Ribeiro, que comprou os aerogramas no OLX, queria doá-los ao filho do Jorge Gameiro... Esperemos que estejam todos vivos.

Obrigado pela tua disponibilidade, Luís.

Anónimo disse...


Abílio Magro
25 abr 2018 09:18

Caro camarada Luís Graça:

A Companhia Magro lá se vai aguentando nas canetas com mais ou menos reumatismo, à espera do embarque para a outra banda.

Espero que tu ainda estejas aí para mais uma ou duas comissõesitas.

Quanto à REP/ACAP, funcionava no QG/CCFAG (Amura) e o meu Serviço (CSJD) funcionava no QG/CTIG (Santa Luzia), de modo que eu não conhecia ninguém daquela repartição. Segundo consta, quem lá prestou serviço foi o Major Otelo Saraiva de Carvalho.

Lamento não poder ajudar.

Abraço

Tabanca Grande disse...

Obrigado, Abílio, e força para os Magro!...

A gente esquece-se que havia dois QG (Quartéis Generais):

QG/CCFAG (Amura) e o QG/CTIG (Santa Luzia)...

Em 7 de março de 2008 estive na Amura e tirei lá umas chapas...Va,os continuar a procurar.

Abração, vamos ver se a gente se aguenta por uma comissão, já não peço (nem posso prometer) mais, na parte que me toca... Mas há aí "periquitos" como tu, que ainda podem piar muito...

Valdemar Silva disse...

Mais uma vez o nosso blog vai ser histórico.
Vamos fazer história e com o devido e grande respeito a Camões ou Fernando Pessoa citamos:
'Daqui para a frente tudo será diferente, verás, meu amor, pela primeira vez depois de 40 anos se ouve falar de liberdade, a qual sentimos bem dentro de nós, e nos é flagrante'
Extraordinário achado, num OLX, de uns aerogramas escritos da Guiné em 28/30 de Abril de 1974.
A liberdade era flagrante, ela ai estava surpreendente, evidente e incontestável.
VIVA O 25 DE ABRIL.
Valdemar Queiroz

P.S.: Desculpem (vai contra o não politico, religioso ou futebolístico), mas este ponto de vista é político.

Tabanca Grande disse...

Valdemar, tens razão... "Política" (termo que vem do grego antigo πολιτικός, lê-se politikos) é tudo o que tem ver com os grupos que formam a "pólis" (πόλις), a cidade.... A "pólis" é formada pelos cidadãos (πολίτικοι, lê-se polítikoi).

No sentido forte e etimológico do termo, o nosso blogue é, pois, "político"... Na Tabanca Grande não falamos é de política "partidária", de religião "apolegética" nem de futebol "clubístico"... Cada um de nós, como cidadãos e como indivíduos, faz as suas opções, mas essas são do foro privado... E temo-nos dado bem assim há 14 anos.