quinta-feira, 12 de julho de 2018

Guiné 61/74 - P18839: In Memoriam (317): João [Alfredo Teixeira da] Rocha (Ilha de Moçambique, 1944 - Porto, 2018), nosso grã-tabanqueiro n.º 775, a titulo póstumo (Luís Graça / Jaime Machado / Carlos Silva / Tabanca de Matosinhos / António Pimentel)



Matosinhos > Restaurante Casa Teresa > 9 de Abril de 2008 > Reunião habitual, às 4ªs feiras, da Tertúlia de Matosinhos (ou Tabanca Pequena de Matosinhos)... Da esquerda para a direita: (i) de pé, A. Marques Lopes, João Rocha (1944-2018), Eduardo Reis, José Teixeira, Armindo; na primeira fila, Jorge Félix, Xico Allen e Silvério Lobo... À entrada da Casa Teresa, o António Pimentel.

Foto (e legenda): © Jorge Félix (2008). Todos os direitos reservados [Edição e legendagem complementar: Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné]




Guiné-Bissau > Região de Bafatá > Xitole > 2008 > Um encontro emocionado: o João Rocha (ex-alf mil, Pel Rec Inf / CCS / BCAÇ 2852, Bambadinca, 1968/70) com a sua antiga lavadeira. (*)

Fotos: © Xico Allen / José Teixeira (2008). Todos os direitos reservados. [Edição e legendagem complementar: Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné]



1. Mensagens de alguns camaradas que conheceram (ou privaram com) o João Rocha (1944-2018) e cujo testemunho vem reforçar a proposta que o nosso editor Luís Graça fez para que ele, a título póstumo, passa integrar a nossa Tabanca Grande, sob o nº 745 (***)



(i) Luís Graça, editor

Já não apanhei o João Rocha, quando cheguei a Bambadinca, em 18 de julho de 1969... Ficámos (a CCAÇ 2590/CCAÇ 12) adidos ao BCAÇ 2852, a cuja CCS ele pertencia: era o cmdt do Pel Rec Info, que tinha pelo menos dois furriéis milicianos, o António Gonçalves Pereira e  e o Fernando Jorge  da C. Oliveira, mais 10 praças (cinco cabos e cinco soldados).

O João saiu por motivo de doença, mas já não me lembro se chegou a ser substituído... (Consultada a história da unidade, vejo que não houve ninguém que viesse substituir o comandante do Pel Rec Info, da CCS/BCAÇ 2852, um dos furriéis deve ter assumido essa função).

Acho que só vi uma vez, na Tabanca de Matosinhos ou na Tabanca dos Melros, já não posso confirmar. Nunca veio aos nossos Encontros Anuais, da Tabanca Grande. O Jaime Machado diz que ele esteve na Ortigosa, no III Encontro Nacional, em 2008, com ele e o António Pimentel... Eu não posso de momento confirmar, sem acesso às lista de inscritos... Do Jaime temos fotos... O Carlos Silva, por sua vez, diz que o conheceu  no Simpósio Internacional de Guileje, em março de 2008, onde também eu estive, mas não me lembro dele.

O João nem sequer fazia parte da Tabanca Grande. Há, no entanto, vários postes com fotos e referências ao seu nome. Por estas e outras razões, gostava que ele fosse lembrado como "um dos nossos", como gã-tabanqueiro.

Ficam aqui testemunhos dos camaradas que lhe foram mais próximos ou que com ele conviveram António Pimentel, Fernando Gouveia...) ou que fizeram parte do seu batalhão, ou estiveram com ele  em Bambadinca, como é o caso do Jaime Machado, Fernando Calado, Ismael Augusto...).
À família enlutada, envio os votos de pesar e de solidariedade na dor. Quanto ao João, ficará connosco, sob o nosso poilão,  no lugar nº 775. (***)



(ii) Jaime Machado (ex-Alf Mil Cav, cmdt do Pel Rec Daimler 2046, Bambadinca, 1968/70)

Caro Luís:

Fui uma vez a um almoço da malta de Bambadinca [, 1968/71] com o João e o Pimentel, 14º convívio, em Torres Novas, em 31 de maio de 2008, onde se comemorou os 40 anos da partida do BCAÇ 2852 para o TO da Guiné]. [fotos à esquerda  e abaixo, à direita]

Estive com ele algumas vezes nos almoços do Milho Rei, na Tabanca de Matosinhos

Gostava muito das gargalhadas dele. Fomos bons amigos.

A notícia da morte surpreendeu-me no Algarve e deixou-me triste. Claro que é o destino de todos nós mas não merecia ir já.

Tenho pena de não poder estar amanhã [, dia 10,] para o ultimo abraço.


(iii) Carlos Silva Carlos Silva, jurista, ex-fur mil arm pes inf, CCAÇ 2548 / BCAÇ 2879, Jumbembem, 1969/71), membro da Direcção da ONGD Ajuda Amiga

Grande amigo, o João, conheci-o na Guiné durante o Simpósio de Guiledge realizado em 2008. Encontramo-nos algumas vezes em convívios das tabancas. O João, pela sua simpatia, não deixa ninguém indiferente.
Paz à sua alma. Condolências à família enlutada.


(iv) Tabanca de Matosinhos (página do Facebook)

(...) O camarada Fernando Gouveia (ex-Alf Mil Rec Inf, Bafatá, 1968/70), traz-nos a triste notícia de mais um camarada que nos deixa.

Agora foi o João Alfredo Teixeira da Rocha, ex-Alf Mil Rec Inf do BCAÇ 2852 que esteve sediado em Bambadinca entre 1968 e 1970.

Era natural da Ilha de Moçambique. Enquanto a saúde o permitiu era um "ferrinho" à quarta-feira nos almoços da Tabanca de Matosinhos.

Um camarada que "transpirava" alegria e boa disposição.  Amigo do seu amigo, de sorriso fácil e grandes gargalhadas. Cativava quem com ele se cruzava.

Em 2008 voltou à Guiné para reviver bons e maus momentos e teve uma surpresa que o deixou em lágrimas. Ficou profundamente comovido quando uma velha senhora se dirigiu a ele e lhe disse categoricamente: Tu és o Alfero João Rocha e logo se abraçou ao João. As fotografias que se juntam espelham bem esse momento.

O seu corpo está em Câmara Ardente na Igreja do Foco, à Boavista, de onde sairá hoje, dia 9, pelas 16 horas, o seu funeral.

Fica em paz, querido João.

Em nome da Tabanca de Matosinhos os mais sentidos pêsames à família enlutada.

(...) Registo com mágoa o desaparecimento do querido João Rocha que nos acompanhou quase desde o nascimento da Tabanca em 2005 e que partiu para a eternidade recentemente. Um homem com H  que deixou a Tabanca mais pobre. De uma alegria contagiante que cativada com os as suas anedotas curtas, mas atempadas. Profundo amigo do seu amigo, profundo nas suas intervenções - um amigo como poucos.
Descansa em paz João. Nós hoje [, no almoço de 4ª feira. dia 11,] falámos de ti com carinho e estivemos em silêncio por ti durante um minuto. (...)


(v) António Pimentel [ex-Alf Mil, Pel Rec Inf, BCAÇ 2851 (Mansabá e Galomaro, 1968/70)]

Bom dia Luís!

É com grande desgosto que venho aqui dar o meu testemunho sobre o João, que acompanhei ontem [, dia 10,]  na última viagem.

João Alfredo Teixeira da Rocha, nasceu na Ilha de Moçambique,  em 27 de Março de 1944. Os pais eram de Ílhavo.

Frequentou a Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. No dia 11 de Abril de 1967 apresentou-se em Mafra para frequentar o COM. Depois do primeiro ciclo foi escolhido para a especialidade de Reconhecimento e Informações, tal como eu e o Fernando Gouveia. Terminado o curso, fomos colocados no RI6, como Asp. Of. Mil.

Nesses meses demos instrução geral a soldados que estavam a tirar a especialidade de condutores. Em Dezembro de 1967 fomos mobilizados para a Guiné e escolhidos para frequentar o curso de Operações Especiais, no CIOE, em Lamego, onde formamos uma parelha. Fomos para Lamego sem vontade nenhuma...

Em Abril de 1968 regressamos ao RI 6 para darmos a nossa especialidade, Reconhecimento e Informações a soldados, mas não os que iriam connosco para a Guiné, como seria lógico.

Em Julho fomos colocados nos Batalhões, eu no BCaç 2851 e o João no BCaç 2852, e partimos para a Guiné no Uíge. O meu Batalhão foi para  Mansabá e o João para Bambadinca.

A dada altura [, em 1969,]  o João foi passar as férias a Moçambique e chegou atrasado ao Batalhão. Apanhou uma "porrada " que o impediria de ir de férias, outra vez. Não aceitou isso bem, ficou bastante perturbado e deu baixa à psiquiatria do HM 241, em Bissau, onde o fui encontrar irreconhecível. Acabou por ser evacuado para cá. 

Regressamos à Guiné em 2008 onde vivemos novas emoções. Fomos frequentadores assíduos da Tabanca de Matosinhos.

Esteve doente várias vezes, tendo mesmo sido operado ao coração, mas recuperou sempre. Ultimamente um cancro nos ossos acabou por ditar o seu fim, no dia 7 do corrente. O coração não resistiu e partiu enquanto dormia rodeado de atenções e carinho pela família, nomeadamente uma das filhas, enfermeira no Hospital de Santo António, que pediu licença para tratar do pai. 

Profissionalmente trabalhou na TAP e na Portugália, de onde se reformou. Tinha 3 filhas, 1 filho e 9 netos.

Descansa em paz, João!
_______________

Notas do editor:

(*) Vd. poste de 10 de dezembro de  2015 > Guiné 63/74 - P15472: Fotos à procura de... uma legenda (67): Xitole, 2008, extraordinária fotografia, a do João Rocha!... 40 anos depois com a antiga lavadeira, é muito mais que um abraço ou "o olá como tens passado"... (Valdemar Queiroz, ex-fur mil, CART 2479 / CART 11, Contuboel, Nova Lamego, Canquelifá, Paunca, Guiro Iero Bocari, 1969/70)

(**) Último poste da série > 8 de julho de 2018 > Guiné 61/74 - P18826: In Memoriam (316): João Alfredo Teixeira da Rocha, ex-Alf Mil Rec Inf do BCAÇ 2852, falecido no dia 8 de Julho de 2018 na cidade do Porto (Fernando Gouveia)

(***) O grã-tabanqueiro nº 744 foi o Américo Russa: Vd.  poste de 10 junho de 2018 > Guiné 61/74 - P18738: Tabanca Grande (465): Américo da Silva Santos Russa, ex-Fur Mil Alimentação da CCS/BART 3873 (Bambadinca, 1972/74)

2 comentários:

Tabanca Grande disse...

Camarads, António Pimental, Jaime Machado, Carlos Silva, Fernando Gouveia, Jorge Félix e ainda régulos da Tabanca de Matosinhos:

Obrigado pelos vossos contributos... Podem acrescentar o mais que entenderem. Peço ao Pimentel que faça chegar à famíia esta nossa pequena homenagem ao João.

Temos que fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para que os nossos camaradas da Guiné, infelizmente a desparecer prematuramente, não fiquem na "vala comum do esquecimento".

Um alfabravo para todos. Luís Graça

Carlos Vinhal disse...

Consultada a lista dos inscritos no III Encontro da Tabanca Grande, de 2008, confirma-se a participação deste nosso malogrado camarada.
Carlos Vinhal