quarta-feira, 1 de Novembro de 2006

Guiné 63/74 - P1234: Guileje: croquis do aquartelamento e tabanca (José Casimiro Carvalho)

Photobucket - Video and Image Hosting

Guiné > Região de Tombali > Guileje > 1972 ou 1973 > Croquis do aquartelamento e tabanca, desenhado à mão pelo Fur Mil Op Espec José Casimiro Carvalho (CCAC 8350, 1972/73), e enviado pelo correio a seu pai.

Foto:© José Casimiro Carvalho (2005). Direitos reservados. Foto alojada no álbum de Luís Graça > Guinea-Bissau: Colonial War. Copyright © 2003-2006 Photobucket Inc. All rights reserved.


1. Telegráfica mensagem, enviada pelo José Casimiro Carvalho (1), em 29 de Outubro de 2006:

"Motivado pela recente morte do meu Pai, vasculhámos as suas memórias... Encontrei isto... e chorei.

"Vou partilhar com a tertúlia este documento histórico"

2. Resposta de L.G., ao e-mail do José Casimiro:

José: Sinto muito... A morte dos nossos pais é sempre a antecipação da nossa própria morte... O teu gesto é bonito, é uma homenagem a ele: vou pôr o 'croquis' de Guileje no blogue, a teu pedido...
Cheguei do Porto há 4 horas... Fui lá cima, homenagear os velhotes da minha mulher que já se foram desta vida... Em contrapartida, ainda pude levar os meus... Fica bem, tanto quanto possível... Guarda, para ti, os melhores momentos que passaste com o teu velhote... Luís
3. Comentário de L.G.: Pelo que posso deduzir, este croquis do aquartelamento de Guileje deve ter sido desenhado pelo nosso camarada, à mão, e enviado pelo correio a seu pai. Vasculhando os seus papéis, o José Casimiro acaba por descobrir um documento que tem muita valia, para nós e para o Pepito e a sua equipa, às voltas com o projecto de reconstrução de Guileje. Obrigado, Zé, pelo teu gesto e pela tua sensilidade!
Pelo que consigo ler na info-imagem, o aquartelamento e a tabanca de Guileje formavam um rectângulo, todo minado à volta, na parte desmatada, com minas, armadilhas e fornilhos. A orientação parece ser norte/sul, tendo as peças de artilharia de 11.4, em número de três, apontadas para a fronteira com a República da Guiné-Conacri. Originalmente, eu pensava que os obuses de Guileje fossem de calibre 14 cm. Podem ver-se ainda as posições dos morteiros: dois 81 (incluindo o 'meu', o que era operado pela secção do Furriel Carvalho, do lado oeste, junto a um dos abrigos) e dois 10,7.
A oeste, há um campo de futebol, uma pista de aterragem de aeronaves e um heliporto. Ao longo do perímetro do aquartelamento, há arame farpado, postos de iluminação, postos de sentinela, abrigos e valas, todos devidamente assinalados. As palhotas da tabanca situam-se dentro do perímetro do aquartelamento. O trilho que corre a norte da pista de aviação era o trilho da água, o que significava que as NT e a população precisavam de sair do perímetro defensivo para se abastecer do precioso líquido. A esttrada que atravessava o aquartelamento e a tabanca, no sentido norte/sul era a que seguia para Mejo e Bedanda (a noroeste) e ligava a sul à estrada de Mampatá - Gadamael - Cacine, ao longo da fronteira.
O Pepito e o Nuno Rubim, a quem vou mandar uma cópia do documento, saberão melhor do que eu interpretar e completar estas informações.
_________

Nota de L.G.:

(1) O Zé Casimiro, o nosso herói de Gadamael, não pertenceu à CCAV 8356, mas sim à CCAÇ 8350... Além disso, não vive em Lisboa, mas sim na Maia, distrito do Porto, donde é natural. Não sei quem foi o filho da p..., mouro ou morcão, que trocou os seus dados biográficos na página da nossa tertúlia. Assumo a responsabilidade pelo erro: Em meu nome, e da nossa tertúlias, as minhas humildes desculpas... Em breve será feita a devida correcção.

O José Casimiro Carvalho, furriel miliciano de infantaria, com o curso de operações especiais, nas vésperas de embarcar para a Guiné, em 1972. Ele escreveu-me nestes termos: "Meu amigo;
sou natural do Porto; vivo na Maia desde 1983; sou de infantaria (Operações Especiais); fui incorporado numa Companhia de Cavalaria (CCAV 8350)... Não é caso de morte, mas se puderes corrige... Obrigado. Ah!... sou adepto do FCP, mas fui do SLB até aos 27 anos de idade... Outras estórias, he he he"....
Foto: © José Casimiro Carvalho (2006). Direitos reservados


O editor do blogue, Luís Graça e o herói de Gadamael, José Casimiro Carvalho, na Ameira, em 14 de Outubro de 2006.

Foto: © Manuel Lema Santos & esposa (2006) (com a devida vénia...). Fonte: Encontro na Ameira > 14 de Outubro de 2006 > Luís Graça & Camaradas da Guiné

Sem comentários: