sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Guiné 63/74 - P12233: Historial das Escolas Práticas do Exército (José Marcelino Martins) (5): Escola Prática de Transmissões do Porto




1. Historial da Escola Prática de Artilharia, localizada em Vendas Novas, trabalho de compilação do nosso camarada José Marcelino Martins (ex-Fur Mil Trms da CCAÇ 5, Gatos Pretos, Canjadude, 1968/70), integrado na sua série Historial das Escolas Práticas do Exército.











____________

Nota do editor

Último poste da série de 29 DE OUTUBRO DE 2013 > Guiné 63/74 - P12218: Historial das Escolas Práticas do Exército (José Marcelino Martins) (4): Escola Prática de Artilharia de Vendas Novas

3 comentários:

Hélder Valério disse...

Caro Zé Martins

Claro que estava à espera deste trabalho sobre as 'nossas' Transmissões.

Pelo descrito retiro que estive então no "Batalhão de Telegrafistas" já que a minha passagem pelo Quartel da Graça, em Lisboa, foi de finais de Setembro de 1970 a Abril de 1971. E que estive no "Regimento de Transmissões" na Arca d'Água, no Porto, pois estive lá de finais de Abril a princípios de Setembro de 1971. Bate tudo certo.

Já na Guiné integrei o STM, depois a Companhia de Transmissões em delegação de serviço no Centro de Escuta e finalmente integrado no "Agrupamento de Transmissões".

Sobre esta última Unidade tenho poucas referências de memória. Está tudo um bocado 'esbatido'. Lembro-me do nome, de alguns (poucos) episódios, assim coisas avulso, por flashes julgo lembrar-me das instalações, do posto médico, da secretaria e pouco mais. Não vivia lá, não trabalhava lá, evitava o mais que podia aparecer para não se lembrarem de mim. Tácticas!

Abraço
Hélder S.

Sousa de Castro disse...

Hélder, se calhar ainda nos cruzamos no Rtm na Arca D'Água no Porto, tendo em conta que fiz lá a especialidade desde Julho a Novembro de 1971, pertenci ao 5º pelotão, tínhamos um 1º sargento de seu nome Rodrigues que nos dava instrução, tudo fazia para que fossemos os melhores a marchar, para além, obviamente de um aspirante a quem o apelidamos de "CONGA" e dois cabos.

Sousa de Castro

Hélder Valério disse...

Olá Sousa de Castro

Pois, pelo que dizes, não chegámos a ter sobreposição de tempo, já que eu estive de finais de Abril a inícios de 1970 e tu estiveste de Julho a Novembro, mas de 1971. Nessa altura estava com 1 ano de Guiné.
Como disse cheguei lá no final de Abril e fiquei a comandar um pelotão de instrução, com n.º que não me lembro e que não tinha Aspirante, era apenas eu e um 1º Cabo RD.
Essa malta já era 'velhinha' e pensavam que me dominavam mas enganaram-se. Episódio que não cabe aqui. Mas ganhei ali amigos a sério. Um dele é o Tony do "Hotel Cibra" de Cascais (ao tempo) e com quem se passou um episódio que já relatei aqui no Blogue. Também foi para a Guiné. Actualmente "desconversamos" por causa do futebol, mas não só. A amizade, essa, mantém-se intocável.
Quando essa rapaziada passou a 'pronto' fiquei com outro Pelotão mas também não me lembro de referências.
Vim embora nas primeiras semanas de Setembro e recordo que só não estive no Porto na última semana de Agosto.
Abraço.