terça-feira, 26 de outubro de 2021

Guiné 61/74 - P22662: Fichas de unidades (21): CCAÇ 2592 / CCAÇ 14 (Bolama, Contuboel, Cuntima, Farim, Binta, Jumbembem, Canjambari, Saliquinhedim / K3, 1969/71)



Companhia de Caçadores nº  2592

Identificação: CCaç 2592

Unidade Mob: RI 16 - Évora

Crndt: Cap Inf José Luís de Sousa Ferreira

Divisa: -

Partida: Embarque em 24Mai69; desembarque em 30Mai69 | Extinção em 18Jan70

Síntese da Actividade Operacional

A subunidade foi constituída com quadros e especialistas metropolitanos e enquadrou pessoal natural das etnias Mandinga e Manjaca e ainda um pelotão da etnia Felupe, tendo efectuado a 2ª fase da instrução de formação no CIM, em Bolama [ e em Contuboel, o pelotão de mandingas] e sido seguidamente utilizada em patrulhamentos, reconhecimentos e contactos com as populações da região.

Em 6Nov69, foi colocada em Cuntima [. região do Oio, sector de Farim], a fim de substituir a CCaç 2529 como força de intervenção e reserva do BCaç 2879, tendo sido empregada em várias acções, patrulhamentos e emboscadas na linha de infiltração de Sitató.

Em 18Jan70, a subunidade passou a designar-se CCaç 14, sendo considerada subunidade da guarnição normal a partir daquela data.

Observações - Não tem História da Unidade.


Companhia de Caçadores nº 14


Identificação: CCaç 14

Cmdts: 

Cap Inf José Luís de Sousa Ferreira | Cap Inf José Augusto da Costa Abreu Dias | Cap QEO Humberto Trigo de Bordalo Xavier | Cap Inf José Clementino Pais | Cap Inf Mário José Fernandes Jorge Rodrigues | Cap Inf Vítor da Silva e Sousa | Alf Mil Inf Silvino Octávio Rosa Santos |  Cap Art Vítor Manuel Barata

Início: 18Jan70 (por alteração da anterior designação de CCaç 2592) | Extinção: 2Set74


Síntese da Actividade Operacional

Em 18Jan70, foi criada por alteração da sua designação anterior, integrando quadros e especialistas metropolitanos, e pessoal da Guiné, das etnias Mandinga e Manjaca e ainda um pelotão da etnia Felupe, que constituíam anteriormente a CCaç 2592.

Continuou instalada em Cuntima, nas funções de subunidade de intervenção e reserva do sector de Farim, com vista à actuação prioritária sobre a linha de infiltração de Sitató.

Após ter deslocado um pelotão para Farim, a partir de finais de Dez70, foi transferida para Farim em 20Fev71, depois de ter sido substituída, por troca, pela CArt 3331. 

Rendeu, na função de intervenção e reserva do sector, a CCaç 2533, com vista a realizar acções de contrapenetração no corredor de  Lamel. 

Destacou ainda pelotões para reforço temporário de outras guarnições, nomeadamente de Binta, de 25Abr71 a 12Jun71, Jumbembém e Canjambari.

A partir de 10Fev73, mantendo no entanto a sede em Farim e continuando orientada para a sua anterior missão assumiu, cumulativamente, a responsabilidade do subsector de Saliquinhedim, para onde deslocou um pelotão.

Em 2Set74, foi desactivada e extinta.

Observações - Tem História da Unidade a partir de Jan72 (Caixa n." 117 - 2ª Div/4ª Sec, do AHM).

Fonte: Excertos de: CECA - Comissão para Estudo das Campanhas de África: Resenha Histórico-Militar das Campanhas de África (1961-1974) : 7.º Volume - Fichas das Unidades: Tomo II - Guiné - 1.ª edição, Lisboa, Estado Maior do Exército, 2002, pp. 382 e 634
____________

Nota do editor: 

Último poste da série > 7 de outubro de 2021 > Guiné 61/74 - P22607: Fichas de unidades (20): Batalhão de Comandos da Guiné (Brá, 1972/74), incluindo 1ª CCmdsAfr (1969/74), 2ª CCmdsAfr (1971/74) e 3ª CCmds (1972/74)

3 comentários:

Valdemar Silva disse...

Não me recordo da chegada desse pelotão de mandingas a Contuboel, concretamente vindo de Bolama.
Na lista dos recrutas, que aparece na História da Unidade, há vários Candé e Sissé que julgo serem mandingas.
Mas, consultando a HU aparece o que eu não me recordava: 'Na maioria os instruendos são fulas, os quais se destinam a duas Companhias, alguns são mandingas, que constituiriam o pelotão de mandingas', não havendo menção de terem vindo de Bolama.

Abraço e saúde
Valdemar Queiroz

Abilio Duarte disse...

Olá Valdemar,

è isso mesmo, os Mandingas ai referidos, estavam na nossa Companhia de Instrução.

Aconteceu, que após várias situações, em que eles andavam misturados com os Fulas, se percebeu, que eles não se encachavam, e quando havia instrução, de aplicação militar, era uma
confusão entre eles, e então o Maj. Azeredo veio de Bolama, e criou um Pelotão só de Mandingas.
E esses homens tiveram uma instrução separada, e nunca mais estivemos com eles, quer a C.CAÇ-12.
Mas foram connosco ao juramento de Bandeira em Bissau.

As tuas melhoras, vê la se arranjas disposição para um almoço. Abraço.

Abílio Duarte

Valdemar Silva disse...

Obrigado Duarte
Não me lembro de nada sobre essa questão do Pelotão de Mandingas, e até teimava que não seria verdade.
Tenho tido dificuldades em me deslocar e andado um bocado aflito do peito devido ao esforço da respiração, devo estar a ser chamado para ir fazer exame de cardiologia ao Hospital.
Há dias enviei um mail ao Pais de Sousa a saber como tinha passado da intervenção ao coração. Ele está de boa recuperação, já veio à caça ao Alentejo e ficou de aparecer por cá para almoçar-mos juntos mais o Macias. Vamos ver como estarei e depois falo contigo.

Abraço e saúde
Valdemar Queiroz