quinta-feira, 9 de dezembro de 2021

Guiné 61/74 - P22791: "Lendas e contos da Guiné-Bissau": Um projeto literário, lusófono e solidário (Carlos Fortunato, presidente da ONGD Ajuda Amiga) - Parte IX: Conto - A lebre e o lobo no tempo da fome




Ilustrações do mestre Augusto Trigo (pp. 59, 60 e 61)



O autor, Carlos Fortunato, ex-fur mil arm pes inf, MA,
CCAÇ 13, Bissorã, 1969/71, é o presidente da direcção da ONGD Ajuda Amiga



1. Transcrição das págs. 59-62 do livro "Lendas e contos da Guiné-Bissau", com a devida autorização do autor (*)


J. Carlos M. Fortunato > 
Lendas e contos da Guiné-Bissau




Capa do livro "Lendas e contos da Guiné-Bissau / J. Carlos M. Fortunato ; il. Augusto Trigo... [et al.]. - 1ª ed. - [S.l.] : Ajuda Amiga : MIL Movimento Internacional Lusófono : DG Edições, 2017. - 102 p. : il. ; 24 cm. - ISBN 978-989-8661-68-5


Conto - A lebre e o lobo no tempo da fome 
 (pp. 59/82)


No tempo da fome, a lebre nada tinha para comer, e ela e o seu filho passavam muita fome. Como não conseguia encontrar nenhuma comi da perto de casa, a lebre decidiu partir e ir procurar comida noutros locais. 
Meu filho, tenho que ir procurar comida longe, mas vou voltar o mais rápido que puder  disse a lebre ao filho. 

A lebre procurou em todo o lado, contudo não encontrou nenhuma comida, pois era o tempo da fome e em nenhum lado havia comida. Mas ela descobriu que o lobo  (hiena) (34) tinha muita comida na casa dele, mais do que precisava. 

Apesar de saber que o lobo era mau, que nunca dava nada a ninguém, e até a podia comer, mesmo assim a lebre foi bater à porta do lobo e pedir-lhe um pouco de comida, para levar para o seu filho. 
– Eu só vou dar-te um pouco de comida depois de tu trabalhares, mas a partir de agora terás que ficar sempre a trabalhar para mim  disse o lobo
– Está bem respondeu a lebre. 
– Esta noite, vais ficar toda a noite de guarda à minha casa, para não  roubarem nada, mas não toques na casa do meu vizinho leão  disse o lobo
– Porquê?  perguntou a lebre. 
– Porque o leão é invejoso, arrogante e muito bruto  respondeu o lobo

Durante a noite, quando todos estavam a dormir, a lebre foi a casa do leão, roubou-lhe o filho e escondeu-o na casa do lobo. Quando chegou a manhã, o filho do leão começou a chorar, pois estava cheio de fome. O lobo, ao ver o filho do leão em casa dele e ainda por cima a chorar, ficou muito aflito sem saber o que fazer, pois tinha muito medo do leão. 
 – Como veio o filho do leão aqui parar? O que vou fazer agora? Será melhor escondê-lo?  dizia o lobo, andando de um lado para o outro, sem saber o que fazer. 

O leão, que falava pouco e não gostava de brincadeiras, ficou furioso quando ouviu o filho chorar na casa do lobo
– Como se atreve o lobo a roubar-me o meu filho?  gritou o leão e correu para casa do lobo. O lobo nem teve tempo de dizer nada, pois o leão enfurecido rebentou com a porta e deu-lhe logo uma estalada. 

O lobo fugiu, e o leão correu atrás dele, mas o seu filho começou a chorar e o leão voltou para trás, para junto do filho. Ao ver o lobo fugir, a lebre deu pulos de contente, porque agora tinha comida e podia ficar a viver na casa do lobo, pois o lobo nunca voltaria com medo do leão, e correu a ir buscar o filho. 

Como o lobo tinha muita comida, a lebre dividiu-a com os outros animais que tinham fome. E foi assim que a lebre se livrou do lobo e conseguiu muita comida.

__________

Nota do autor:

(34) Lobo - palavra com origm no crioulo, é o nome dado à hiena;: não existem lobos na Guiné-Bissau.
_____________

2. Como ajudar a "Ajuda Amiga" ?

Caro/a leitor/a, podes ajudar a "Ajuda Amiga" (e mais concretamente o Projecto da Escola de Nhenque, que já foi inaugurada dia 8 deste mês, com pompa e circunstância), fazendo uma transferência, em dinheiro, para a Conta da Ajuda Amiga:

NIB 0036 0133 99100025138 26

IBAN PT50 0036 0133 99100025138 26

BIC MPIOPTP

Para saber mais, vê aqui o sítio da ONGD Ajuda Amiga:


http://www.ajudaamiga.com

________________

Nota do editor:

3 comentários:

Valdemar Silva disse...

Numa das segurança noturnas em Nova Lamego, com o meu Pelotão emboscado nas proximidades, vi passar a uns vinte metros o que pareciam ser dois burros pequenos.
Afinal eram duas hienas que se dirigiam à lixeira próxima, que os soldados fulas diziam 'lobos manga de perigo'.
Os "lobos", julgo que teriam vindo das grutas de pedras para os lados de Canjadude.

Abraço e saúde
Valdemar Queiroz

Tabanca Grande Luís Graça disse...

É engraçado, no imaginário dos guineenses a hiena ser assimilada ao nosso lobo (, talvez por "intercâmbio cultural e linguístico", ou seja, via "crioulo"... Ambos são animais traiçoeiros e/ou cruéis... Mas o guineense nunca tinha visto um lobo, nem nós, em Portugal, víamos hienas (a não ser no Jardim Zoológico...).
____________

hiena
hiena | n. f.

hi·e·na |ê|
(latim hyaena, -ae, do grego húaina, hiena)
nome feminino
1. [Zoologia] Designação dada a vários mamíferos carnívoros da família dos hienídeos, de médio a grande porte, com patas traseiras mais curtas do que as dianteiras, de hábitos nocturnos e muito vorazes de carne putrefacta.

2. [Zoologia] Mamífero hienídeo (Crocuta crocuta), robusto e de grande porte, com pelagem curta, amarelada e com manchas castanho-escuras, orelhas redondas, pequena crina eriçada, que habita em regiões da savana africana. = HIENA-MALHADA

3. [Figurado] Pessoa cruel ou traiçoeira.


"hiena", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/hiena [consultado em 09-12-2021].

____________

lo·bo |lô|1
(latim lupus, -i)
nome masculino
1. [Zoologia] Mamífero carnívoro (Canis lupus) da família dos canídeos, com pelagem cinzenta amarelada, que vive nas florestas da Europa, da Ásia e da América.Ver imagem

2. Máquina de abrir a lã (nas fábricas de lanifícios).

3. Homem de maus instintos.


comer como um lobo
• Comer muito.

lobo do mar
• Marinheiro experimentado e valente.

quem não quer ser lobo não lhe veste a pele
• Expressão usada para dizer que quem não quer sofrer contrariedades, não se mete em perigos.


"lobo", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/lobo [consultado em 09-12-2021].

Tabanca Grande Luís Graça disse...

Carlos para a próxima reedição:

E que tal pôr o leão a dar ao "lobo" uma "pantufada" em vez de uma "estalada" ?... Para os nossos miúdos de "cá", é capaz de ser mais "divertido" e "mais próximo do gíria da escola"... Mas para os miúdos de "lá", não sei...

pantufada
pantufada | n. f.

pan·tu·fa·da
(pantufa + -ada)
nome feminino
1. Golpe ou pancada dados com pantufa ou pantufo.

2. [Informal, Por extensão] Qualquer agressão ou pancada.


"pantufada", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/pantufada [consultado em 09-12-2021].