sábado, 22 de agosto de 2015

Guiné 63/74 - P15029: In Memoriam (236): Luís Casanova Ferreira (1931-2015), cor inf ref, com duas comissões no CTIG (1964/66 e 1970/74) foi ontem a sepultar no cemitério do Alto de São João, em Lisboa



Guiné > Região de Tombali > Catió > BCAÇ 619 (1964/66) > Grupo de oficiais à mesa, no famoso bar Tombali, em Catió.

Há dois palmeirins, da CCAÇ 728: o alf mil J.L. Mendes Gomes, o 2º a contar da direita, de óculos escuros; e o alf mil Gonçalves, o 1º a contar da esquerda. Os restantes pertenciam à CCS do BCAÇ 619, então sedeado em Catió, com destaque para o major Luís Casanova Ferreira [1931-2015],  de bivaque na cabeça e camuflado, ao fundo: era o homem grande da logística do batalhão e foi um dos mentores e atores do 25 de abril. 

 Da direita para a esquerda, são ainda visíveis o alferes de transmissões do batalhão, o Teixeira; a seguir ao J.L.Mendes Gomes, o alferes, do Pel Art, de apelido Maia); e por fim, o alferes Pires Marques, de cavalaria (Pel Rec). 

Foto do álbum do nosso camarigo J.L. Mendes Gomes.

Foto (e legenda): © J. L. Mendes Gomes (2006). Todos os direitos reservados.

1. Segundo notícia da agência Lusa, Luís António Casanova Ferreira foi ontem a sepultar no cemitério do Alto de São João, em Lisboa.  Morreu na sequência de doença. Tinha 84 anos.


[Foto à esquerda: Luís Casanova Ferreira, cortesia da página de Joaquim Evónio, Varanda das Estrelícias... Uma das raras fotos deste militar português, disponíveis na Net]


O coronel inf Luís Casanova Ferreira esteve ligado ao 16 de março de 1974 (, a revolta militar que predecedeu o 25 de abril). Foi um dos capitães de abril, ligado á ala spinolista do MFA. Foi preso na sequência do  11 de março de 1975, sendo na altura major, comandante da PSP de Lisboa. Foi libertado uma semana antes do 25 de novembro.

Casanova Ferreira fez duas comissões no TO da Guiné, em 1964/66 e 1970/74.  A Tabanca Grande, que reune centenas de amigos e camaradas da Guiné, cumpre o seu dever de curvar-se à memória deste militar português com quem alguns de nós conviveram e trabalharam no TO da Guiné, e apresenta sentidas condolências à família e amigos.

2. Nota biográfica de Luís Casanova Ferreira, segundo dados fornecidos pelo seu amigo e camarada de armas, o cor inf ref Manuel Bernardo:

(i) nasceu em Lisboa em 14 de frevereiro de 1931;

(ii) cumpriu quatro comissões de serviço em África: Moçambique (1961/64 e 1967/69) e Guiné (1964/66 e 1970/74);

(iii) uma semana depois de regressar da Guiné, participou no 16 de março de 1974, a chamada revolta das Caldas da Raínha, tendo estado preso na Trafaria até ao 25 de abril de 1974;

(iv) passou a comandar a PSP de Lisboa em maio de 1974, instituição que já tinha servido em 1958/60;

(v) foi preso no 11 de março de 1975,  sendo libertado uma semana antes do 25 de novembro de 1975;

(vii) comandou os regimento de infantaria nº 2 (Abrantes) (1977/79) e nº 11 (Setúbal), tendo passado à situação de reserva em 1981 e sido reformado em 1990.

(Fonte: adapt. de Manuel Amaro Bernardo, "Equívocos e Realidades, Portugal 1974-75", pp 425, 2.º vol., 1999).

_________________

Nota do editor:

Último poste da série > 25 de julho de 2015  > Guiné 63/74 - P14930: In Memoriam (235): Manuel Moreira de Castro (1946-2015), ex-Soldado At Inf da CCAÇ 2315/BCAÇ 2835 (Bula, Binar, Mansoa, Bissorã e Mansabá, 1968/69)

5 comentários:

admor disse...

Que descanse em paz.
Condolências aos familiares e amigos.

Adriano Moreira

Anónimo disse...

João Gabriel Sacôto Martins Fernandes
22 agosto 2015

p
Profundo pesar pelo falecimento do Coronel Casanova Ferreira (Homem de grande caracter) que, além de camarada com quem convivi dois anos em Catió, a ele me ligava uma grande amizade e admiração. Tive ocasião de pessoalmente, em nome da CC 617 apresentar as condolências a sua esposa Irene e filha Leonor

JS

Luís Graça disse...

Caro coronel, já foi, de pronto, feita a correção do lapso... Mesmo de férias, os editores estão atentos, zelando pelo rigor dos factos e respeitando w fazendo respeitar, tanto quanto possível, a linha editorial do blogue... Ab. LG

Manuel Bernardo disse...

Caro Luís Graça: Obrigado pela disponibilidade e a pronta correcção. Ab MB

Hélder Valério disse...

Todos dias tomamos conhecimento do falecimento de alguém do 'nosso tempo'.
É triste mas temos que nos conformar.
E estar preparados...

Para a família e amigos, os meus sentimentos.
Para o nosso camarada Luís Casanova Ferreira, que descanse em paz.

Hélder S.