quarta-feira, 2 de maio de 2018

Guiné 61/74 - P18595: Convívios (854): Encontro dos "Ilustres TSF" em Campanhã - Porto (Hélder Valério Sousa, ex-Fur Mil TSF)


Convívio dos Ilustres TSF em Campanhã - Porto
Da esquerda para a direita: Lã, Martinho, Eduardo, Reis, Hélder, Cruz, Miguel e Marques.

 
1. Mensagem do nosso camarada Hélder Valério de Sousa (ex-Fur Mil de TRMS TSF, Piche e Bissau, 1970/72), com data de 6 de 29 de Abril de 2018:

Caros amigos:

Hesitei em dar conta deste evento por não ser propriamente do âmbito do nosso Blogue mas como aparecem notícias de encontros vários, atrevo-me a fazê-lo.

Para este Encontro apareceram 8 elementos. Muitos? Poucos? Depende....
Na realidade, o que chamamos de "Ilustres TSF" (não sei dizer quem, quando, como e porquê, sugeriu esta designação) é o conjunto de 'mancebos' que no já longínquo ano de 1969 (fará para o próximo ano e Encontro 50 anos!), se encontraram no então BT, em Sapadores, à Graça, em Lisboa, para fazerem o 2.º Ciclo do CSM com a especialidade de "TSF".

Eram 15, que vieram do 1.º Ciclo do CSM, em Julho de 1969, de vários locais da recruta: Caldas da Rainha, Santarém, Vendas Novas e Tavira. Por sua vez eram oriundos, à época, de vários pontos do País: o Carlos Lã, de Faro; o José Canudo, de Elvas; o Nelson Batalha, de Setúbal; o José Alves, dos Açores; o Fernando Marques, de Alhandra; o Hélder Sousa, de Vila Franca de Xira; o António Calmeiro, de Tinalhas; o António Camilo, de Castelo Branco; o José Fanha, de Torres Novas; o Eduardo Pinto e o Luís Dutra, de Viseu; o Fernando Cruz e o José Reis, do Porto; o Manuel Martinho de São Martinho do Campo e o Mário Miguel, de Barcelos.

Desses 15 dois deles, o José Reis e o Fernando Marques não chegaram a sair de cá. Dos outros 13, foram 2 para Moçambique, 4 para Angola e os restantes 7 (mais de 50% dos mobilizados) para a Guiné (e aqui já temos pontos comuns com o conteúdo do Blogue).
Neste espaço de tempo já faleceram 3. Curiosamente todos estiveram na Guiné. O Dutra, o Calmeiro e o Batalha.

Durante vários anos os nossos Encontros foram esporádicos (o 1.º ocorreu, salvo erro, em 1990 ou 91) e só agora, mais recentemente temos procurado manter uma regularidade anual. Este ano foi no Porto. Para o ano [, 2019], comemorando os 50 anos, será em Lisboa, para uma visita ao local onde nos conhecemos, o BT [, Batalhão de Transmissões]. Já temos dia: 4.ª feira, 19 de Abril. Veremos quantos seremos!

Se for do interesse do Blogue poderei avançar com mais alguns apontamentos dos "Ilustres".
Por agora segue assim, acompanhado da "foto de grupo", tirada à mesa na "Casa Inês", ali perto de Campanhã onde, da esquerda para a direita se podem ver o Lã, o Martinho, o Eduardo, o Reis, o Hélder, o Cruz, o Miguel e o Marques.

Abraços
Hélder Sousa
____________

Nota do editor

Último poste da série de 1 de Maio de 2018 > Guiné 61/74 - P18588: Convívios (853): XXX Encontro do pessoal do BART 3873 (Bravos e Sempre Leais) (Bambadinca, 1971/74), dia 26 de Maio de 2018 em S. Pedro do Sul (Sousa de Castro)

2 comentários:

Tabanca Grande disse...

Hélder, não te acanhes, costumanos publicar a notícia dos v/ encontros, para mais vocês (e nós todos...) são uma espécie rara e em vias de extinção...

Sei que fazes um esforço, grande, para vir a Monte Real... VGou ter isso em linha de conta, quando te der a nota da avaliação de desempenho, como colaborador permanente, no fim do ano... Tu ainda vais fazendo "prova de vida" e das "tripas coração",,,

As tuas melhoras, Luís

Anónimo disse...

élder Valério Sousa
29/04/2018

Olá Luís.

Obrigado. É verdade que já tinha antes enviado notícias desse tipo.

Entretanto, ao dar de forma verbal directa os parabéns à Giselda e como isso foi feito através do Miguel fiz a minha inscrição por ele.

Fiquei a saber que o Miguel deu um "malho" em Sesimbra, tem as costas bastante magoadas e doridas e veio levar uns pontos na cabeça aqui no Hospital de Setúbal.

Vou ao Encontro/Almoço porque faço questão de ir, embora não faça "vaquinha" pois o meu filho mais novo que é o que costuma andar por fora mas que agora tem estado por cá, vai amanhã em trabalho a Bucareste e só volta no sábado e como a minha mulher precisa de mim até às 18:00 e não tem outra ajuda, terei que ter liberdade de acção e de mobilidade para sair quando for necessário. (...)


Abraço, Hélder Sousa