quarta-feira, 2 de maio de 2018

Guiné 61/74 - P18593: In Memoriam (314): Luís Encarnação (1948-2018), ex-Fur Mil Cav, MA, CCAV 2748 (Canquelifá, 1970/72). O funeral é hoje, em Barcarena, às 15 horas. Entra, a título póstumo, para a Tabanca Grande, sob o n.º 773


Luís Encarnação (1948-2018), na Magnífica Tabanca da Linha. Foto de Manuel Resende.


Luís Encarnação (1948-2018), em sua casa.  Foto de Francisco Palma-



Caros Magníficos,

A Magnífica Tabanca da Linha está mais pobre.

Nesta madrugada de 1 de Maio de 2018 perdemos um dos nossos Magníficos, o Luís Encarnação. Paz à sua alma e condolências à família.

Oportunamente o seu amigo Francisco Palma irá fornecer aqui outros elementos.

O corpo está exposto desde as 16 horas na Igreja de S. Domingos de Rana. Amanhã, dia 2, será o funeral pelas 15 horas, seguindo para o Cemitério de Barcarena onde será cremado.


2. O Francisco Palma já ontem nos tinha dado a triste notícia. Por ele, soubemos em primeira mão do falecimento do seu amigo, camarada e vizinho Luís Encarnação que tinha 70 anos. Na página do Facebook da Magnífica Tabanca da Linha ele deixou o seguinte comentário;

Amigos, não acrescento mais nada, a não ser a enorme tristeza, pois era um grande amigo pessoal, e camarada combatente de Minas e Armadilhas, da minha Companhia em Canquelifá, onde bastante passámos de maus momentos. Era ainda meu colega, organizador dos nossos convívios da CCAV 2748.

Que encontres a Paz e eterno descanso.


3. Comentário do editor Luís Graça:

À família enlutada, aos camaradas da CCAV 2748, aos amigos mais íntimos, à Tabanca da Linha, apresento, em nome da Tabanca Grande, a manifestação da nossa solidariedade no luto e na dor (*). E comunico que decidi inscrever, a título póstumo, o Luís Encarnação, como membro, nº 773, da nossa Tabanca Grande.

O Luís vivia em Cascais, era membro da Magnífca Tabanca da Linha.  Há, por outro lado,  várias referências no nosso blogue ao seu nome, é coautor, inclusive, de um poste, também com o saudoso Luís Borrega (1948-2013) (**). E tive o grato prazer de o conhecer em Monte Real, já em 2014, no IX Encontro Nacional da Tabanca Grande.

Já em tempos tinha pedido ao Luís Borrega para apadrinhar a entrada do Luís Encarnação na Tabanca Grande. O que infelizmente não aconteceu em vida de ambos... Cumpre-se agora o meu desejo ao fim de 8 anos e meio depois. Recordo o que escrevi em 9/10/2009 (**):

(...) "Obrigado aos dois. Djarama! Peço ao 1º Luís (Borrega) que traga o 2º (Encarnação) até à nossa Tabanca Grande. Para que ele se possa também sentar no bentém à sombra do nosso mágico, secular, grandiosos, simbólico, fraterno poilão!" (...).
___________

Notas do editor:

(*) Último poste da série > 10 de abril de 2018 > Guiné 61/74 - P18509: In Memoriam (313): Armando Teixeira da Silva (1944-2018), ex-Soldado Atirador da CCAÇ 1498/BCAÇ 1876 (Có, Jolmete, Bula, Binar e Ponate, 1966/67), falecido no passado dia 4 de Abril. Natural de Oliveira de Azeméis, vivia em Santa Maria da Feira. Era (e é) nosso grã-tabanqueiro nº 636

(**) Vd. poste de 9 de outubro de 2012 Guiné 63/74 - P10505: Antropologia (20): Funeral Fula / Funeral Islâmico (Luís Borrega / Luís Encarnação)

8 comentários:

Valdemar Silva disse...

Estivemos em Canquelifá.
Sentidos pêsames.
Valdemar Queiroz

Tabanca Grande disse...

Peço ao Manuel Resende e/ou ao Francisco Palma que transmita à família os nossos sentidos pêsames. Mas o Luís Encarnação vai ficar aqui connosco no "jazigo" do blogue, na lista dos que da lei da morte já se foram libertando.. Na calha estamos já todos nós...

O seu nome já consta na lista alfabética dos 773 membros da Tabanca Grande. Lembro-me dele, embora tenhamos convivido pouco. Luís

José Marcelino Martins disse...

Condolências à família, amigos e camaradas.

Anónimo disse...

Não de lembro do Luís Encarnação, mas não só porque pisamos o mesmo chão em Nova Lamego, terra de Fulas, eu em 67/68 e ele em 70, porque teve que lá passar para ir para Canquelifá, onde eu também cheguei perto, mas também por respeito àqueles que suaram pela testa abaixo e comeram aquele pó da terra vermelha, não deixo de sentir algum amargo. Tinha direito a viver um pouco mais, mas Deus assim o quis, e levou-o. A toda a família enlutada, e aos seus camaradas da Companhia de Cavalaria 2748, nesta hora em que deve estar a ser sepultado, os meus mais sinceros e sentidos pêsames.
Paz à sua alma.
Virgilio Teixeira

Anónimo disse...

Sentidos pêsames. Que descanse em paz.
BS

José Botelho Colaço disse...

Sentidos pêsames à família enlutada.

Anónimo disse...


As minhas sentidas condolências à família.

Descansa em paz.

Jorge Araújo.

Hélder Valério disse...

Estive com o Luís Encarnação em Santarém, no 1º Ciclo do CSM, em Julho de 1969 (3ª incorporação) e pertencemos ao mesmo Esquadrão.
Pertenceu a uma das Companhias de intervenção do BCAV 2922 a que estive adido durante cerca de 6 meses, em Piche, do início de Dezembro de 70 até quase ao final de Maio de 71.
Reencontrei-o por cá nos encontros que o também nosso tertuliano e contemporâneo de Santarém e Piche, o falecido Luís Borrega, foi arranjando.
Também aceitei, pelo menos duas vezes, os convites que ele e o Francisco Palma me fizeram para incorporar os Almoços da sua CCAV 2748 e ainda chegámos a estar juntos num ou dois dos almoços da Tabanca da Linha!
A notícia do seu falecimento "bateu forte", não estava à espera, pelo menos agora, pois sabia que tinha tido um problema, que estaria a recuperar, falei com ele ao telefone ainda não há duas semanas, falou-me de uma bactéria qualquer....
Não consegui acompanhá-lo à última morada. Fiquei triste.

Que descanse em paz!
Hélder Sousa